Palmeiras entende que melhorou protocolo da FPF contra covid-19

Leia o post original por Perrone

A diretoria do Palmeiras entende que aprimorou o protocolo de prevenção contra a transmissão do novo coronavírus elaborado pela FPF ao liberar seus jogadores da concentração e fazer a testagem no retorno. Isso apesar de avaliar que as práticas estipuladas já eram boas.

O argumento é de que seu sistema é mais seguro do que o confinamento integral feito pelo Corinthians, que segue o guia elaborado pela federação.

A tese palmeirense é de que confinar todos os funcionários que trabalham na concentração é praticamente impossível. Ao ir para cassa e voltarem esses trabalhadores podem se infectar e contaminar os atletas, que fazem testes periódicos, mas não diários.

O departamento médico alviverde também enxerga como problema a relação entre período de incubação do vírus e demora para fazer os testes no caso de jogadores concentrados.

A rotina escolhida pelo Palmeiras, não recomendada pela FPF, foi a de permitir a saída de jogadores e comissão técnica intensificando a testagem. Assim, o clube acredita ter uma fotografia mais atualizada. Segundo o Palmeiras, seus jogadores já fizeram 17 testes desde a volta do Campeonato Paulista.

Por sua vez, o Corinthians emitiu nota afirmando que realizou duas baterias de testes durante o confinamento e que todos funcionários envolvidos nas atividades diárias do centro de treinamento do clube estão confinados. O alvinegro ainda diz que seu adversário na final do Paulista quebrou o protocolo elaborado pela FPF.

Como mostrou o blog, o diretor médico da federação, Moisés Cohen, declarou que todas as agremiações participaram da confecção do documento e que nenhuma delas disse que dispensaria seus jogadores da concentração integral, como fez o Palmeiras. Cohen afirmou também que o protocolo recomenda, mas que não obriga os clubes a seguirem a orientação. Assim, não há punição para casos como o do alviverde.

Os testes geraram polêmica porque o Palmeiras pediu para que os dois times passassem por testagem antes do jogo desta quarta (5), mas o Corinthians se recusou alegando que seus atletas estão confinados e já passaram por testes.

A Federação Paulista emitiu nota informando que os dois clubes farão a testagem antes da segunda partida, marcada para o próximo sábado (8).