Najila decide pedir adiamento de depoimento sobre fotos íntimas vazadas

Leia o post original por Perrone

Najila Trindade não deve comparecer nesta segunda (9) à DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) no Rio de Janeiro para depor em inquérito que apura se Neymar cometeu crime ao divulgar em rede social trocas de mensagens com fotos íntimas da modelo.

“Houve um imprevisto e não viajamos. Estamos pedindo o adiamento da audiência”, disse ao blog Cosme Araújo, advogado de Najila, que acusou o jogador da seleção de ter cometido estupro, mas viu o inquérito ser arquivado. Na comunicação, por mensagem via celular, ele não explicou por qual motivo não embarcou com sua cliente para o Rio.

A audiência havia sido marcada no último dia 29 para as 14h desta segunda. O depoimento da modelo sobre o tema é o que emperra a conclusão das investigações. Inicialmente, o delgado Pablo Dacosta Sartori esperava receber as declarações dadas pela modelo a respeito do tema na delegacia que investigou o suposto estupro. Depois, ele decidiu intimá-la.