Covid-19: em aniversário preso, Ronaldinho Gaúcho só pode receber advogado

Leia o post original por Perrone

Ronaldinho Gaúcho completa 40 anos neste sábado (21) preso em Assunção, no Paraguai, podendo receber visita apenas de advogado. Por causa do combate ao novo coronavírus as visitas estão proibidas na “Agrupación Especializada de la Policia Nacional” desde a última quarta-feira.

O quartel, que funciona também como prisão, normalmente não limita a entrada de visitantes às quartas, sábados e domingos. Porém,  no sábado passado, para se enquadrar no pacote de medidas lançado pelo governo paraguaio para tentar conter o avanço do vírus, só passou a ser permitida a entrada de um visitante por dia liberado.

“O Ministério de Justiça e Trabalho proibiu visitas em todas as cadeias. Como aqui é um quartel e está submetido ao Ministério da Defesa fizemos uma norma interna proibindo a entrada de visitantes. Só advogados podem entrar. Não queremos por nada deste mundo que o vírus entre aqui”, disse ao blog Blas Vera, administrador do local.

Sérgio Queiroz, advogado de Ronaldinho e de seu irmão, Assis, também preso sob a acusação de usar e portar documentos paraguaios falsos, afirmou que vai ao quartel e presídio para ver o aniversariante do dia.

Por sua vez, Vera descartou abrir uma exceção e deixar amigos do ex-atleta entrarem por se tratar do aniversário do ex-jogador. Além de Queiroz, advogado brasileiro, Ronaldinho tem pelo menos mais quatro defensores paraguaios. E ao menos dois amigos brasileiros que foram para Assunção com o objetivo de dar suporte aos irmãos e que sempre visitavam a dupla.

Ronaldinho vai ter um dia difícil em seu aniversário porque as visitas estão proibidas.

Blas Veras, administrador do presídio e quartel em que o ex-jogador está preso

Os advogados dos presos só podem entrar depois de terem a temperatura medida e responderem a algumas perguntas de agentes de saúde pública. Eles têm as mãos desinfetadas com álcool em gel e precisam colocar máscaras antes de entrarem na prisão.

“Todos os presos são obrigados a usar máscaras quando estão nas áreas comuns do quartel. Isso inclui Ronaldinho, claro. Até agora não tivemos casos suspeitos de contaminação, declarou Vera.

A defesa de dos irmãos aguarda a perícia nos celulares deles para poder voltar a agir no processo. O entendimento dos advogados é de que o próprio Ministério Público deve recuar em relação à atual prisão preventiva dos dois. Os defensores afirmam ter certeza de que o exame nos telefones não mostrará indícios de outros crimes.