Arquivo da categoria: Abel Braga

Deixem o Abel trabalhar, seus malas!

Leia o post original por Craque Neto

Tem coisa que acontece no futebol que é difícil de compreender. Uma delas recente é o comportamento da torcida do Flamengo em relação ao técnico Abel Braga. Pelo amor de Deus! Está rolando uma baita pressão pra tirar ele do cargo. Toda hora tem neguinho xingando o desempenho do time e cornetando as alterações do treinador durante a partida. Algo que chega até chato de acompanhar, diga-se de passagem. Se não fosse a classificação na fase de grupos da Libertadores – após empatar com o Peñarol – era bem capaz da diretoria dar o boné para ele. O inacreditável é […]

O post Deixem o Abel trabalhar, seus malas! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Fim do ‘Cheirinho’? Mengão melhor do País?

Leia o post original por Craque Neto

Quem me acompanha sabe que talvez tenha sido um dos principais defensores da gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello no Flamengo. Esse senhor transformou um clube falido que vivia rondando a zona de rebaixamento do Brasileirão em uma entidade organizada, com dívidas trabalhistas beirando o ‘zero’ e conseguiu parceiros fortes para remodelar o elenco com jogadores de alto nível técnico. Começaram na verdade acertando o retorno de um dos melhores treinadores do País. Isso mesmo! Após um período ‘sabáticos’ (odeio essa expressão, mas fazer o que?), o Abel Braga volta com a responsabilidade de dar títulos expressivos ao Rubro-Negro. […]

O post Fim do 'Cheirinho'? Mengão melhor do País? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Tricolor mantém sonho de técnico para 2019

Leia o post original por Craque Neto

Nada de Rogério Ceni, como muito são-paulino vem sonhando após o ídolo conquistar a Série B no comando do Fortaleza. O possível novo técnico do Tricolor para 2019 é mesmo Abel Braga. Pelo menos esse é o nome preferido do diretor de futebol Raí, notícia inclusive adiantada na última semana pelo comentarista Velloso durante o ‘Os Donos da Bola’ da Band. O dirigente já teria inclusive entrado em contato com o treinador, que está fora em um período sabático, como os caras gostam de dizer. A verdade é que o Raí pessoalmente quis desligar o uruguaio Aguirre na semana passada. […]

O post Tricolor mantém sonho de técnico para 2019 apareceu primeiro em Craque Neto 10.

São Paulo busca Abel antes do término do Brasileirão

Leia o post original por Craque Neto

Não sei exatamente o acordo que o São Paulo tem com o uruguaio Diego Aguirre. Até porque antes do veterano Oscar Tabarez renovar com a Seleção Celeste, a imprensa local dizia que ele era o favorito para assumir o cargo. Mas a verdade é que pelo visto o comandante do Tricolor deverá ficar desempregado a partir de janeiro do próximo ano. Isso porque recebemos uma informação – e demos ao vivo no ‘Os Donos da Bola’ da Band – que a diretoria do Tricolor já está conversando com o Abel Braga para assumir o time em 2019. Isso mesmo! O […]

O post São Paulo busca Abel antes do término do Brasileirão apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Abelão no Timão???

Leia o post original por Craque Neto

Galera, no último sábado o Abel Braga pediu demissão do cargo de técnico do Fluminense e muita gente começou a especular uma possível ida para o Corinthians. Posso falar minha opinião? Eu como torcedor adoraria esse cara por lá. Trata-se de um profissional sério, honesto e bom de grupo. Certamente resolveria esse problema interno do ‘cada um por si’ que aparentemente ganhou força com a saída do Carille para a Arábia. O que ele fez nesse time jovem do Tricolor do Rio foi um verdadeiro milagre. Ainda mais sem receber salários, poxa vida! Mas a realidade é bem diferente. Fiquei […]

O post Abelão no Timão??? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

CADÊ o mínimo de PROFISSIONALISMO, hein?

Leia o post original por Craque Neto

Acho essa relação de cautela dos clubes brasileiros com os treinadores até um tanto igual. Ou seja, do mesmo jeito que o empregador dá o boné (leia-se DEMITE!) o cara MUITO antes do término de seu contrato, também acho natural um treinador fazer o mesmo quando tem uma proposta de trabalho melhor. É claro que desde que se respeite as regras contratuais. Só que na minha visão o que o técnico Fernando Diniz fez com o Guarani foi uma tremenda sacanagem. Pelo amor de Deus! O sujeito foi apresentado em dezembro e colocaram uma baita esperança dele resgatar o Bugre […]

O post CADÊ o mínimo de PROFISSIONALISMO, hein? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Eu AVISEI hein? Sem o patrocinador o TIME iria QUEBRAR!

Leia o post original por Craque Neto

O Fluminense divulgou nota nesta quinta-feira (28) que para aliviar a folha salarial do clube dispensará oito jogadores. Entre eles estão nomes importantes do atual futebol brasileiro, como o goleiro Diego Cavalieri e o zagueiro Henrique, que fez parte da Seleção Brasileira na última Copa do Mundo. Além deles estão na lista de negociação de saída Arthur, Higor Leite, Maranhão, Marquinho, Roberto e o lateral Wellington Silva. Sabe o que é o mais engraçado? Quando a Unimed, patrocinadora que ficou por muitos anos nas Laranjeiras, gastava rios de dinheiro em reforços – bancando uma fortuna para jogadores pontuais – fui […]

O post Eu AVISEI hein? Sem o patrocinador o TIME iria QUEBRAR! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Velloso questiona por que grandes técnicos recusam Verdão

Leia o post original por Craque Neto

Após recusa de Mano Menezes e Abel Braga, o ex-goleiro Velloso, ídolo do clube, questionou o porquê de grandes técnicos não aceitarem treinar o Palmeiras em 2018.  

O post Velloso questiona por que grandes técnicos recusam Verdão apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Um tricolor suspira e outro transpira

Leia o post original por Antero Greco

Torcedores de Fluminense e São Paulo são atropelados por fortes emoções – e pelo jeito será assim até o final do Brasileiro. Os tricolores do Rio suspiraram aliviados, com os 3 a 1 na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Os paulistas transpiram, de medo, porque a ameaça de rebaixamento ainda é fantasma a rondar, sempre por perto.

O Flu tem 38 pontos, seis deles conquistados nos últimos dois jogos. Como há uma montanha de equipes emboladas, foram suficientes para fazê-lo subir da zona de descenso até, quase, a parte de cima da tabela. O São Paulo se manteve nos 34 e vai torcer para que Sport, Vitória e Ponte tropecem nesta quinta-feira. Caso contrário, retorna ao Z-4.

Abel Braga e Dorival Júnior apostaram basicamente nas formações que se deram bem no final de semana. O técnico do Flu voltou confiar em um grupo mais experiente, por considerar que o momento exige o máximo possível de jogadores rodados. O treinador são-paulino repetiu escalação, pois gostou do desempenho da rapaziada na vitória de virada sobre o Atlético-PR (2 a 1). Acredita que, quanto menos mexer, tanto melhor na reta final.

O clássico esteve equilibrado até os 22 minutos do primeiro tempo. Daí, em dois lances, praticamente foi definida a sorte das equipes. O Flu abriu o marcador com Henrique Ceifador, em cobrança de pênalti. Aos 24, Sornoza dobrou a vantagem. Pronto, o panorama mudou da água pro vinho. O tricolor carioca respirou relaxado e o paulista se apavorou.

Assim foi também no segundo tempo, com um time a cadenciar o jogo e outro a tentar de toda forma diminuir a diferença. Sem sucesso. Cueva e Pratto, importantes no sábado, não foram bem e cederam lugar para Shaylon e Thomas, enquanto Lucas Fernandes nem voltou do intervalo; na vaga dele estava Maicosuel. Sabe o que mudou na prática? Nada.

O Flu não foi ameaçado e ainda fez o terceiro, de novo em pênalti, cobrado por Robinho, já num momento em que não adiantaria reação. Shaylon contou com a sorte, no finalzinho, para diminuir. O São Paulo sofreu a 13.ª derrota no campeonato, 11 delas como visitante. Tem oito pontos ganhos fora de casa. Não é por acaso que continua com medo da Série B.

Palmeiras engrena, Flu desce

Leia o post original por Antero Greco

Meu amigo, vendo o que fizeram Fluminense e Palmeiras, no duelo da tarde deste domingo, no Maracanã, dá para ficar com a pulga atrás da orelha. Não a respeito do ainda campeão brasileiro; este tende a crescer e a terminar entre os mais bem colocados. É o mínimo que se espera para clube que investiu os tubos em elenco.

A preocupação é com o tricolor carioca. A instabilidade continua, o aproveitamento como mandante está baixo, o retrospecto no segundo turno se mostra aquém de qualquer expectativa. No popular: anda com bola murcha.

Para piorar, depois do 1 a 0, e com a combinação de resultados, se aproximou de vez da turma de baixo. Sei que está tudo muito embolado, mas 31 pontos são apenas 4 a mais do que têm Bahia e Coritiba, os dois primeiros da zona do descenso.

O Flu não foi páreo para o Palmeiras, ao contrário do que havia ocorrido no primeiro turno, no Allianz Parque. Praticamente não incomodou Fernando Prass, finalizou raramente – e mal. Difícil escolher quem se salvou. Aponto de Abel Braga, sempre incentivador da tropa, ter reconhecido que “uns sete ou oito não foram bem”. Coloca nessa conta os 14 utilizados.

Restou a sensação ruim de que o Flu chegou ao limite. O que pode dar-lhe ânimo é a Sul-Americana, torneio em que topará com o Flamengo nas quartas de final.

O Palmeiras jogou para o gasto – e sobretudo na etapa final correu poucos riscos. Nesse aspecto, em alguns momentos lembrou o time da campanha vitoriosa de 2016. A defesa errou menos, o meio-campo esteve mais ligeirinho, na frente também deu conta do recado.

As oportunidades vieram, embora a única mais bem aproveitada tenha sido a de Egídio, no golaço que garantiu o resultado. Mas mandou bola na trave, puxou contragolpes. Enfim, não deixou a apatia de outras jornadas impor-se. Até Borja entrou e se mostrou mais esperto…

Bobagem vir com conversa de título ou coisas do gênero. A distância para o Corinthians está em 11 pontos. É chão demais para tirar. No entanto, se fizer a parte que lhe cabe, a tendência é de encurtar, com o tempo.

Um tira-teima excelente está marcado para a noite do sábado, no jogo em casa com o Santos. Quem vencer, pode pensar mais alto.