Por que Cássio não pode ser reserva do Corinthians?

Leia o post original por Quartarollo

Por que Cássio não pode ser reserva?

Cássio foi irônico, presunçoso, desrespeitoso e nada humilde nas suas últimas declarações.

Tudo porque virou reserva de Walter no Corinthians.

Deixou em má situação o técnico Tite, o mesmo que o trouxe do ostracismo para ser titular do Corinthians e na época ele não reclamou quando barrou o “santo da casa”, Júlio César.

Foi importantíssimo na Libertadores e no Mundial de Clubes, mas esse ano ainda não jogou como o Cássio que conhecemos.

Tite até que demorou muito para mudar. Cássio parece um goleiro que começou tarde na profissão.

Falha em bolas cruzadas na área apesar do seu tamanho, tem dificuldades de reposição e ultimamente queria justificar todos os erros não entendendo as críticas como corretas.

Para mim particularmente falhou nos dois gols do Audax no Campeonato Paulista e falhou feio contra o Nacional, do Uruguai, duas eliminações doídas para o Corinthians.

No ano passado, ele falhou com o Guarani, do Paraguai, lá em Assunção, mas depois se recuperou.

Ninguém e infalível, mas a falha do goleiro acaba aparecendo mais porque normalmente quando isso acontece é gol do adversário.

Cássio é bom goleiro e já o defendi na Seleção Brasileira senão como titular, pelo menos para ser melhor testado.

Esteve lá e saiu da lista de Dunga nas últimas chamadas. Isso pode ter mexido com ele como também a frustrada transferência para a Turquia.

Hoje Cássio está pior que Walter. Não acredito que Tite o tenha afastado do time só porque ele foi a velório da avó.

Tite é um cara justo, não usaria esse tipo de situação para resolver um problema do time.

Saiu porque está mal mesmo e está mal e não reconhece que está mal. Esse é o problema.

Vai ficar fora um bom tempo. Terá que se recondicionar e só voltará quando Tite decidir.

Não há nenhum problema em Cássio ficar na reserva. O Corinthians já teve inúmeros goleiros melhores que ele e piores também, mas nenhum foi tão deselegante com o seu treinador como ele foi.

Dizer que tem história no clube e que não é nenhum menino e que perdeu a posição fora do campo, é tentar se achar insubstituível, coisa que ele não é.

Gilmar dos Santos Neves, talvez o maior goleiro da história do futebol brasileiro, caiu em desgraça no Corinthians e se consagrou no Santos.

Na história dele não consta esse tipo de reclamação pública. E olhe que era Gylmar, que deu a volta por cima no Santos e na Seleção Brasileira.

Talvez Cássio ache que a história dos goleiros do Brasil tenha começado com ele, mas é melhor conhecer a história toda e quem sabe perceber que não é a primeira vez que alguém vira reserva porque caiu de produção.

É preciso ser um grande goleiro, não apenas um goleiro grande. Dentro e fora de campo.