Palmeiras deveria reconhecer a burrada que fez e recontratar Luxemburgo

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

E o Palmeiras segue buscando um novo treinador no mercado internacional.

Mas, nesta procura pelo “salvador da pátria”, o Verdão está pior do que baixinho jogando basquete.

Ou seja, levando “toco” de tudo quanto é lado.

Já ouviu “não” de Miguel Ángel Ramírez, de Ariel Holan e, agora, foi negado também por Sebastián Beccacece, comandante do Racing.

É, minha gente, está pensando que é fácil um profissional trocar o país em que nasceu ou que reside há tempos para apostar em um clube que muda de treinador como quem muda de cueca?

Difícil, né?

E é claro que a precoce e burra demissão de Luxemburgo tem contribuído demais para o receio dos gringos nessas negociações com o Alviverde.

Afinal, não deve entrar na cabeça deles como o Palestra mandou embora um técnico que tinha acabado de ser campeão em decisão contra seu maior rival e que vinha fazendo a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores da América.

Bem feito, Verdão!

O meu conselho é para que o Palmeiras largue a mão dessa história de buscar técnico estrangeiro porque deu certo no Flamengo no ano passado.

Vá atrás de bons treinadores que temos no mercado nacional, como Renato Gaúcho ou Rogério Ceni.

Ou até mesmo corrija a burrada que fez semanas atrás e devolva o cargo a Luxemburgo.

O tempo está passando e, se não resolver essa situação rapidamente, o Palmeiras jogará no lixo a sorte que deu no sorteio da Libertadores, que praticamente o colocou nas semifinais.

Certo?

Opine!