Leco leva Ataíde para Colômbia e dá munição à oposição

Leia o post original por Perrone

Com Guilherme Palenzuela, do UOL, em São Paulo

A presença de Ataíde Gil Guerreiro, ex-vice de futebol do São Paulo, no hotel em que a delegação do time está na Colômbia deu mais munição aos opositores do presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva. Leco é o único até agora a anunciar que será candidato à presidência em abril do ano que vem.

O ex-vice e agora diretor de relações institucionais foi fotografado em pelo menos duas situações, uma ao lado do executivo Gustavo Vieira de Oliveira e outra com Leco no hotel em que o time está para o confronto decisivo contra o Atlético Nacional, nesta quarta, pelas semifinais da Libertadores.

Rapidamente as fotos começaram a rodar entre conselheiros. Foi a senha para opositores afirmarem que Leco desrespeitou o Conselho Deliberativo. O órgão expulsou Ataíde de seus quadros sob a acusação de agredir o então presidente Carlos Miguel Aidar, também expulso por supostas irregularidades negadas por ele.

O ex-vice foi afastado do conselho por 120 votos numa sessão com 178 votantes, o que indica o apoio até de situacionistas à exclusão.

Leco já enfrentava um pedido de moção de desconfiança contra ele no conselho por ter mantido Ataíde em sua diretoria. O documento, que deverá ser votado pelos conselheiros, ganhou a promessa de mais assinaturas depois do novo episódio envolvendo o ex-vice.

Os opositores também alegam que a presença de Ataíde mostra que ele ainda tem influência no futebol são-paulino, principalmente porque o vice-presidente da área, José Alexandre Medicis da Silveira, não está presente.

Procurada pelo blog, a assessoria de imprensa do São Paulo afirmou que Medicis não viajou com o time por questões pessoais e que o departamento de futebol está representado por José Jacobson Neto, diretor do setor, Gustavo e Leco.

A assessoria também negou relação do ex-vice com o futebol tricolor e disse que ele foi convidado assim como outros diretores. O clube viajou em voo fretado e chegou a vender mais de 60 assentos para torcedores. Todos cartolas viajaram como convidados.

Sambou

Também procurado pelo blog, Newton Luiz Ferreira, o Newton do Chapéu, candidato à presidência derrotado por Leco, se manifestou sobre as fotos que mostraram Ataíde com a delegação.

“Como o Leco o reconduziu à diretoria, apesar de ele ter sido expulso do conselho, considero normal o estafe estar na Colômbia, desde que cada um tenha pago seus gastos com a viagem. Desrespeito foi a nomeação dele como diretor institucional, o resto é consequência”, disse Newton.

Ele também é alvo de polêmica por causa de uma foto postada em rede social. O opositor aparece num evento da escola de samba da torcida organizada Dragões da Real.

A imagem foi resgatada por apoiadores de Leco após Newton cobrar um posicionamento da diretoria sobre os distúrbios que ocorreram do lado de fora do Morumbi, na última quarta, envolvendo, segundo a PM, membros da Independente, maior uniformizada do clube. Em seu texto, Newton criticava Leco por colaborar com as organizadas.

“Estava na escola de samba que é independente da torcida. Sempre defendi o diálogo”, disse Newton ao blog. O conselheiro também enviou um texto no qual afirma que se envolve com desfiles de Carnaval desde os anos 1980 e que participou de um feijoada promovida pela Dragões no lançamento do samba da agremiação para o Carnaval de 2016. Declarou ainda ter se motivado a apresentar um samba para concorrer à indicação na escola para 2017.