14 perguntas para você responder antes de opinar sobre o incêndio no Ninho

Leia o post original por Perrone

O incêndio que matou 10 garotos das categorias de base do Flamengo no Ninho do Urubu completa um ano neste sábado (8). Nesse período, a tragédia virou motivo para embates entre torcedores nas redes sociais.

Infelizmente, muitos usam o episódio trágico apenas para atacar o rubro-negro. Outros tantos, também lamentavelmente, minimizam o ocorrido para defender o clube da Gávea.

Se você pretende emitir seu comentário sobre o assunto nas redes sociais, aqui vão 14 dicas do blog. Antes de disparar sua opinião faça essas perguntas para você mesmo:

1 – Qual o objetivo do meu comentário?

2 – Estou comentando só para atacar o Flamengo ou só para defender o clube, sem analisar tudo que envolve uma questão tão séria?

3 – Estou bem informado sobre o tema? Quantas reportagens li e assisti sobre o assunto nesta semana? E nos últimos 12 meses?

4 – Acompanhei as últimas declarações dadas por dirigentes do Flamengo em relação ao episódio? O que eles disseram de importante?

5 – Estou por dentro das últimas reportagens com depoimentos das famílias das vítimas? O que eles falaram de mais relevante?

6 – Eu sei quanto o Flamengo ofereceu para os familiares das vítimas e quantas aceitaram o acordo?

7 – Chequei todos os números que pretendo citar referentes a valores das indenizações?

8 – Pesquisei a legislação específica antes de dizer que uma lei foi ou não cumprida pelo Flamengo durante o processo?

9 – Estou sendo insensível com os familiares das vítimas?

10 – Estou ofendendo parentes, vítimas ou dirigentes do Flamengo?

11 – Estou acusando alguém sem provas?

12 – Antes de formular meu raciocínio, eu me coloquei no lugar dos parentes dos meninos mortos ou feridos ou ainda na posição dos cartolas do Flamengo?

13 – Estou falando sobre questões técnicas das quais não tenho amplo domínio?

14 – Meu amor pelo Flamengo ou minha rivalidade com o rubro-negro me faz ter uma imagem distorcida da realidade?