Chegando. Botafogo 0 x 1 Santos.

Leia o post original por Mauro Beting

O Santos chegou na ponta da tabela onde só o Palmeiras parecia pronto. Tem os mesmos 26 pontos depois da ótima vitória no Engenhão contra o Botafogo, em golaço de Marinho, aos 29 do segundo tempo, na manhã de domingo. Perde no saldo que pode tirar com o clássico da volta no returno. Como pode também avançar, claro, na pontuação. Por tudo que tem feito o time de Sampaoli que só tem o Brasileiro. Pelo pouco que tem feito agora o time de Felipão ainda em dupla jornada.

O rival que ainda lidera pelos quesitos de desempate por ter mais requisitos em campo e no banco em nomes. Não necessariamente números. Desempenho. Intensidade. Ofensividade.

O Santos respeita seu DNA. E o do treinador também. Expulso Lucas Veríssimo com 4 da segunda etapa, o treinador ajusta a equipe. Mas não abdica do ataque. Quando 20 minutos Gilson deixou o Botafogo também com 10, o Santos tentou partir como se fossem 10 Pelés.

Exagero? Claro. Mas é um time focado e voltado a ele. Pode até perder feio, como foi goleado no Pacaembu pelo ainda líder. Mas perde tentando o jogo. Redescobrindo jogadores. Criando outros. Não desistindo da bola, do ataque e de nomes.

Não sei se será campeão. Não sei se os ainda favoritos Palmeiras e Flamengo chegarão. Mas o que se sabe e se sente é que um jogo legal de ver no BR-19 é o do Santos.

Como também é notável o esforço do Botafogo de se segurar em cima com tantos problemas na estrutura.