Opinião: Carille é pouco para Corinthians deixar Palmeiras para trás

Leia o post original por Perrone

A calorosa recepção feita por torcedores corintianos para Fábio Carille foi regada a pedidos para o treinador retomar a fase de triunfos sobre o Palmeiras. Porém, na opinião deste blogueiro, o Corinthians precisa mais do que o retorno do técnico e dos reforços já assegurados para ter boas chances de abrir vantagem sobre o rival.

O discurso do treinador aponta pra uma estratégia sóbria e que deu resultado no passado. Ele aposta na formação de um time sem a mesma quantidade de estrelas do adversário, mas com atletas disciplinados taticamente e identificados com o perfil de entrega exigido pela torcida.

“A gente tem que ser bastante realista com a situação do clube de não buscar estrelas, grandes jogadores e buscar jogadores que têm perfil de Corinthians”, disse Carile em sua chegada.

Tal tática tem funcionado no alvinegro desde que Tite levou o clube à conquista da América e do Mundo. Deu certo com o próprio Carille, que colocou a cereja no bolo ao levantar a taça do Campeonato Paulista na casa do rival.

Mas a situação agora é mais dura para ele, a começar pelo lado alviverde. O time do Allianz Parque está muito mais organizado do que em 2017 e no Estadual de 2018. E com mais qualidade.

Os palmeirenses ganharam o Brasileirão deste ano com praticamente dois bons jogadores para cada posição. Neste momento, o Corinthians tem dificuldade para montar uma equipe titular com um atleta confiável vestindo cada camisa.

Além disso, Carille já não tem o mesmo conhecimento do grupo que tinha em 2017 e 2018. Muita gente nova chegou sem sua indicação. Ou seja, o trabalho de remontagem tem uma dificuldade a mais em relação a outros que ele já fez no clube.

Ainda que a diretoria consiga dinheiro para trazer reforços de primeira linha, o novo velho comandante precisará de tempo para entrosar o elenco e emplacar seu estilo de jogo. São tarefas que, em tese, Felipão não terá no lado verde dessa história.

Mesmo que Carille, direção e jogadores superem todas as dificuldades, faltará algo fora do alcance dos alvinegros: tirar o Palmeiras do caminho certo em que está agora.