Veja aqui quando teremos novos Pelés e Maradonas no futebol

Leia o post original por Milton Neves

O mundo segue chorando a morte do ídolo Diego Armando Maradona.

Ele que pode não ter sido o maior jogador de futebol de todos os tempos, até por ser impossível superar um tal Edson que jogou “um pouquinho” aqui no Santos e na seleção brasileira

Mas, sem dúvidas, Diego foi, é e sempre será o atleta mais idolatrado por seu país de origem.

É uma triste constatação, mas enquanto Maradona, genial com a bola nos pés e extremamente polêmico fora dos campos, é reverenciado como um Deus pelos argentinos, por aqui os brasileiros seguem maltratando e desdenhando simplesmente de… Pelé!

E muitos justificam tal birra pelo Atleta do Século por um episódio familiar que eles nem imaginam de fato o que aconteceu.

Uma pena…

Mas, em primeira mão, revelo para vocês o novo estudo realizado pelo “DataNeves”.

Após minuciosa análise, o seríssimo instituto aponta agora de quanto em quanto tempo nascem gênios do futebol como Cristiano Ronaldo, Neymar, Messi, Maradona e Pelé.

Confira abaixo:

Um novo Cristiano Ronaldo, teremos de 21 em 21 anos.

Um novo Neymar, de 23 em 23 anos.

Um novo Messi, de 67 em 67 anos

Um novo Maradona, de 623 anos em 623 anos.

E um novo Pelé, de nunca mais em nunca mais.

E mais uma consideração sobre esses gênios da bola:

O Messi teve em toda a sua carreira a múltipla internet para divulgar todos os seus dribles, assistências e gols até mesmo em treinamentos.

Diego Armando Maradona só teve o satélite levando até nossas televisões todos os seus jogos na Itália, na Espanha e na Argentina.

Já Pelé só teve o boca a boca e o sinal de fumaça dos Apaches.

Por isso pessoas de outros países, geralmente mais jovens, não conseguem entender porque nós, que vimos o Rei do Futebol de perto, não temos a menor dúvida de que ele foi o maior de todos os tempos.

Opine!