Diretor da CBF que é colega de Andrés no PT ganha espaço no Corinthians

Leia o post original por Perrone

Numa tacada só, Andrés Sanchez aumentou a representatividade do Corinthians na CBF e na Câmara dos Deputados. Pelo menos em tese. Isso por conta da nomeação do deputado federal Vicente Cândido, petista como o presidente alvinegro, para o cargo de diretor de relações institucionais e internacionais do clube.

O parlamentar ocupa diretoria semelhante na Confederação Brasileira. Ele é diretor de assuntos internacionais.

Cândido chegou à CBF por sua proximidade com Marco Polo Del Nero, presidente suspenso preventivamente pela Fifa por suspeita de envolvimento em casos de corrupção negados por ele. O deputado criou um escritório de advocacia com Del Nero nos tempos em que o cartola atuava na Federação Paulista de Futebol.

Em Brasília, o petista costuma representar os interesses de clubes e federações. Junto com Andrés e outros deputados, ele apresentou projeto de lei que pede o fim da obrigatoriedade de CND (Certidão Negativa de Débitos) para que as agremiações possam participar de competições nacionais. Também é pedida a revogação da necessidade de certificado de regularidade de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e comprovante de que a remuneração dos atletas está em dia.

Sanchez e Cândido são amigos de longa data e possuem boa relação na Câmara como membros do mesmo partido. Vale lembrar que Andrés ainda não cumpriu a promessa de se licenciar do cargo em Brasília feita durante sua campanha para voltar à presidência do clube.