Vitória suada. E molhada

Leia o post original por Odir Cunha

Só 1 a 0, gol de Gustavo Henrique, de cabeça, no finzinho do primeiro tempo, em ótimo passe de Lucas Lima. Se o Santos já cai muito de rendimento fora de casa, com a chuva então, o time pouco se mexeu. Mas ao menos lutou, preencheu os espaços, respeitou o XV de Piracicaba e saiu com os três pontos que o colocam novamente na liderança geral do Campeonato Paulista.

O plano de sair jogando desde a defesa não deu certo porque o XV marcou a saída de bola do Santos e provocou erros de passe que quase terminam no fundo da rede de Vanderlei. Como tem acontecido, o time de Piracicaba atacava, mas ao perder a bola cometia faltas e ainda impedia uma cobrança rápida. Tudo isso sob as vistas grossas do árbitro Alessandro Darcie.

A solução seria os jogadores do Santos se mexerem mais, se deslocaram para atrapalhar a marcação, mas a verdade é que o XV marcou em cima e os jogadores de ataque do Santos ficaram devendo. Dessa vez, Joel e Gabriel pouco fizeram. Rafael Longuine entrou no lugar de Lucas Lima e perdeu quase todas as bolas que recebeu. Serginho foi regular e Paulinho, que entrou no lugar de Gabriel, ao menos demonstrou muita disposição.

No meio, Lucas Lima comandou o time, ao lado de um Renato irregular. Quem garantiu a marcação no setor foi o garoto Thiago Maia, um leão. Na defesa, os zagueiros Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo garantiram os três pontos, com destaque para Gustavo, que além de limpar tudo lá atrás, ainda marcou o gol da vitória, em perfeita cabeçada de cima pra baixo.

Nas laterais, dessa vez Zeca foi mais eficiente do que Victor Ferraz. E, na meta, Vanderlei não deu sustos. O técnico Dorival Junior fez o que pôde. Se não foi um grande jogo, ao menos a equipe venceu e continua na briga pela primeira posição geral do Paulista.

E você, o que achou do Santos em Piracicaba?