O Santos pode flertar com o rebaixamento

Leia o post original por Quartarollo

O Santos pode flertar com o rebaixamento

Considerado um time que joga bonito quando todos os chamados titulares estão juntos, o Santos se apequena quando precisa contar com os demais do elenco.

O time que mais anotou gols na história do futebol não pode jogar tão atrás como fez contra o Audax mesmo ganhando o título paulista e contra o Corinthians neste meio de semana.

Como gostam de dizer por aí, esse não é o DNA do Santos. Há uma explicação plausível até pela ausência de jogadores importantes, mas isso não explica tamanho medo de perder jogando como time pequeno.

O técnico Dorival Junior, que eu acho excelente, tem um pouco de culpa nisso, mas também é vítima da situação do clube e da própria economia do país que obriga os clubes a viverem da venda de jogadores cada vez mais jovens e com peças de reposição cada vez mais discutíveis.

O Santos historicamente sempre soube lançar seus jovens da base, mas não é todo ano que aparece um Pelé, um Coutinho, um Edu, um Pita, um Juari, um Robinho, um Diego, um Elano, um Neymar e tantos outros que fizeram história com a sua bonita camisa.

Ninguém ainda sabe se na safra atual há jogadores desse nível. Tem um ótimo zagueiro como Gustavo Henrique, que joga há mais de ano como titular, tem o bom Thiago Maia, Zeca que quebra o galho na lateral-esquerda e os outros jovens ainda não se soltaram.

Para suportar a maratona do Campeonato Brasileiro o Santos precisa se recompor já que está na iminência de perder Lucas Lima, Gabriel e Ricardo Oliveira para o mercado internacional.

Sem falar nas convocações dos dois primeiros para a Seleção da Copa América, ainda perderá Gabriel com certeza para a Olimpíada e talvez Thiago Maia também.

Dorival terá que reformar o time em meio a competição sem contar com grandes contratações. Não há dinheiro para isso, talvez entre algum com a venda de Gabriel, mas nem isso é garantido.

Vem aí alguns estrangeiros que não são de primeira linha. Seriam ótimos para entrar num time armado, não em uma equipe que precisa se refazer.

Historicamente quando precisou o Santos sempre teve seus milagres caseiros que deram certo.

Tomara que ocorra de novo e apareça alguém em condições de equilibrar o time novamente, caso contrário vai flertar com o rebaixamento muito rapidamente.

Hoje é um sério candidato pelo que apresentou até agora no Brasileiro.

Ainda há um longo caminho até dezembro, mas como costumo dizer, o tempo passa devagar, mas é muito rápido.

Já, já Papai Noel tira suas renas da toca e o ano termina. É preciso estar muito atento e começar a arrumar a casa já. O tempo é inexorável.