Palmeiras x Fla é o de menos. CBF precisa proteger jogadores na pandemia

Leia o post original por Perrone

O surto de covid-19 no Flamengo está longe de ser um caso esportivo sujeito a regulamentos e protocolos. Em português claro, que se danem os critérios da CBF e, se for preciso, que se dane o jogo com o Palmeiras.

O importante agora é cuidar dos infectados, proteger os palmeirenses e futuros adversários do Flamengo e descobrir o que aconteceu para evitar a repetição de surtos semelhantes.

A partida de domingo, no Allianz, só deve acontecer se médicos assegurarem que não há risco de novas contaminações. O Palmeiras já deveria ter exigido isso.

A brincadeira dos cartolas com o novo coronavírus já foi longe demais. Antes que alguém envolvido diretamente com Brasileirão e Libertadores morra, é preciso que os tais protocolos sejam revisados. Alguém ainda dúvida que estão furados?

Já que CBF e Conmebol não têm humildade para admitir o erro e suspender as competições, precisam tentar investigar o que aconteceu com o Flamengo e mudar procedimentos para tentar evitar novos surtos. Se bem que a experiência nessa pandemia nos mostra ser algo muito difícil de conseguir com a rotina de viagens e jogos a que os clubes se submetem.

Briguinhas clubísticas agora só colocam em risco a saúde dos profissionais que estão em campo. Aliás, jogadores e integrantes de comissões técnicas também precisam acordar e agir para protegerem uns aos outros. Já está claro que nas mãos dos cartolas a saúde deles não é tratada com o devido carinho.