Justiça apura cerco a time do Corinthians em aeroporto e pede imagens de TV

Leia o post original por Perrone

O Juizado Especial de Defesa do Torcedor decidiu investigar o cerco de torcedores a jogadores do Corinthians no último domingo (13) no Aeroporto de Cumbica. Foram solicitadas imagens da ação exibidas por emissoras de TV.

“Alguns veículos estão dizendo que não foram tomadas providências, mas tomamos, sim. Já foram requisitadas imagens na Band e na TV Gazeta. Essas imagens serão analisadas pela promotoria para eventual reconhecimento dos participantes. Os reconhecidos serão ouvidos e sofrerão processo criminal”, afirmou ao blog o desembargador Miguel Marques e Silva, um dos coordenadores do juizado. Coincidentemente, ele é conselheiro do Corinthians. No entanto, sua ação não tem ligação com o clube.

“Fatos que ocorrem em aeroportos envolvendo torcedores também estão sujeitos ao Estatuto do Torcedor”, explicou Silva.

O caso está só responsabilidade do juiz Luiz Guilherme Angeli Feichtenberger e do promotor Roberto Bacal.

Membros da Gaviões da Fiel vestiam uniforme da torcida organizada enquanto cobravam e intimidavam os atletas.

Rodrigo Tapia, o Dgão, presidente da uniformizada, chegou a dar entrevista no local para a TV Gazeta. “Esses caras estão nos fazendo passar vergonha. E todo jogo vai ser assim. Se a gente não ver raça e vontade, vamos embaçar na vida de todo mundo”, disse o presidente da torcida na ocasião.