Dá de 4 e toma de 4

Leia o post original por Flavio Prado

Que coisa boa o futebol ofensivo. Sampaoli e seu Santos que gosta de atacar, esteve num mau dia e tomou de 4 de um Palmeiras que soube explorar o sistema do treinador argentino e foi feliz, desta vez. Enquanto isso Fernando Diniz e seu Fluminense golearam o Cruzeiro de Mano Menezes, também de 4.

Os jogos do Cruzeiro de Mano Menezes e do Palmeiras de Felipão não costumam empolgar. Mas eles são o principal tema desta rodada, um porque venceu de goleada e outro porque tomou goleada. O Campeonato Brasileiro do ano passado foi um dos mais chatos da história. Agora tem agitação.

Os conservadores esperam derrotas dos times modernos, para voltarem com seus discursos ultrapassados. Mas no sábado ficou difícil. Enquanto Sampaoli foi mal, Diniz foi muito bem. Sem esquecermos que os elencos de Cruzeiro e especialmente Palmeiras, são infinitamente superiores aos de Santos e Fluminense.

Espero que mais técnicos invistam neste sistema, que pode trazer de volta o respeito ao nosso esporte mais popular. Jogando assim perde-se e ganha-se. Como nos sistemas chatérrimos de “resultadismo”. Eu sinceramente só vejo de forma espontânea, partidas com esses treinadores que querem jogo. Eu amo futebol, não é coisa triste que infectou nosso esporte mais queridos nos últimos anos.