Pi, Pi, Pi, Pi, Pi

Leia o post original por flavioprado

Vejo pouco televisão quando o tema não é futebol.  A correria do dia a dia não deixa. Menos num caso. Esteja onde estiver, fazendo o que for, paro para ver o Chaves. Não importa a situação meu estado de espírito sempre melhora, ao ver aqueles grandalhões vestidos de criança, praticando e sofrendo bullying, dando e levando porrada, vivendo a infância que eu vivi, num lugar também humilde. Ninguém perdoa o gordo, o bochechudo, o pobretão, o malandro, que leva a culpa de todos os males sofridos pelo menino “riquinho” da região, mas burro como uma porta. O professor fuma charuto na sala de aula e ainda canta, ou tenta seduzir, a mãe de um aluno. Aliás, os alunos colam descaradamente, enquanto o mestre, que é apelidado de Linguiça, quase enlouquece com as dificuldades do dia a dia. Seu Madruga, Dona Clotilde, ou melhor, a Bruxa do 71, Chiquinha, Kiko, Seu Barriga, Nhonho, Patty, Jaiminho, são figuras da minha rotina. Vários amigos meus são chamados por esses nomes, num misto de gozação e homenagem. E foi o genial Roberto Bolaños, que criou esse mundo paralelo na minha vida, como avatares, que me acompanham e me fazem rir, mesmo nos momentos mais complicados. Morreu Roberto Bolaños. Humano, portanto mortal. Senti demais. Devo muito a ele. Não foram poucas as vezes, que as palhaçadas dos personagens dele, me tiraram de momentos complicados, passando energia positiva com sua alegria pastelonica. O Chaves é o menino que fui, ou imagino ter sido. Lutador, atrapalhado, as vezes discriminado, porém, acima de tudo um Chavo, ou seja, um moleque. Sei que aquele moleque da Penha, ou da vila mexicana, segue comigo. Daí tanta identidade. Obrigado querido Bolaños, o pequeno Shakespeare, ou Chesperito, em mexicanês. Quem me faz rir merece minha eterna gratidão. Quem me faz gargalhar é meu mestre, meu guru. Você separou-se do Chaves. Cada um ficou de um lado. Bolaños mudou de esfera e o menino miserável da vila segue aqui. E sempre seguirá. Afinal, enquanto houver alguém sorrindo com ele, Chaves será imortal.