Com poucas faltas na Libertadores, Fla pega na final o mais faltoso

Leia o post original por Perrone

A final da Libertadores vai reunir o time mais faltoso do torneio, o River Plate, contra um dos  que menos cometem faltas, o Flamengo. Isso não significa, porém, que será um duelo de quem bate conta quem cria. O time argentino também busca o gol com insistência, tanto que é o maior finalizador da competição.

De acordo com o site “Footstats”, o River tem a maior média de faltas cometidas por jogo do torneio: 17,8. Enquanto isso, a equipe de Jorge Jesus aparece com a menor média de infrações feitas ao lado do Cruzeiro entre os clubes que passaram da fase de grupos. São 12 por jogo. Em sua central de estatísticas, o diário argentino “Olé” aponta o River no topo do ranking dos mais faltosos com 224 infrações no total.

A equipe do técnico Marcelo Gallardo também é a que recebeu mais cartões amarelos na Libertadores deste ano. Foram 34 até agora, mas apenas um vermelho. O Flamengo foi “amarelado” 24 vezes e sofreu com duas expulsões.

Mais faltoso, o River faz menos desarmes certos do que o Flamengo em média, segundo o “Footstats”. São 16,8 por jogo dos argentinos diante de 18,1 dos brasileiros. A equipe de Buenos Aires, porém é mais eficiente no quesito gols sofridos: 7 a 9.

Embalado pela goleada por 5 a 0 sobre o Grêmio, nesta quarta (23), o rubro-negro tem o melhor ataque da competição com 22 gols e conta com o artilheiro, Gabigol, que balançou as redes em sete oportunidades. O River marcou 15 vezes.

Líder do ranking de finalizações com 190 arremates, segundo o “Olé”, e 172 pelos registros do “Footstats”, o atual campeão da Libertadores tem média de acerto pior do que a de seu adversário na decisão deste ano: 5,1 contra 6, de acordo com o “Footstats”.

Em termos de posse de bola há equilíbrio, conforme divulga o “Footstats”. O Flamengo aparece com média de 58%, a melhor ao lado da marca do Atlhetico-PR, enquanto o River vem em seguida com 57%. A equipe de Jesus também aparece em vantagem no índice de passes certos: 91,2% a 87,9% em média.