Eu não queria estar na pele de Duílio Monteiro Alves

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O Corinthians elegeu no último sábado o seu novo presidente.

Se trata de Duílio Monteiro Alves, de nome já extremamente conhecido pelos alvinegros.

E de sobrenome também.

Seu pai, Adilson Monteiro Alves, foi o histórico diretor do Timão na época da Democracia Corintiana.

Seu avô, Orlando Monteiro Alves, também foi um marcante cartola corintiano.

E Duílio venceu o pleito do Coringão com 1.081 votos; seguido por Augusto Melo, que teve 939; e pelo ex-presidente Mário Gobbi Filho, que recebeu 783.

Bom, e sejamos francos, o novo mandatário alvinegro terá nesses próximos três anos mais trabalho que Papai Noel no dia 25 de dezembro.

Afinal, Andrés Sanchez, talvez o maior presidente da história do Corinthians ao lado de Vicente Matheus, está deixando o clube neste momento em uma situação financeira para lá de complicada.

A Neo Química Arena já está bem encaminhada, inclusive pelo acordo com a Caixa, mas ainda será um peso enorme a ser carregado pelo Timão por muitos anos.

Além disso, segundo meu amigo Rodrigo Vessoni, que sabe tudo do clube do Parque São Jorge, com a recente chegada de Jemerson, o Timão alcançou a marca de 92 jogadores sob contrato.

E, mesmo assim, Vagner Mancini muitas vezes precisa quebrar a cabeça para colocar 11 bons atletas em campo.

Isso prova que foram contratações feitas nos últimos anos com pouquíssimo critério, de baciada.

Por tudo isso, a dívida estimado do clube no momento é de aproximadamente… R$ 921,9 milhões!!!

E deve bater 1 bi em pouquíssimo tempo!

Ou seja, como administrar toda essa herança e, ainda assim, montar um bom time para acalmar os ânimos da Fiel, que já se cansou de ver o Alvinegro nos últimos anos lutando apenas contra o rebaixamento?

Essa é a pergunta que não quer calar e que veremos nos próximos meses se o novo presidente do Corinthians saberá responder.

Portanto, desejo toda sorte do mundo a Duílio Monteiro Alves.

Meus parabéns por essa vitória no pleito alvinegro.

Mas saiba que eu que não queria MESMO estar na sua pele para resolver tantos pepinos nesses próximos três anos.

Opine!