Patrocinador do nome do Paulistão nega ligação com ‘farra’ de políticos

Leia o post original por Perrone

Em nota ao blog, o Sicredi, patrocinador que comprou o direito de juntar seu nome ao do Campeonato Paulista de 2019, se eximiu de responsabilidade no fato de o pódio de premiação após a partida final ter virado palco para políticos. Abaixo, veja o comunicado da parceira da federação no “Paulistão Sicredi”.

“O Sicredi esclarece que sua participação no campeonato foi como “title sponsor”, ou seja, se restringe ao nome e identidade visual da competição. Dessa forma, afirma que não teve nenhuma participação na organização e realização do cerimonial de entrega de premiações do evento. A entidade mantém neutralidade política e reafirma seu apoio ao esporte como ferramenta de melhoria social”.

A entrega de medalhas e da taça ao campeão Corinthians com a presença de políticos incomodou ao menos parte dos jogadores alvinegros. O deputado estadual Cauê Macris (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, chegou a levantar a taça junto com o capitão Cássio. Já o senador Major Olimpio (PSL), trajando uma camisa da seleção brasileira com o número de seu partido (17), entregou medalhas e até recebeu uma. Segundo sua assessoria, ela foi dada pelo presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. Alguns membros da comissão técnica não receberam o prêmio. Também participou da cerimônia o secretário estadual de esportes de São Paulo, Aildo Ferreria Rodrigues.

Os políticos foram convidados pela Federação Paulista de Futebol, que cuida do protocolo de premiação do campeonato.