Manifesto contra a Copa América acaba em pizza!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ah, você não sabia que a expressão “terminar em pizza” surgiu no futebol?

Sim, pois saiba que ela foi criada pelo histórico Milton Peruzzi (1925 – 2001), ali pela metade dos anos 50, quando o mesmo era setorista do Palmeiras no jornal “A Gazeta Esportiva”.

Ali, em meados dos anos 1950, o Palmeiras estava em uma crise danada, e suas várias alas políticas se engalfinharam em “titânica luta” nas dependências do “COF” (Conselho de Orientação e Fiscalização) do clube. 

O ‘pau’ quebrou por mais de dez horas até que, lá pelas 9h da noite, alguém sugeriu uma pausa para descanso ou para “tomar e comer alguma coisa”. 

Os briguentos então foram para uma pizzaria ao lado do clube. 

Depois de muito chope, boa comida e vinho, fez-se a paz política, por milagre! 

Testemunha ocular, o repórter Milton Peruzzi ligou para a redação de “O Mais Completo”, e o datilógrafo de plantão, fone no ouvido, consagrou em sua velha Remington a manchete ditada pelo jovem “Polenta”: 

“CRISE DO PALMEIRAS TERMINOU EM PIZZA!”

E não é que toda essa crise envolvendo Tite, jogadores, Copa América, CBF e Conmebol me fez lembrar da histórica manchete de Peruzzi?

Afinal, leiam abaixo o mixuruca manifesto dos jogadores contra o torneio e me respondam se essa história toda terminou ou não em Pizza.

Opine!