Conheça as nove ‘pegadinhas’ que o SPFC fez contra vazamentos

Leia o post original por Perrone

Com José Eduardo Martins, do UOL, em São Paulo

Para tentar identificar responsáveis por vazamentos de informações no clube, como mostrou o  blog, o São Paulo preparou uma armadilha. Foi adulterado o documento intitulado “Versão Final Orçamento 2020”. Nove cartolas receberam o arquivo enviado por Sérgio Augusto Fonseca Pimenta, executivo do departamento financeiro.  Cada mensagem tinha uma “pegadinha”. Tudo foi registrado em cartório. O discurso interno é de que os destinatários tinham motivos para receber as mensagens por conta de suas funções. Abaixo conheça as nove armadilhas e quem recebeu cada uma.

1 – Roberto Natel, vice-presidente

O trecho “Prêmios Camp. Paulista” foi escrito sem acento (premios).  O mesmo erro apareceu em e-mail que a advogada do São Paulo, Érica Duarte Pinto Alves, apresentou para representante do cartório como tendo sido enviado a ela pelo suposto hacker, Edward Lorenz. Ele chantageou dirigentes ameaçando tornar públicos documentos internos. Os erros iguais deixaram o vice sob suspeita de vazar o documento. Ele nega o vazamento.

2 – Rodrigo Gaspar, diretor executivo administrativo

A palavra “estádio” foi escrita sem acento.

3 – Elias Barquete Albarello, diretor executivo financeiro

O item Jogos/Federações foi acompanhado de ponto final (Jogos/Federaçōes.), diferentemente dos demais e-mails.

4 – Adilson Alves Martins, membro do Conselho de Administração

“Patrocínios” foi escrito sem acento.

5 – Júlio Casaresmembro do Conselho de Administração

O item “Prêmios Camp. Brasileiro” foi digitado sem acento em “prêmios”.

6 – Sílvio Médici, membro do Conselho de Administração

“Sócio” foi escrito sem acento.

7 –  Alexandre Pássaro, gerente executivo de futebol

A sigla “PDD”  foi acompanhada de ponto final (PDD.), diferentemente das outras mensagens.

8 – João Fernando Rossi, diretor executivo de marketing

No item Jogos/Federações/Patrocínios, a palavra “patrocínio” apareceu sem acento.

9 – José Eduardo Mesquita Pimenta, ex-presidente e membro do Conselho de Administração

A sigla “CET” (Companhia de Engenharia de Tráfego) não aparece em negrito, ao contrário do que ocorreu nas demais mensagens.