O que está em jogo para o Corinthians diante do Bragantino

Leia o post original por Perrone

1 – Tranquilidade de Fábio Carille

Com as conquistas do Paulista e do Brasileiro no ano passado, o treinador ganhou fôlego no clube. Não se fala em demissão no caso de eliminação diante do Bragantino, nesta quinta, pelas quartas de final do Estadual. Porém, a queda precoce faria ele começar a ser pressionado. A decisão dele de fazer mudanças radicais no time aumenta sua responsabilidade no resultado da partida. Está em jogo sua tese de que vale tirar Gabriel, um dos mais regulares da equipe, para colocar Ralf, ainda uma incógnita em seu retorno ao clube, para ganhar altura. Será colocada à prova a aposta de que centímetros a mais podem estancar os gols sofridos em jogadas pelo alto. Isso mesmo sendo a maioria deles causada por falhas de marcação.

2 – Dinheiro

A eliminação representaria o adeus à chance de obter a arrecadação de até dois clássicos decisivos em Itaquera. Pelo menos uma, na semifinal, estaria garantida com a classificação diante do Bragantino. A receita é importante para o alvinegro em termos de pagar parcelas do financiamento de R$ 400 milhões para a construção de seu estádio.

3 – Caldeirão

Está em jogo também a fama da arena corintiana sustentada pelo slogan “caiu em Itaquera já era”. A pressão da torcida em seu estádio é uma das armas alvinegras para alcançar a vitória por dois gols de diferença e a classificação sem precisar dos pênaltis. O fracasso na missão abalaria a reputação da Arena Corinthians.

4 – Recuperação de Cássio

O camisa 12 entra pressionado a ter uma atuação fundamental para a classificação. Ele falhou pelo menos em um dos gols do Bragantino na derrota por 3 a 2 e faz uma temporada irregular até aqui. O goleiro precisa reverter a situação para não deixar escapar a chance de disputar a Copa da Rússia. Além disso, ele tem a sombra de Walter na reserva.