Equilíbrio é tudo

Leia o post original por Mauro Beting

Emerson Sheik voltou ao time do Botafogo e mostrou que é o melhor jogador da equipe que foge do rebaixamento.

Fez um belo gol de peixinho, bateu bem o pênalti que eu não marcaria, reclamou muito da arbitragem confusa para os dois lados (e as duas equipes têm sofrido com o apito no BR-14), apanhou muito, cavou muitas faltas, bateu além da conta, mereceu ser expulso em mais uma entrada infantil para a idade que realmente tem, e saiu dizendo na frente da câmera que a CBF é uma vergonha.

Por ter falado com propriedade o que falou ele vai ser duramente punido. Justo quando tinha mais razão, ele perdeu totalmente a dele.

Quase ao mesmo tempo, o melhor jogador de um time que foge do rebaixamento deu um passe para gol depois de mais um tempão afastado por lesão. Fez as melhores jogadas do time. Apanhou muito. Cavou outro tanto de faltas. Fez falta para amarelo e ainda pisou no adversário. Foi expulso pela enésima vez de forma destemperada, amadora, irresponsável. Valdivida impagável.

Os caras que desequilibram quando enfim estão disponíveis de dispostos são desequilibrados.

Botafogo e Palmeiras terão problemas quando os criadores de soluções são seus maiores problemas.