Espinha dorsal

Leia o post original por Pedro Ernesto

Não vá imaginar que o Grêmio terá um time ruim em 2015. Não será pior em nada do que foi o deste ano. Podendo até melhorar, dependendo de indicações do técnico e da diretoria. Marcelo Grohe é o melhor do Brasil. Rhodolfo e Geromel formaram a zaga mais eficiente e menos vazada do Brasileirão. Os volantes são os mesmo, com suas qualidades e defeitos, mas garantido rigidez defensiva. No meio, dois grandes acréscimos: Giuliano e Douglas. Se estiverem bem, deverão fazer diferença.
No ataque Marcelo Moreno se junta a Barcos. Poucos times neste país têm tanta qualidade. Ainda ha Luan, Everton, que surge como esperança, e outros jovens que subirá à Serra com Felipão e podem virar solução. A espinha dorsal está montada.

Coitadismo

Economizar não significa fazer time ruim. Os jogadores que enumerei acima, com mais dois bons laterais podem formar um bom time. Do nível dos melhores do país ou quase isso. Não me venham depois com aquela de que o Felipão faz milagre. Imaginem o Argel, com o modesto Figueirense, o que deve pensar olhando para os seus jogadores, muito mais limitados. Felipão já trabalhou assim e pode repetir. Ou será que eu tinha razão quando disse que ele estava superado? Faz dois anos que ganhou a Copa do Brasil com o Palmeiras e, três meses depois, empurrou-o no rebaixamento. Com a Seleção, ganhou a Copa das Confederações e logo depois foi aquele fiasco mundial. Espero que volte a ser aquele Felipão de 20 anos atrás no Grêmio. Tem jogadores para fazer grande time.

Reforços

A pergunta que mais sou levado a responder é a seguinte: “dará certo o Diego Aguirre?”. Pode dar, sim. Sempre minimizo o papel do treinador. Ele não é a vitória. Ele é apenas peça importante, como importante é o goleiro. Se a direção colorada colocar para ele um grupo de jogadores competentes, é certo que se dará bem. Fala-se em quatro reforços. O Inter tem três em casa. Winck, Sasha e Nilmar, que poderão acrescentar muito. Mas ainda não chega. Até agora, nada de novo sobre reforços. Aguardemos.

De menos

Um cara toma um porre em Capão da Canoa, pega seu carro e sai pela Avenida Paraguassu. Atropela duas meninas numa moto do outro lado da rua. Uma morre quase na hora. A outra é levado, em estado gravíssimo, para o hospital. Nem sequer pode ser transferida para Porto Alegre. Os médicos entenderam que não resistiria. Uma no cemitério, outra na CTI, e o motorista em casa. Não acontece nada. Acidente ou duplo homicídio? Que país é este em que vivemos?

Demaiiisss

Saio de férias a partir de hoje. Volto no dia 5. Quero deixar um grande abraço para os meus leitores. E também pedir desculpas pelos erros que cometi. Prometo me empenhar para ser melhor em 2015. E desejo muita paz entre as pessoas. camaradagem, vida em família. Quero, enfim, que todos sejamos felizes, com prosperidade e muita saúde. Tchau! Fui.