Corinthians 6 x 1 São Paulo

Leia o post original por Mauro Beting

Não sei se vocês sabem, mas Steven Spielberg foi contratado pelo Corinthians para fazer o roteiro do jogo das faixas e da festa do hexa em Itaquera.

Em um esforço de reportagem, consegui o roteiro do filme de ficção que ele criou. Realismo fantástico. Só no cinema mesmo…

ARENA CORINTHIANS. DOMINGO. TARDE.

Time reserva alvinegro. Tite mostra empenho. São Paulo quase titular precisa da vitória. O G-4 é possível. Tensão tricolor. Clima de festa do campeão que veio de dois dias de celebração para o gramado em Itaquera.

ARQUIBANCADA CORINTIANA

Torcedores do Corinthians comentam entre si.

FIEL 1: – Romero? O Tite é um cara muito legal mesmo. Bota o Romero de centroavante só para dar a volta olímpica.

FIEL 2: – Eu acho que é promoção de sócio-torcedor para ele estar em campo.

GRAMADO. ÁREA DO SÃO PAULO. TAKE 1

Jogo equilibrado. Corinthians sem Gil, Jadson, Renato Augusto, Malcom, Vagner Love. São Paulo sem Ceni, Pato e Ganso. Felipe cabeceia. Denis faz mais uma grande defesa. Bruno Henrique entra de carrinho. 1 a 0.

ARQUIBANCADA SÃO-PAULINA

TRICOLOR 1: – Não é possível! É muita zica contra eles!

TRICOLOR 2: – Põe o Luís Fabiano! Tira o Wesley!

GRAMADO. ÁREA DO SÃO PAULO. TAKE 2

Corintianos fazem festa. Lucca bate escanteio. Lucão não chega. Romero faz de cabeça. 2 a 0.

ARQUIBANCADA CORINTIANA

FIEL 1: – Car@#h&! GOL DO ROMERO!!!!! PQP!!!!

FIEL 2: – Eles são muito fregueses!

GRAMADO. ÁREA DO SÃO PAULO. TAKE 3

Cruzamento da esquerda. Edu Dracena cabeceia. Denis larga. Edu entra de carrinho. 3 a 0.

ARQUIBANCADA SÃO-PAULINA

TRICOLOR 1: – FORA AIDAR!!!!

TRICOLOR 2: – Ele já foi… Nós também…

SEGUNDO TEMPO. GRAMADO. ÁREA DO SÃO PAULO. TAKE 4.

São Paulo melhorou com as mudanças. Contragolpe corintiano. Danilo dá de letra. Lucca toca na saída de Denis. 4 a 0.

ARQUIBANCADA CORINTIANA

FIEL 1: – PQP! E com os reservas! E com o Romero!!! Mas que golaço! Zidanilo!!!!

FIEL 2: – Quanto foi a maior goleada contra eles?

GRAMADO. ÁREA DO SÃO PAULO. TAKE 5

Ataque do Corinthians. Bola cruzada na área. Gol contra de Hudson. 5 a 0.

ARQUIBANCADA SÃO-PAULINA

TRICOLOR 1: – Quanto foi a maior goleada deles contra a gente?

TRICOLOR 2: – Essa. Igual a de 1996. E a de 2011. Mas eles tinham os titulares… Não os reservas…

GRAMADO. ÁREA DO CORINTHIANS

Alan Kardec cruza da direita. Carlinhos diminui. 5 a 1.

ARQUIBANCADA CORINTIANA

FIEL 1: – Vai, Corinthians! E vai com Lincom!?

FIEL 2: – Vai, Cristian. Vai pra área. E se fizer um gol, já sabe como celebrar!

GRAMADO. ÁREA DO SÃO PAULO. TAKE 6.

Pênalti em Romero. Cristian toma a bola e faz. 6 a 1. A maior goleada da história corintiana no Majestoso. Igual ao maior resultado são-paulino, de 1933.

FIEL 1: – Ele fez o dedo! Ele fez o dedo!!!!

FIEL 2: – Mas foi só o indicador. Isso é respeito. Aqui ninguém fez bolinha. Passou o pé sobre a bola. Aqui é Corinthians.

FIEL 1: – Isso é Tite. Olê, olê, olê, Titê, Titê!!!

FIEL 2: -E fica mais fácil sem Sheik, Jorge Henrique, Edilson. Vai, Corinthians!!!! E imagina se o Rogério estivesse em campo? Sairia o centésimo gol nosso nele!

GRAMADO. ÁREA DO CORINTHIANS.

Pênalti para o São Paulo. Alan Kardec bate rasteiro. Cássio defende.

TRICOLOR 1: – Chega! Fora Milton! Fora Doriva! Fora Osorio! Fora Muricy! Fora Autuori! Fora Ceni! Fora Juvenal! Fora Aidar! Fora Ataíde! Fora Natel! Fora Raí! Fora Telê! Fora Morumbi! Fora São Paulo! Fora Deus!

TRICOLOR 2: – Vergonha! Vergonha! Time sem-vergonha!!!

TRICOLOR 1: -Ferrou… Não tem mais Liberta…

Longo silêncio. Tricolor 2 checa a tabela e os próximos jogos no celular.

TRICOLOR 2: – Cara… A gente é tão zoado que mesmo pedindo para cair em 2015 a gente ainda pode ir pra Libertadores…

GRAMADO. MEIO-CAMPO

Juiz acaba clássico antes dos 45 minutos. Festa total dentro e fora de campo. Rubinho Barrichello chega atrasado para o abraço em Andrés Sanchez, que aparece em todos os telões. Ronaldo, fundamental na campanha, aparece em todos os cantos. Roberto Andrade, como Andrés em 2009, levanta a taça no lugar do capitão Ralf…

(Esse foi o roteiro escrito por Steven Spielberg e entregue ao marketing corintiano no final da tarde de sábado, em Itaquera.

Mas o pessoal do clube não resolveu levar adiante. Segundo uma fonte lá dentro, eles deixaram de lado a ideia de um filme. Ninguém iria ver uma ficção como essa.

– Deus já foi muito bom com a gente. 6 a 1 no São Paulo, e com os reservas, para celebrar o hexa? Não, né… Ninguém iria ver uma ficção dessa).