Corinthians sem Mundial?

Leia o post original por Milton Neves

Foto: AFP PHOTO / KAZUHIRO NOGI (via UOL)

Deu no UOL:

“Credora acusa Corinthians e CBF de fraude e tenta penhorar taça do Mundial

Pedro Lopes
Do UOL, em São Paulo

O Instituto Santanense de Ensino Superior, com quem o Corinthians tem uma dívida de R$ 2,5 milhões, acusa o clube e a CBF de fraude para antecipar a premiação da Copa do Brasil, e quer penhorar a taça do Mundial de Clubes de 2012, vencido pelo alvinegro. A empresa também pede na Justiça o bloqueio das contas corintianas, para saldar a dívida.

“Sem prejuízo de tais providências, a fim de viabilizar o recebimento do crédito ao qual faz jus o Exequente, considerando que as tentativas de penhora de valores pertencentes ao Executado foram todas infrutíferas, requer seja determinada a penhora da Taça do Mundial de 2012 conquistada pelo Executado e exposta no memorial do próprio clube, além da determinação de penhora online recorrente de créditos existentes em contas e/ou aplicações financeiras mantidas pelo Executado, até o limite do crédito do Exequente que, nos termos da manifestação última, perfaz o montante de R$ 2.485.952,11”, diz o pedido.

A instituição de ensino executou o Corinthians para recebimento da dívida, já reconhecida pela Justiça. Para isso, pediu o bloqueio dos valores que o clube tinha a receber por ter chegado à final da Copa do Brasil. Oficiada para depositar o valor diretamente na conta da credora, a CBF respondeu no dia 23 de outubro que já tinha realizado o depósito nos cofres corintianos um dia antes, no dia 22.

Para o Instituto Santanense, a medida configurou fraude em conluio entre Corinthians e CBF. A empresa argumenta que, no dia 22, antes da CBF realizar o depósito, diversos veículos de imprensa já tinham noticiado a ordem de penhora. Além disso, aponta que, nos autos, o alvinegro já havia dado à entidade máxima do futebol brasileiro um recibo de quitação no dia 19 de outubro, três dias antes da data na qual a CBF depositou o valor.

“É inconteste que o Executado tinha ciência do pleito formulado pelo Exequente e, assim, em conluio com a CBF buscou adiantar o recebimento do prêmio ao qual fazia jus, frustrando, assim, o cumprimento da determinação judicial de bloqueio desses valores”, diz o documento acusando a fraude.

O Instituto Santanense ainda pede que todo o processo seja encaminhado ao Ministério Público, para a apuração de irregularidades. O Corinthians e a CBF ainda não foram notificados sobre a acusação, protocolada nesta quarta-feira.

Procurado pela reportagem, o Corinthians emitiu comunicado sobre o assunto. “O Sport Club Corinthians Paulista informa que não houve qualquer fraude no pagamento da premiação referente à Copa do Brasil, tendo a CBF procedido aos repasses conforme calendário regular, bem como informa que não houve nenhuma determinação de penhora sobre a taça do mundial de 2012, mas apenas um pedido dos advogados do Instituto Santanense nos autos, considerado absurdo pela agremiação por ferir a ordem legal de preferência dos bens passíveis de penhora com o único intuito de gerar efeito midiático infundado. O clube destaca que também aciona o referido Instituto na Justiça, que mantinha tratativas para a resolução amigável da disputa e que todas as medidas legais cabíveis foram e estão sendo tomadas”, afirma o texto.”

Como o mundo dá voltas, não é mesmo?

Nos últimos anos, os corintianos tiraram tanto sarro dos palmeirenses com essa história de Mundial que podem agora perder a taça conquistada merecidamente em 2012 por Tite e cia.

E perguntar não ofende: como o Timão, uma das marcas mais fortes do futebol brasileiro, consegue ficar devendo para tanta gente?

Opine!