Apesar de pandemia, GP Brasil mantém previsão de vender ingressos em abril

Leia o post original por Perrone

Apesar de uma série de adiamentos no Mundial de Fórmula 1 provocada pelo avanço do novo coronavírus, o GP Brasil mantém o seu cronograma inicial.

 A previsão de começar a venda de ingressos em abril está mantida. A corrida está marcada para 15 de novembro. A informação foi dada ao blog pela assessoria de imprensa da organização do evento.

Vale lembrar que, tradicionalmente, a maior parte da comercialização das entradas é feita pela internet.

Chase Carey, CEO da F-1, já anunciou que o calendário sofrerá várias alterações e que a competição terminará depois do previsto. A data de encerramento escolhida era 29 de novembro. O GP brasileiro é o penúltimo do ano. O dirigente, no entanto, não detalhou se a prova em São Paulo será afetada.

Por conta da pandemia, o campeonato de 2020 ainda não começou. Já foram canceladas as etapas de Austrália e Mônaco. As provas marcadas para Azerbaijão, China, Bahrein, Holanda e Espanha foram adiadas.

“Reconhecemos que existe um potencial significativo de novos adiamentos no atual calendário. No entanto, nós e nossos parceiros esperamos que a temporada comece em algum momento do verão (europeu), com um calendário revisado e com entre 15 e 18 provas”, escreveu Carey em nota oficial. Estavam programadas 22 etapas.

Ele também explicou que as tradicionais férias de verão dos envolvidos no campeonato foram antecipadas para março e abril  Assim, o período original do recesso de verão será aproveitado para realizar provas adiadas.