Demissão de Doriva faz voltar Milton Cruz, a solução caseira que já devia ter assumido antes de Osório

Leia o post original por Quartarollo

O São Paulo errou quando tirou Doriva da Ponte Preta ou errou agora quando o demitiu com pouco mais de um mês de trabalho. De uma forma ou de outra cometeu um erro grave.

A verdade é que ele não conseguiu melhorar o rendimento da equipe, perdeu 4 jogos e não agradava a nova diretoria sãopaulina já que foi contratado pelo renunciante Carlos Miguel Aidar.

Doriva acabou sendo vítima desse momento turbulento do São Paulo. Recebeu uma proposta boa de um clube que pensava conhecer bem, onde conseguiu seus principais triunfos na carreira e se deu mal.

Agora o tricolor resolveu que Milton Cruz, o interino mais permanente do futebol mundial, volte a comandar o time de futebol.

Na minha opinião isso já devia ter ocorrido antes de Osório que veio, não viu, pouco fez, ganhou um bom salário e se foi para o México.

Quando Muricy Ramalho saiu, Milton Cruz devia ter assumido. Sempre que isso aconteceu o trabalho foi bom.

Milton é bom treinador, conhece o elenco, os jogadores se dão bem com ele, não inventa, é trabalhador, mas por ter ligação com o ex-presidente Juvenal Juvêncio não agradava a antiga diretoria.

É hora de deixar Milton trabalhar. Pior do que está não ficará e garanto que teria ficado muito melhor se ele tivesse assumido bem antes.

Talvez o São Paulo estivesse brigando mais acima na tabela e ainda estivesse na Copa do Brasil. São conjecturas, é verdade, mas baseadas nas vezes em que ele assumiu o time.