Cinco omissões de Neymar e Najila envolvendo acusações

Leia o post original por Perrone

Omissões de fatos posteriormente revelados marcam o caso em que a modelo Najila Trindade acusa Neymar de estupro. O jogador nega ter cometido o crime. A seguir, leia cinco dessas omissões.

Neymar

– No vídeo que gravou em perfil de rede social para se defender, o jogador não descreve o segundo encontro com a modelo. Naquela noite, ela demonstrou estar enfurecida com ele e o agrediu, de acordo com imagens gravadas pela própria Najila.

– No mesmo material, Neymar afirma que no dia seguinte à noite de sexo ele e Najila se falaram e que não aconteceu nada demais. Ou seja, ele omite o rancor da modelo com seu comportamento.

– Ainda no vídeo, o jogador do PSG diz que vai mostrar todas as mensagens trocadas com Najila. Mas  ele não exibe os textos de depois do segundo encontro. Entre outros temas, eles divergem sobre os tapas nas nádegas dela. Neymar diz que ela pedia mais, e a modelo afirma que pediu para o jogador parar de bater. Ela também fala que vai ter que fazer terapia depois do ocorrido.

Najila

– No boletim de ocorrência registrado por Najila não há menção à acusação de que ele a forçou a fazer sexo sem camisinha, relato sustentado agora. José Edgard Bueno, ex-advogado da suposta vítima, diz a interlocutores que desconhecia a queixa sobre o não uso de preservatio.

– No boletim de ocorrência também não há referência ao segundo encontro. Em seu depoimento posterior, a modelo disse que no episódio Neymar tentava se defender de agressões e acabou machucando o  dedo dela, lesionado segundo exame. Vale lembrar que o boletim registra que outras declarações foram colhidas, mas não as descreve.