Ao menos metade dos titulares do Corinthians foi sondada por outros times

Leia o post original por Perrone

Valorizado por sua campanha no Brasileirão e convocações para a seleção brasileira, o elenco do Corinthians chega ao final do campeonato cercado por sondagens e especulações sobre transferências. Até o dirigente remunerado Edu Gaspar tem seu nome envolvido numa possível saída.

A diretoria reage com naturalidade ao assédio. Diz que quer manter seus principais atletas, mas não vai segurar quem quiser sair e tiver propostas boas também para o clube.

No entanto, cartolas e até empresários dos jogadores consideram difícil que todos os pretendidos cheguem a ter propostas oficiais.

Pelo menos Gil, Felipe, Renato Augusto, Jadson, Ralf e Malcom foram sondados.

Um dos destaques da vitória do Brasil por 3 a 0 sobre o Peru nesta terça, Gil é um dos mais assediados. Recebeu sondagens pelo menos de times da Itália e da Espanha. São clubes que querem saber quanto ele pediria para jogar no exterior e quanto precisariam pagar ao Corinthians, dono de 90% dos direitos econômicos do beque.

A tendência é que a atuação pela seleção aumente o interesse pelo zagueiro. Porém, segundo seu empresário, Carlos Leite, até agora nenhuma proposta oficial chegou.

Companheiro de zaga de Gil, Felipe não foi chamado por Dunga, mas tem sondagens. Pessoas próximas ao jogador afirmam que um clube médio da Itália fará uma tentadora oferta oficial em breve.

Em processo de renovação de contrato, Renato Augusto, que também se destacou contra o Peru, é outro que tem seu nome constantemente citado no Corinthians como um jogador difícil de segurar. As principais sondagens chegam da Alemanha, onde ele atuou pelo Bayer Leverkusen. O meia disse que no meio deste ano recusou negociações com Werder Bremen e Hamburgo.

Jadson é mais um que recebeu várias sondagens. A mais forte delas foi do Galatasaray, da Turquia. A diretoria corintiana quer renovar com o meia, que tem contrato até agosto de 2016, mas só deve iniciar as tratativas depois que resolver as situações de Renato e Ralf.

Em meio a tantas sondagens, o fato curioso fica por conta de Edu Gaspar. De acordo com gente com trânsito na direção alvinegra, o cartola profissional pode ir trabalhar no Valencia, da Espanha. Como jogador, ele atuou entre 2005 e 2009 pelo time espanhol. Em mensagem ao blog nesta terça, ele disse que estava fora do país e que só poderia conversar após seu retorno, na quinta.