Protesto da torcida também pesou para Corinthians demitir Tiago Nunes

Leia o post original por Perrone

Além da perda de apoio dos jogadores,  protesto da torcida também pesou na decisão da direção corintiana de demitir Tiago Nunes.

A manifestação dos torcedores na saída da Neo Química Arena após a derrota para o Palmeiras na última quinta assustou ao menos parte dos cartolas.

Na avaliação da diretoria, uma nova derrota contra o Fluminense, neste domingo, com Nunes no comando, agravaria a situação. Havia receio de uma reação violenta de torcedores mais irritados. Com a queda do técnico, a análise é de que a tensão diminui.

Imediatamente após o fracasso no derby, ainda havia o desejo da diretoria de esperar o jogo no Maracanã. Porém, a entrevista do treinador somada a outros fatores, como a manifestação dos torcedores, selou a demissão do técnico.

A entrevista teve papel fundamental para a direção avaliar que a relação entre comandante e comandados estava gravemente danificada

Ao responder sobre sua situação no cargo, o treinador disse: “essa pergunta tem que ser direcionada à direção do clube. Estamos dando oportunidades para jogadores que não eram aproveitados havia tempo. Não íamos ter grandes investimentos em atletas e teríamos que achar solução dentro da própria casa”.

Para a diretoria, essa fala menosprezou os integrantes do elenco. Dirigente ouvido pelo blog sustenta que nenhum atleta procurou a diretoria para reclamar de Nunes. Mesmo assim, os cartolas concluíram que os jogadores se incomodaram com essa e outras afirmações do ex-comandante cobrando reforços. Somados todos os fatores, a situação foi classificada como insustentável.