Para estafe, seguidores embalam valorização da imagem de Neymar

Leia o post original por Perrone

Como mostrou a coluna De Primeira, segundo Altamiro Bezerra, diretor financeiro da NR Sports, ligada a Neymar, a imagem do jogador se valorizou desde a última Copa do Mundo. O cálculo é de que já houve um incremento de 60% no faturamento em relação ao ano anterior graças a novos contratos e renovações. Segundo o estafe do jogador, o aumento gradual se deve em parte à valorização dos perfis do atleta nas redes sociais.

Na conta dos que trabalham para o astro do PSG, ele tem cerca de 250 milhões de seguidores em diferentes contas. A quantidade de gente que “consome” Neymar na rede é vista como importante atrativo para os patrocinadores.

O argumento é de que a maioria das empresas que procura o jogador está mais preocupada com o número de postagens em que suas marcas vão aparecer do que com as horas que terão para gravar comerciais de TV com Neymar. Nessa avaliação, as parceiras conseguem atingir mais eventuais consumidores pela internet do que pela televisão. Nas redes sociais, o contato do público alvo com o garoto-propagada também sugere mais proximidade.

Fãs do jogador da seleção brasileira já estão acostumados a ter conhecimento dos fatos mais relevantes da vida dele pela internet. Foi através das redes sociais, por exemplo, que ele se manifestou de maneira oficial pela primeira vez após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo.

Claro que nessa equação também é vital o desempenho esportivo do jogador, além de seu comportamento dentro e fora de campo.

Ainda segundo quem integra a equipe responsável pela imagem de Neymar, a maior parcela das empresas querem contar com o jogador no ciclo completo para o próximo Mundial, em 2022, no Qatar.

Nos próximos dias, ele deve anunciar mais de um novo patrocinador. Os nomes dos futuros parceiros estão sendo mantidos em sigilo.