Pedro Ernesto: no Grêmio, Felipão tem outra postura

Leia o post original por Pedro Ernesto

Acabou a novela.
Nilmar será jogador do Inter até dezembro de 2017. Um jogador notável, num mercado de muita carência para a posição. Onde encontrar um grande centroavante ? Luigi encontrou Nilmar. O torcedor colorado vibra com esta contratação. Importante saber qual é a condição física do jogador. Esteve por dois anos no mundo árabe e deve estar muito abaixo do condicionamento físico do futebol brasileiro. No ano passado, Alex teve muita dificuldade para começar a render. A rigor, seu futebol só apareceu este ano. Era o período de adaptação. Mesmo assim, não dá para colocar restrições. Se ele só jogar no ano que vem, ainda é uma contratação importante. Com Nilmar o Inter melhora a qualidade técnica do seu time. Afora isto, os jogadores que, neste momento, ocupam a posição fracassam. Nem Rafael Moura nem Wellington Paulista conseguem dar boa resposta. A direção se deu conta da necessidade de contratar um jogador. Dizem que estreia dia 4 de outubro, contra o Cruzeiro lá no Mineirão. Vamos esperar a avaliação física. Grande reforço, não apenas uma contratação a mais.

Sport Recife
Mesmo que tenha perdido no último final de semana para a Chapecoense, não dá para desprezar o time pernambucano. Tem bons jogadores, imprime boa velocidade. O Inter quer a segunda vitória consecutiva. Abel não dá nenhuma pista sobre o time e, muito menos, o esquema que irá utilizar. Pode ser com um ou dois volantes. Sorte do Inter é que o jogo saiu da Ilha do Retiro e foi para a Arena Pernambuco. Um estádio novo, moderno, civilizado, onde se pode jogar com tranquilidade. Confesso que prefiro o Inter com um volante e quatro meias. Se não for Alan Patrick, que foi arquivado pelo técnico Abel, que seja Jorge Henrique ou Sasha. Esta maneira de atuar foi a que deu melhores desempenhos ao time colorado.

Treinamentos
Felipão mudou. E para melhor. O relato dos repórteres que o acompanharam na Seleção Brasileira na Copa do Mundo davam conta de que não aconteciam treinamentos. Deu no que deu. Já no Grêmio ele tem outra postura. Ontem treinou muito arremates com Dudu, que sempre começa bem as jogadas, mas sempre acaba mal. É preciso aprofundar treinamentos de finalização ou passes corretos para os companheiros. Felipão se ocupou disto e fez o jogador trabalhar este defeito que carrega. Só falta o acabamento para Dudu. Conseguindo, pode ser um jogador raro. O Grêmio precisa dele porque os gols são muito escassos. As grandes virtudes da campanha do Grêmio estão relacionadas com o sistema defensivo. Se conseguir atacar com qualidade, vai longe neste campeonato.

É demaaaaiiiiis
O procurador do STJD, Paulo Schmidt, não engoliu a redução de Petros, do Corinthians, que agrediu o árbitro. Inicialmente, ele foi punido com seis meses de suspensão. Num segundo julgamento, desta vez pelo pleno do STJD, sua pena foi reduzida para três jogos. Esta é uma das decisões mais escandalosas do sistema jurídico desportivo. Uma agressão ao árbitro precisa ter uma pena forte. É isto que manda a lei. Três jogos fora é brincar com a inteligência das pessoas. Paulo Schmidt nesta está sendo demais.

É de menos
O futebol gaúcho precisa de uma reviravolta importante. Temos dois clubes no Brasileirão. Não temos nenhum clube na Série B. Santa Catarina tem três clubes na primeira divisão e pode ter mais dois, já que Avaí e Joinville lideram a série B. Se nenhum clube catarinense cair para a segunda divisão, o nosso estado vizinho poderá ter cinco representantes na principal série do futebol brasileiro. Claro que nenhum deles tem a força de Grêmio e Inter, mas que dá uma grande inveja, isto não há dúvidas. Não temos no interior uma verdadeira terceira força. Confesso não saber o que fazer para mudar este quadro. O Rio Grande merecia mais.