Para enfrentar Palmeiras, Bahia acerta salários e isola time

Leia o post original por blogdoboleiro

Salários em dia, concentração em lugar paradisíaco e a volta de titulares. A diretoria, comissão técnica e o time estão tratando o jogo contra o Palmeiras, no próximo domingo na Arena Fonte Nova, como uma final de campeonato. Assim como os palmeirenses, este confronto ganhou status de vida ou morte.

Por isso, os dirigentes do tricolor baiano fizeram a correria e pagaram, nesta última segunda-feira, o salário de setembro que andava atrasado. O técnico Gilson Kleina pediu e o grupo saiu de Salvador e foi treinar na Praia do Forte, usando o mesmo hotel e o mesmo centro de treinamento que a seleção da Croácia adotou durante a primeira fase da Copa do Mundo disputada neste ano no Brasil. O grupo ficará isolado até sexta-feira à tarde, quando retorna à capital baiana.

A definição do time vai depender dos próximos dois treinos. Kleina levou 28 jogadores. Ele não vai poder contar com o zagueiro titular Demerson, que está suspenso. Por outro lado, o treinador vai poder contar com a volta do volante Fahel e dos atacantes Rafinha e Kieza, recuperados de lesões. A dúvida principal fica para a defesa, porque o reserva imediato de Demerson é Titi, que está contundido. Se ele não se recuperar a tempo, Adaílton vai entrar formando dupla de zaga com Lucas Fonseca.

Na sexta-feira, Kleina pretende mostrar um vídeo com detalhes do Palmeiras. Até lá, ele espera ter informações sobre Valdívia. O meia chileno se recupera de uma pancada no quadril que causou um edema. Nesta quarta-feira, o jogador correu em torno de um dos campos da Academia de Futebol.

O Palmeiras esta na décima quarta colocação com 36 pontos, cinco a mais do que o Bahia que é o penúltimo colocado do Campeonato Brasileiro. A vida do clube baiano não está nada boa. além do Palmeiras, ele terá dois confrontos diretos com equipes que – como ele – tentam escapar do rebaixamento: Criciúma e Coritiba. Os dois jogos serão na casa dos adversários. Os outros quatro desafios incluem Corinthians, Atlético Paranaense e Grêmio em Salvador. Depois do Palmeiras, o adversário será o Goiás, em Goiânia.

Por isso, uma vitória domingo é muito importante para fugir do rebaixamento. O Palmeiras também não pode pensar em empate. O time paulista terá pela frente o São Paulo, Sport e Atlético Paranaense  jogando em São Paulo. Vai sair para encarar o Internacional em Porto Alegre e fará um confronto direto com o Coritiba, na Arena da Baixada.

 

 

 


Após o treino, os atletas almoçaram e, no período da tarde, treinam novamente. Com 30 pontos ganhos, o Bahia é o penúltimo colocado na tabela. O Palmeiras, com 36, é o 14º.