Arquivo da categoria: Adversários

Sem perder o sono

Leia o post original por JC

A questão que mais mexeu com a cabeça dos vascaínos ao longo dessa semana foi a dúvida do nosso treinador sobre quem entraria no lugar do Everton Costa. A maioria absoluta preferia ver o Adilson mudar o esquema que nos levou a final – colocando Bernardo ou Montoya no time – a ver a volta do William Barbio, que na teoria manteria a equipe jogando do mesmo jeito.

A preocupação da torcida parece irrelevante, já que Everton Costa, no final das contas, não é tão diferente do Barbio: ambos têm cabeleiras exóticas, correm muito mais que fazem gols (os dois marcaram apenas um em todo o campeonato, com ligeira vantagem para o primeiro, que atuou nove vezes contra dez do Barbio) e são mais importantes taticamente que tecnicamente. E acho muito difícil que Adilson mude a formação que vem dando certo por conta de Bernardo ou Montoya, dois jogadores que não conseguiram muito além de serem irregulares. O mesmo se aplica ao Bastos, que mesmo tendo melhorado um pouco com sua ida para o banco, é uma opção defensiva demais para quem precisa vencer a partida.

Mas se o substituto do Everton Costa – e talvez o Facebook da mulher do árbitro – foi a grande preocupação da torcida antes de uma final, só podemos deduzir que o adversário que teremos não foi o bastante para tirar o sono dos vascaínos. E na verdade não é mesmo.

A urubulândia, macambúzia por conta da tradicional eliminação na Libertadores, nem exagerou na sua costumeira marrentice ou mitomania patológica. A historinha irreal de vice-campeonatos é o único argumento ao qual podem se agarrar. Alguns até falam que “a vitória certa sobre o Vasco” hoje não vai compensar a saída, ainda na primeira fase, do campeonato continental. Acredite quem quiser em mais essa mentirinha mulamba, o fato é que eles já se preparam para mais uma derrota na Arena Maracanã.

A mulambada já sabe que, em condições normais e sem favorecimentos, a coisa vai ficar feia pro lado deles. Cabe ao time do Vasco entrar em campo com essa mesma consciência. Jogando com atenção, disposição e inteligência, não será nenhuma surpresa a conquista do 23º Estadual vascaíno.

FLAMENGO X VASCO
 Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Luiz Antonio, Márcio Araújo e Everton; Paulinho e Alecsandro.Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan; Guiñazu, Pedro Ken e Douglas; Barbio (Bernardo ou Fellipe Bastos), Reginaldo e Edmílson.
Técnico: Jayme de Almeida.Técnico: Adilson Batista.
Estádio: Arena Maracanã. Data: 13/04/2014. Horário: 16h. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique. Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Luiz Antonio Muniz de Oliveira.
As redes Globo (RJ, ES, DF, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO) e Bandeirantes (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO) transmitem ao vivo. O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Parabéns ao ídolo vascaíno Roberto Dinamite pelos seus 60 anos. Dentro de campo, foi um dos maiores jogadores da história do clube e merecedor de toda festa possível. Já ao presidente Carlos Roberto, desejamos apenas lucidez para não tentar mais uma reeleição. E humildade para reconhecer que o possível título de hoje não será motivo para mais uma aventura eleitoral pelo Vasco. Todos nós sabemos que uma vitória no Estadual hoje terá acontecido APESAR do presidente e não POR CAUSA do mesmo.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Uma resposta pelo título

Leia o post original por JC

Faz tempo que o Vasco não sai vencedor numa disputa de título contra a mulambada. A despeito da mitomania megalômana que acomete 99.9% dos framenguistas, isso não é obra do divino, como se fosse uma lei natural; é apenas futebol, um esporte onde nem sempre o melhor vence.

Mas os 11 sujeitos que estarão em campo hoje não tem nada a ver com isso. Nenhum deles disputou uma final contra a urubulândia com a camisa do Vasco e, salvo algum seja realmente vascaíno de coração, não há motivo para que eles considerem que nosso adversário mereça um tratamento diferente ao dado a qualquer outro em um jogo decisivo. Em outras palavras, não há porque o tabu contra os mulambos afete o time hoje. Se existirá uma pressão para cima dos jogadores, será apenas a ansiedade natural de uma partida que vale o campeonato.

Por outro lado, se pessoalmente os titulares não têm qualquer relação com a escrita contra o framengo, ao vestir a armadura cruzmaltina eles se tornam representantes da instituição e da torcida. E aí eles tem sim algumas responsabilidades nessa final (além das óbvias e obrigatórias, como honrar a camisa vascaína e dar tudo de si pelo time).

Responder na bola às críticas generalizadas ao time, por exemplo. Mostrar que podemos superar as arbitragens favoráveis à mulambada – como na última partida – e vencer.  Calar a parte da imprensa que, para fazer gracinhas para a torcida rival, prefere ironizar a equipe e menosprezar nossas chances de título. Ou seja, além de representar o Vasco, os jogadores titulares têm o dever pessoal de mostrar seu valor e que possuem a capacidade de passar por todas as dificuldades e serem campeões.

E como para levarmos o título precisamos reverter a vantagem urubulina, nada melhor que unir o útil ao agradável: uma boa vitória hoje nos deixará mais perto da taça e ainda será uma bela resposta dos jogadores aqueles que sempre diminuíram o grupo.

VASCO X FLAMENGO
Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan; Guiñazu, Pedro Ken e Douglas; Reginaldo, Éverton Costa e Edmílson.Felipe, Léo, Samir, Wallace e João Paulo; Amaral, Márcio Araújo e Luiz Antônio; Everton, Paulinho e Alecsandro.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Jayme de Almeida.
Estádio: Arena Maracanã. Data: 06/04/2014. Horário: 16h. Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá.  Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Jackson Massara.
 As redes Globo (RJ, ES, DF, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO) e Bandeirantes (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO) transmitem ao vivo. O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Para relaxar um pouco

Leia o post original por JC

A estreia do Vasco na Copa do Brasil, justo nesse momento e contra um adversário como o Resende, pode ser encarado como um momento de relaxamento antes da decisão do Estadual. Podemos deixar um pouco de lado a ansiedade pela partida de domingo voltando nossas atenções para uma partida com um grau de pressão bem menor.

Bom, pelo menos para a torcida, já que os titulares ficaram no Rio e o time que joga na Arena Maracanã deve estar completamente focado na final.

E, se o Resende mantiver o nível de atuação apresentado no Estadual, não só a torcida como os reservas que vão a campo hoje podem relaxar também. O time do Vale do Paraíba foi o adversário mais fácil que tivemos na Taça Guanabara e mesmo não tendo levado uma sapecada histórica em São Januário (graças à nossa famosa falta de pontaria), a verdade é que nosso adversário, mesmo com todo respeito que a equipe possa merecer, talvez não desse problema nem para a equipe sub-20 do Vasco.

Claro que, para garantir de vez a vaga, sem a necessidade do jogo da volta, os reservas vascaínos não poderão exagerar no relaxamento. E jogando com um mínimo de seriedade e empenho, não há desculpas para um time com Thalles, Montoya, Bernardo, Dakson , Aranda, Bastos e Vaz não vençam o Resende com relativa facilidade.

Então é aproveitar o passeio, curtir a visita a mais um estádio da Copa, aproveitar a moral dada pelos vascaínos de Manaus – que vão lotar a Arena da Amazônia ainda que seja para ver o time B do Vasco – e jogar bola. E de preferência, retribuindo o carinho da torcida no estádio com uma boa apresentação e uma vitória sem muitos percalços.

RESENDE X VASCO
 Mauro, Lucas, Marcelo, Thiago Salles e Gerson; Leo Silva, Dudu, Bruno Gallo e Marcel; Clebson e Linhares.Diogo Silva, Eron, Jomar, Rafael Vaz e Lorran; Aranda, Fellipe Bastos e Dakson; Montoya, Bernardo e Thalles.
Técnico: Aílton Ferraz.Técnico: Adilson Batista.
Estádio: Arena da Amazônia. Data: 03/04/2014. Horário: 20h30. Árbitro: Edmar Campos da Encarnação.  Assistentes: Marcos Santos Vieira e Jander Rodriges Lopes.
Os canais Sportv e ESPN Brasil transmitem ao vivo para seus assinantes. O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

 ***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Sem lero-lero

Leia o post original por JC

Se o Vasco teve problemas na primeira partida da semifinal do Estadual, Adilson deve tê-los resolvido na base do papo, já que o time que enfrenta os tricoflores hoje será o mesmo de quinta-feira. Se nosso treinador viu erros de posicionamento, postura em campo ou mesmo questões psicológicas, pode ser que a conversa funcione. Já os problemas técnicos de quem foi titular no jogo passado dificilmente serão corrigidos dessa maneira.

Não que não pudéssemos ter ganho o primeiro clássico – se marcassem todos as penalidades que aconteceram isso seria bem possível – e que não possamos vencer hoje com os mesmos 11. Mas como crer que não teremos as mesmas dificuldades sem mudanças? Se depender do Renight, que na falta do Jean certamente vai levar em consideração a vantagem do empate e deve escalar um marcador em seu lugar, o Fluzim vai novamente se preocupar bastante com a defesa do seu time. Como nosso adversário conseguirá a vaga na final se não sofrer gols, Reginaldo, Everton Costa e Edmilson deverão penar ainda mais com a marcação tricolete.

Com a manutenção do esquema e dos mesmos titulares, Adilson também deve ter resolvido de boca a pequena participação do Douglas como articulador da equipe. Mesmo que no último jogo não tenhamos sentido na prática a superioridade numérica tricoflor no meio de campo, os méritos para esse feito vão para a marcação e não para a criação de jogadas. E precisamos torcer para que as palavras do treinador também tenham resolvido o visível nervosismo dos nossos laterais, que além de ajudar no combate, precisam ser mais efetivos no apoio, até para tentar balancear a solidão do Douglas ao municiar o ataque.

No fim das contas, consiga ou não resolver os problemas do time apenas na conversa, na hora decisiva o papo não adianta nada. Vencer é obrigação e a bola não entrará nas redes do laranjal por convencimento, precisará ser chutada para o gol. Para o Estadual não terminar hoje para o Vasco – decretando a igualdade do maior período sem conquistarmos a competição – precisamos de ação no campo, não de palavras. Resumindo com a expressão que ficou famosa com Fernando Vanucci, hoje não tem “lero-lero, nem vem cá que eu também quero”: só a vitória interessa.

FLUMINENSE X VASCO
 Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Elivelton e Carlinhos; Valencia, Diguinho, Rafinha (Wagner) e Conca; Walter e Fred.Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Marlon; Guiñazu, Pedro Ken e Douglas; Reginaldo, Everton Costa e Edmílson.
Técnico: Renato Gaúcho.Técnico: Adilson Batista.
Estádio: Arena Maracanã. Data: 30/03/2014. Horário: 16h. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique.  Assistentes: Luiz Cláudio Regazone e Michael Correia.
As redes Globo (RJ, ES, TO, SE, AL, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF) e Bandeirantes (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC e TO), transmitem ao vivo. O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

 ***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Atacar pela vantagem

Leia o post original por JC

Como de costume, Adilson não confirmou o time que enfrenta o Fluminense na primeira partida da semifinal do Estadual. Mas tudo indica que teremos a mesma formação que goleou o Duque de Caxias, com três atacantes e dois volantes. Precisando reverter a vantagem tricolete, o treinador vascaíno deve considerar por bem ser mais agressivo e pelo visto tentará vencer logo a primeira partida.

Tudo bem, o raciocínio está correto. O problema é que o time do laranjal não é o Duque de Caxias. Abdicar da ofensividade está fora de cogitação, mas o Vasco precisa tomar muito cuidado.

Renight, que normalmente já gosta de uma retranca, não faria diferente podendo jogar por dois empates e mandará três volantes ao campo. Mas um time com Fred, Walter, Conca, Carlinhos e Jean tem qualidade bastante para que nosso sistema defensivo não possa cochilar nem um segundo. Ter menos homens no meio de campo nos obrigará a jogar mais compactados para compensar a vantagem numérica tricolete no setor: sem a posse de bola, Reginaldo e Everton Costa precisarão ajudar a fechar os espaços nas laterais e na meiuca; e com a bola, partir para o ataque com velocidade e explorando ao máximo os lados de campo é o caminho para chegar ao gol tricoflor.

É natural o estranhamento de ver o Adilson sendo mais ousado, depois de tanto insistir com formações com mais defensores, justo em um clássico decisivo. E a razão deve ser justamente essa: o campeonato começa efetivamente agora e vencer, pela primeira vez é realmente indispensável. Mais que a escrita diante de um freguês já tradicional, esse Vasco mais ofensivo precisará também mostrar os motivos de termos a melhor defesa do campeonato. Se conseguirmos isso, as chances de termos do nosso lado a vantagem de um empate no domingo certamente serão enormes.

VASCO X FLUMINENSE
Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Marlon; Guiñazu, Pedro Ken e Douglas; Reginaldo, Everton Costa e Edmílson. Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Elivelton e Carlinhos; Valencia, Diguinho, Jean e Conca; Walter e Fred.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Renato Gaúcho.
Estádio: Arena Maracanã. Data: 27/03/2014. Horário: 21h. Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães.  Assistentes: Eduardo de Souza Couto e Silbert Faria Sisquim.
 O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

E as últimas dos pretendentes ao cargo de presidente do Vasco?

Integrante da chapa de Roberto Monteiro utilizou rede social para captar sócios em débito. Apesar do que postou no seu perfil – “caso algum sócio PROPRIETÁRIO, que esteja em débito com o VASCO, e tenham o interesse de ficar apto (sic) a votar, na chapa a qual sou integrante (…) entre em contato” – Eduardo Cassiano, conselheiro do clube, ex-diretor de patrimônio e membro da chapa Identidade Vasco, nega que a convocação tenha relação com o mensalão. Monteiro, como não poderia deixar de ser, nega qualquer envolvimento na história e alega não saber de nada.

E depois de ver seus correligionários reclamando que o Vasco estaria “vendido para empresários” desde que foi substituído pelo Dinamite na presidência do clube, Eurico Miranda tem sido visto constantemente em companhia de Carlos Leite, o empresário símbolo da atual gestão. Aparentemente, as diferenças entre ambos são coisa do passado (e olha que o primeiro chegou a ser réu em ação movida pelo segundo).

E até Roberto Dinamite, a essa altura do campeonato,  resolve cogitar ser candidato à reeleição. O simancol definitivamente está em falta.

É ou não é pra ficar preocupado com o futuro do clube?

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Uma tabela para cumprir

Leia o post original por JC

Pelo que vimos na imprensa ao longo dessa semana, resolver se teremos um Vasco x Flu ou um Flu x Vasco na semifinal parece ser a principal razão para que encaremos com alguma seriedade o jogo de hoje contra o Duque de Caxias. Mas essa vantagem de dois empates (e não dois resultados iguais, em mais um exemplo da lógica por trás das resoluções da Federação Carioca), convenhamos, não justifica. O fato de estarmos falando de um confronto entre Vasco e Duque de Caxias já um motivo mais forte para que vençamos essa partida.

Isso porque, o que poderia haver de relevante nessa rodada não seria uma troca de posição com os tricoletes, mas sim com a Cabofriense. E como a mulambada não vai der o mole de perder a chance de ter um dos pequenos na semifinal, mesmo uma derrota para o time da Baixada não fará qualquer diferença para os confrontos decisivos. Só uma hecatombe nos resultados de hoje pode nos tirar o Fluzim do caminho pelo título.

Diante disso, o ideal é que o Vasco encare o jogo de hoje sem maiores pressões, como se estivéssemos cumprindo tabela. Como o Duque de Caxias depende desesperadamente da vitória, sua única chance de permanecer na primeira divisão do Estadual, é bom que o nervosismo esteja sempre do outro lado do campo. Já estamos classificados, nosso adversário quase certamente virá do Laranjal, e mesmo sem a vantagem, precisamos apenas de uma vitória contra nossos fregueses floridos para reverter essa situação. Ou seja, não temos muito com o que nos preocupar por um tempinho.

E o time de hoje? E faz diferença? O ideal era mesmo poupar quem está pendurado e evitar problemas pros jogos que virão. De resto, se não conseguirmos vencer um time virtualmente rebaixado num campeonato com o nível desse estadual, mesmo com um monte de reservas em campo, o que adiantaria irmos para a semifinal? Os jogadores que entrarem em campo, sejam eles quem forem, têm capacidade de vencer um jogo como esse. É o mínimo que a torcida espera para logo mais.

VASCO X DUQUE DE CAXIA
Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Marlon; Aranda, Fellipe Bastos e Douglas; Reginaldo, Éverton Costa e Edmílson.Andrade; Rodolpho, Guti, Alan Henrique e Alan Pires; Lenon, Sampson, Juninho e Washinton; Arzayus e Alex Terra.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Mário Jr.
Estádio: São Januário. Data: 23/03/2014. Horário: 16h. Árbitro: Philip Gerog Bennett.  Assistentes:  Michael Correia e Diogo Carvalho Silva.
As redes Globo (RJ, ES, TO, SE, AL, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF) e Bandeirantes (RJ, ES, DF, PE, BA, AL, RN, PB, SE, MA, PI, PA, AM, RO, RR, AP, AC, TO e Santos-SP) transmitem ao vivo. O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Mais importante do que parece

Leia o post original por JC

Com os tricoletes já classificados para as semifinais e o Vasco com 99% de chances de conseguir o mesmo, alguns podem pensar que o clássico de hoje não vale muita coisa. Nada mais enganoso. Há, com perdão pelo trocadilho, muita coisa em jogo nessa partida.

Pra início de conversa, a rivalidade de um clássico já garante o interesse pelo jogo. E quando o vencedor ainda pode acabar levando o Torneio Super Clássicos, a disputa ganha mais graça. Mesmo que não valha muita coisa, levar o prêmio por ser o melhor nos clássicos até pela moral que o Vasco pode ganhar para a próxima fase.

(parênteses: vale lembrar que nem precisaríamos vencer o Fluzim para sermos os melhores nos clássicos, se não fosse a cegueira do juiz de linha na partida contra a mulambada. Fecha parênteses)

Mas o que realmente importa é que uma vitória vascaína praticamente nos garantirá a segunda colocação, o que nos dará a vantagem de dois empates na semifinal. Terminando em segundo na tabela e com um pouquinho a mais de sorte, podemos até mesmo pegar a Cabofriense nas primeiras partidas decisivas (antes que falem, lembro que perdemos para o time da Região dos Lagos nessa fase, mas ninguém deve discordar que decidir o campeonato tendo apenas um clássico pela frente nos facilitaria as coisas).

Assim como Adilson, Renight também não confirmou a equipe titular hoje. Ambos tem mais de uma alternativa para escalar seus times, mas pelo que sabemos dos dois, o mais provável é que nenhum faça loucuras ofensivas. Ainda que o churrasqueiro escale o Fluzim com três volantes, Conca e Fred são razões de sobra para preocupar a defesa vascaína.

A dúvida no Vasco é a mesma. Adilson tanto pode escalar três atacantes como três volantes. Como já disse, por tudo o que o treinador fez ao longo do Estadual, Aranda deve ganhar a vaga no meio e deixar Everton Costa no banco. Mas temos algumas boas notícias: com a melhora de saúde da sua filha, Martín Silva volta ao gol e depois de muito tempo voltaremos a ter os titulares André Rocha e Marlon nas laterais. E, é sempre bom destacar, Felipe Bastos deve começar no banco.

O time do Laranjal está melhor colocado, tem uma equipe com mais recursos técnicos e com mais prestígio junto à imprensa esportiva. Mas como essa é a tônica dos últimos anos e mesmo assim são raras as vezes que os tricoflores se dão bem contra o Vasco, podemos ficar confiantes em um bom resultado para o time da Colina.

 

FLUMINENSE X VASCO
Cavalieri, Bruno, Gum, Leandro Euzébio e Chiquinho; Valencia, Diguinho, Jean e Conca; Sobis e Fred.Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Marlon; Guiñazu, Pedro Ken e Douglas; Éverton Costa, Reginaldo (Aranda) e Edmílson.
Técnico: Renato Gaúcho.Técnico: Adilson Batista.
Estádio: Arena Maracanã. Data: 16/03/2014. Horário: 18h30. Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá.  Assistentes:  Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa.
O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Força Pilar! E força também ao lateral do Flu, Carlinhos!

 ***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG. Também está no ar minha nova coluna no site Ao Vasco Tudo!

Passado e presente

Leia o post original por JC

O Bonsucesso, que há poucos meses completou um século de existência, é um dos clubes mais tradicionais do Rio de Janeiro. Mas seu tempo de grandes equipes, como a que chegou a disputar – e perder – a final do Carioca de 1924 com o Vasco, há muito já passou. Hoje, novamente contra o Gigante, o simpático Bonsuça só tem uma coisa pela qual lutar no Estadual: sua permanência na primeira divisão do Estadual.

Com apenas três pontos a mais que o Duque de Caxias, o rubro-anil vai a São Januário sabendo que corre o risco de entrar na zona de rebaixamento em caso de derrota. E diante de um dos grandes, o Bonsucesso não deve contar com sua tradição e provavelmente fará de tudo para assegurar ao menos um empate. Já o Vasco tem como exclusiva preocupação garantir sua classificação para as semifinais, e o passado do nosso adversário não será levado em consideração.

O time que irá a campo para conquistar os três pontos não foi definido pelo Adilson, mas as dúvidas não são muitas: na lateral esquerda, Marlon e Lorran disputam a vaga; no meio, com Guiñazu e Pedro Ken confirmados, o treinador deve voltar atuar com três volantes, ficando a dúvida entre Aranda e Fellipe Bastos; No ataque, Adilson ainda espera por Edmilson (que virou dúvida após levar uma pancada na última rodada) para definir o setor, que pode ter Thalles caso o artilheiro não tenha condições de jogo.

Mas independente do time titular, é bom que o Vasco resolva o jogo sem depender de substituições. Adilson promoverá um rodízio entre os reservas e dessa vez Bernardo, Montoya e Rafael Vaz não serão relacionados. Não que esses estejam sendo sempre a solução dos nossos problemas ao longo das partidas, mas não temos no elenco tantas outras opções que possam ser mais decisivas que esses.

Fosse décadas atrás – lembrando que nossa última derrota para o Bonsucesso está prestes a completar 40 anos – talvez essa partida pudesse nos trazer alguma preocupação. Nos dias de hoje, o tradicional clube suburbano não chega a ser uma ameaça. Isso, claro, se o Vasco fizer o papel que se espera dele.

VASCO X BONSUCESSO
Diogo Silva, Diego Renan, Luan, Rodrigo e Marlon (Lorran); Guiñazu, Aranda (Fellipe Bastos), Pedro Ken e Douglas; Reginaldo e Thalles (Edmílson).Rodrigo, Yago Soares, Da Silva, China e Marlon, Victor Hugo, Alexandre, Fernando e Nill; Marlon Da Silva e Somália.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Alfredo Sampaio.
Estádio: São Januário. Data: 08/03/2014. Horário: 18h30. Árbitro: Antônio Frederico de Carvalho Schneider.  Assistentes: Wendel de Paiva Gouvêa e Romário Falci do Carmo Jr.
O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Parabéns a todas as leitoras – em especial para aquelas que levam a cruz de malta no peito – pelo seu dia.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Tensão pós-carnaval

Leia o post original por JC

Para o torcedor vascaíno que aproveitou o carnaval para cair cinco dias na folia, aquele que foi viajar e descansou bastante ou mesmo os que ficaram em casa, mas fizeram questão de nem abrir o computador ou olhar os jornais para esquecer um pouquinho dos problemas do seu time, Adilson Batista preparou uma daquelas para “alegrar” sua quarta-feira de cinzas: o goleiro do Vasco contra o Resende na partida de hoje será Diogo Silva.

Eu poderia começar o post falando do nosso adversário, que diferente de outros estaduais, pena para ficar fora das duas últimas colocações e deve brigar contra o rebaixamento até as últimas rodadas. Poderia também lembrar que o jogo servirá para vermos do que é capaz o Resende, que daqui a menos de um mês será nosso primeiro adversário na Copa do Brasil.

Poderia também comentar que, mesmo com o rápido descanso que teve o elenco, o Vasco terá modificações importantes. A suspensão de Fellipe Bastos fará com que o time jogue pela primeira vez num 4-4-2 clássico, com os dois volantes (Aranda e Pedro Ken) e dois armadores (Douglas e Dakson, que terá sua primeira chance como titular) padrão. Se os dois forem eficientes na criação de jogadas para o ataque – formado por Edmilso e Reginaldo, que ganhou a disputa pela vaga – pode ser que o treinador utilize essa formação com mais freqüência.

Mas nada disso aí acima parece mais digno de nota, até pela falta de sentido na decisão, que a escolha do Adilson por Diogo Silva. A explicação do treinador foi a padrão: Diogo é mais experiente que Jordi. O fato dele ter falhado inúmeras vezes, não só ano passado, mas já nesse carioca – vale lembrar que o Vasco não venceu nenhuma partida no Estadual com Diogo no gol e sofreu gols nas duas partidas em que foi titular – não parece ser tão relevante quanto seus 27 anos. Até se pode concordar que Jordi ainda tem toda uma carreira pela frente e que seu tempo ainda chegará. Mas se o garoto não pode fazer sua estreia contra a equipe com a terceira pior campanha do campeonato, quando será o “momento certo” para escalá-lo? E mais: se Jordi não está pronto, passa a ser inexplicável o rodízio dos goleiros no banco. Isso seria um sinal de que Adilson eventualmente deixa um jogador no qual não tem completa confiança como substituto da posição mais crítica de um time de futebol.

 A ineficiência do Resende no campeonato nos faz crer em uma partida fácil para o Vasco hoje. Mas, mesmo com a volta de Luan e Rodrigo à zaga, dificilmente haverá algum vascaíno que não ficará com um frio na barriga a cada ataque adversário.

VASCO X RESENDE
Diogo Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo, Diego Renan; Aranda, Pedro Ken, Dakson, Douglas; Reginaldo e Edmilson.Mauro; Gabriel, Marcelo, Thiago Sales e Everton; Leo Silva, Dudu, Marcel e Hiroshi; Marcelo Regis e Geovane Maranhão.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Ailton Ferraz.
Estádio: São Januário. Data: 05/03/2014. Horário: 19h30. Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro.  Assistentes: Dibert Pedrosa e Eduardo de Souza Couto.
  O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.

Mais uma chance

Leia o post original por JC

O campo é pequeno e o calor será grande. O time tem desfalques e nosso adversário vem completo. Mas nada disso faz diferença: o Vasco hoje não pode vacilar diante do Madureira. A vitória é importantíssima para nos dar uma relativa tranquilidade na quarta colocação e, depois do empate entre Cabofriense e Fluzim, nos deixar bem perto das posições logo acima da tabela.

Com relação ao gramado e ao calor que promete fazer na tarde de hoje não há nada que possamos fazer. Já para superar o Madureira, cabe a nós impor o nosso ritmo e ditar os rumos da partida. Mesmo que falem que o tricolor suburbano ainda tem pretensões de classificação, uma rápida olhada na tabela deixa claro que as remotas chances do Madura em chegar na próxima fase não devem ser motivação bastante para justificar uma postura ofensiva contra o Vasco. Como o tricolor está tão perto da zona de rebaixamento quanto da quarta posição, não será contra um dos grandes do Rio que eles vão se arriscar. O mais lógico é esperar um Madureira cauteloso, aproveitando o conhecimento do campo e suas pequenas dimensões para primeiro atrapalhar o Vasco e depois tentar vencer a partida.

E isso é motivo bastante para preocupar os vascaínos. Contra a Cabofriense não tivemos competência para superar uma retranca braba, e estávamos jogando em casa e sem um maçarico ligado no quengo. Caso o Madureira venha mesmo fechadinho, o Vasco terá que mostrar mais alternativas de jogo do que na última rodada e também mostrar que o preparo físico está em dia.

 As suspensões e contusões continuam obrigando Adilson a fazer alterações no time, que mais uma vez não conseguirá repetir uma formação de um jogo para outro. Mas dentro das circunstâncias, até que as mexidas não foram de todo más: Luan está suspenso, mas Rodrigo volta e poderá ajudar Rafael Vaz a evitar as vaciladas que vem dando. Guiñazu, poupado, dará lugar ao Pedro Ken, que pode não ter a mesma força no combate, mas tem o passe melhor e pode ser mais útil nas subidas ao ataque. E na frente, com a contusão de Everton Costa, teremos Thalles como titular ao lado do Edmilson. Mesmo que ambos sejam considerados centroavantes, ambos podem se revezar na posição, ora um mais centralizado, ora o outro caindo pelos lados do campo.

O começo da rodada foi bom para nós e mais uma vez dependemos apenas das nossas forças para melhorar nossa situação no campeonato.  Vamos ver se não desperdiçamos mais essa chance por falta de competência.

MADUREIRA X VASCO
Rodrigo Café, Marquinhos, Aislan, André e Luiz Paulo; Victor Bolt, Gilson, Bruno Tiago e Carlinhos; Fernandinho e Romário.Martín Silva, André Rocha, Rodrigo, Rafael Vaz e Diego Renan; Aranda, Pedro Ken, Fellipe Bastos e Douglas; Thalles e Edmílson.
Técnico: Antonio Carlos Roy.Técnico: Adilson Batista.
Estádio: Conselheiro Galvão. Data: 27/02/2014. Horário: 16h. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique.  Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Jackson Lourenço Massarra dos Santos.
O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.