Superioridade financeira dos brasileiros não garante sucesso na Liberta!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Thanassis Stavrakis AP/Photo (via UOL)

DO BLOG DO MARCONDES BRITO (CLIQUE AQUI E CONHEÇA)

Com raras exceções, poucos clubes brasileiros têm dinheiro em caixa para reforçar seus elencos.

O Fluminense, por exemplo, adotou teto salarial de R$ 150 mil para as novas contratações e isso tem dificultado negociações.

E, dentre as exceções, estão Flamengo e Palmeiras.

O Verdão fechou 2018 com receitas acima de R$ 650 milhões.

O Flamengo prevê faturar R$ 680 milhões em 2019.

Os dois aparecem nas listas das 1.000 maiores empresas do Brasil.

O curioso é que, aqui no Brasil, gasta-se muito mais do que em outros países da América do Sul.

De acordo com a Pluri Consultoria, os 20 clubes que disputam a 1ª divisão colombiana, juntos, faturam o mesmo que o Flamengo.

Os 18 chilenos, menos que o São Paulo; os 12 do Equador são iguais ao Santos; e os 16 do Uruguai estão ali, equivalentes a um Vasco da Gama.

A pergunta que não quer calar é: por que nós, brasileiros, com tanta superioridade financeira, não conseguimos ganhar a Libertadores todos os anos?

Opine!