Arquivo da categoria: Alexandre Pato

Pato é candidato a quebrar ‘recorde’ de vaias em Itaquera

Leia o post original por Perrone

Alexandre Pato deve se tornar neste domingo (26) o jogador mais vaiado da história da Arena Corinthians.

Pela primeira vez, o agora são-paulino enfrenta seu ex-time. E o faz como candidato encarar mais hostilidade do que outros jogadores odiados pela Fiel.

Não dá pra falar com precisão, mas, provavelmente outro atleta que vestia a camisa  do São Paulo lidera o ranking de vaias na casa corintiana: Maicon.

Em 2017, após imitar uma galinha no clássico no Morumbi, o zagueiro não teve paz na zona leste. O barulho era ensurdecedor quando pegava a bola.

Maicon desbancou até Rogério Ceni, um dos alvos preferidos dos corintianos.

Além dos dois, Pato deve superar o ex-palmeirense Valdivia, “homenageado” quando esteve em Itaquera com o Colo-Colo.

Mas a melhor comparação é com Paolo Guerrero, vaiado quando enfrentou o Corinthians em Itaquera.

A hostilidade com o peruano não foi das mais intensas por um motivo que o diferencia de Pato.

Apesar da mágoa por ver o atacante trocar o Parque São Jorge pelo Flamengo em troca de rendimentos melhores, o corintiano não esquece o gol de Paolo contra o Chelsea na final do Mundial de 2012.

Esse é o ponto. A Fiel não tem uma lembrança boa que supere a ira com Pato por conta do pênalti perdido com cavadinha contra Dida, que defendia o Grêmio, em 2013.

Custou a eliminação corintiana na Copa do Brasil, mas a questão é mais ampla. A forma como o pênalti foi desperdiçado consolidou todas as teses do torcedor alvinegro de que Alexandre não servia para o time.

O lance materializou críticas como “é descompromissado com o clube”, “é alienado”, “não tem raça pra jogar no Coringão” e por aí vai.

Quando pisou no Morumbi, Pato passou por cima do fato de ainda ter compromisso com o alvinegro, já que estava emprestado, e tratou o tricolor como seu clube do coração,.    algumas vezes deixando alfinetadas na Fiel pelo caminho.

Estava estabelecido um dos maiores casos de incompatibilidade entre um jogador e um clube/torcida do futebol brasileiro.

O capítulo de hoje dessa história de rancores deixa duas certezas. Uma delas é que o corintiano vai ao estádio disposto a gastar todas as suas energias para destratar verbalmente Pato. A outra é que o são-paulino fará o mesmo para ferir com gols o clube e a torcida que lhe trazem más lembranças.

São Paulo sustenta que saída de Diego Souza permitiu contratação de Pato

Leia o post original por Perrone

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Conselheiros de diferentes correntes no São Paulo estão preocupados com o impacto financeiro que a contratação de Alexandre Pato pode ter no Morumbi. Procurada, a diretoria tricolor não quis se manifestar. Porém, o blog apurou que o discurso interno é de que a negociação não estrangula o clube financeiramente. Por essa versão, a ida de Diego Souza para o Botafogo permitiu a volta do atacante. Isso porque aliviou suficientemente a folha de pagamento.

Como mostrou o UOL Esporte, os são-paulinos projetam gastar 8 milhões de euros (cerca de R$ 35,4 milhões) diluídos em quatro anos com o retorno de Pato. Inicialmente, seu salário será de aproximadamente R$ 300 mil. Pelos cálculos são-paulinos, essa quantia representa cerca da metade da despesa mensal que era gerada por Diego Souza. O gasto era estipulado em por volta de R$ 600 mil a cada 30 dias.

VEJA TAMBÉM:

Mesmo com os reajustes previstos no contrato de Pato, a direção assegura nos bastidores que não terá que refazer seu planejamento financeiro, sustentando que os ganhos do jogador estão dentro dos padrões da equipe.

Outro receio de conselheiros é de que a chegada de Pato force a venda de um jovem talento para equilibrar as contas. Nesse ponto, o discurso é de que já existia a natural necessidade de aumentar a arrecadação. Mas que atletas só serão vendidos em negociações vantajosas para o clube.

Com José Eduardo Martins, do UOL, em São Paulo

 

 

Opinião: Pato acerta com quem mais precisa dele

Leia o post original por Perrone

Com o anúncio do São Paulo sobre a volta de Pato, o atacante está indo para o clube que mais precisava dele, entre os dois que o disputaram. No Palmeiras, o jogador seria um luxo. No Morumbi, ele é uma necessidade.

O alviverde tem um elenco robusto a ponto de deixar Borja e Arthur Cabral na reserva. Claro que Pato seria útil. Teria condições de se firmar como titular. E daria um bom motivo para Borja, desgastado no clube, ser vendido em breve. Mas o time de Felipão não está desesperado atrás de um atacante. Viverá sem Pato numa boa. Pode muito bem brigar por todos os títulos que disputar com as opções disponíveis.

No São Paulo a situação é diferente. Quando chegar, Cuca terá que montar uma equipe. Pablo não rendeu o esperado até aqui. Carneiro parece não ter muito mais a entregar além do que já entregou. Há a necessidade reforçar o ataque. Além disso, jovens promessas despontam no Morumbi. A experiência de Pato pode ajudar. Tudo isso, explica o São Paulo ter entrado com mais fome na negociação do que o Palmeiras.

Para Pato, voltar a vestir a camisa tricolor também é melhor, apesar de neste momento as chances de levantar taças seja maior no alviverde. Ele vai ganhar mais no São Paulo. Terá ao seu lado uma torcida que o admira e tende a ser mais paciente do que provavelmente seria a palmeirense. As chances de jogar serão maiores. Ele chega para ser titular. No Allianz Parque, teria que brigar pela posição, acredito. E na futura equipe de Cuca sua chance de ser protagonista é maior. Do outro lado teria que brigar para ser o cara do time com Goulart, Dudu e Scarpa, entre outros.

Nesse cenário, os cartolas são-paulinos comemoraram. Os palmeirense ligaram o modo “vida que segue”.

Justificando o injustificável

Leia o post original por Craque Neto

Olha só galera, hoje durante o programa ‘Os Donos da Bola’ da Band cravei uma informação, motivado por uma fonte segura – ou talvez não, né – de que o atacante Alexandre Pato havia fechado contrato com o Palmeiras. Segundo consta o acordo pra valer teria sido selado com o empresário do jogador e o próprio Pato teria tido inclusive um bate-papo agradável com o técnico Felipão. Por conta disso, internamente, já estariam também articulando a saída do colombiano Borja. O problema é que ao dar a notícia no ar, e televisão tem muito dessas coisas, a pressão caiu monstruosamente […]

O post Justificando o injustificável apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O Pato hoje só serve pra pegar MULHER!

Leia o post original por Craque Neto

Sempre fui um dos maiores defensores do Alexandre Pato no início da carreira dele. Quando deixou o Inter e iniciou sua jornada no Milan cheguei a pensar que ele tinha potencial para superar o Ronaldo Fenômeno. Afinal o moleque tinha todos os fundamentos quase perfeitos: velocidade, explosão, drible e finalização com os pés e a cabeça. Mas errei feio! O tempo tratou de mostrar que falta para esse rapaz a principal qualidade de um jogador: vontade. Quando ouço ou leio que tem clubes interessados em repatriar o Pato fico indignado. Não consigo acreditar que queiram investir milhões em um jogador […]

O post O Pato hoje só serve pra pegar MULHER! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Brigar por Pato? Como tem dirigente sem noção, viu?!

Leia o post original por Craque Neto

Fiquei sabendo que alguns clubes grandes do futebol brasileiro, entre eles Palmeiras, São Paulo e Santos, estariam brigando para repatriar o Alexandre Pato que está em vias de rescindir contrato com o futebol chinês. Informações dão conta que até o técnico Sampaoli teria ligado pra ele. Posso falar? Piada, vai! Esse rapaz é o pior custo-benefício que já vi para um time de futebol. Pelo amor de Deus! Ganha salários estratosféricos, machuca muito e joga pouco. Faz parte do hall de jogadores-celebridades, que estão mais preocupados em aparecer na mídia do que propriamente jogar bola. Vejam o que ele fez […]

O post Brigar por Pato? Como tem dirigente sem noção, viu?! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Mais uma LAMBANÇA da diretoria do Timão?

Leia o post original por Craque Neto

A cada dia que passa fico mais abismado com a incompetência/inoperância da diretoria do Corinthians. O presidente Andrés Sanchez, que coleciona puxa-sacos dentro do clube, está conseguindo a proeza de concluir o que o antecessor Roberto de Andrade fez e desfragmentar o miolo de zaga campeão do último Brasileirão. Isso mesmo! Após a saída do Pablo, agora é a vez do Balbuena estar perto de um adeus. Calma, não é para agora. Segundo consta – e digo isso porque TRANSPARÊNCIA é o que mais falta nesses caras – o vínculo do paraguaio com o Timão termina no final de 2018. […]

O post Mais uma LAMBANÇA da diretoria do Timão? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Preconceito e desrespeito marcam era Pato no Corinthians

Leia o post original por Perrone

Aposta, preconceito, desleixo, desrespeito, repulsa e mágoa.  Essas seis palavras podem ser usadas como “tags” para marcar a passagem de Alexandre Pato pelo Corinthians. E também como pistas para decifrar porque o atacante se transformou num fracasso retumbante no clube da Zona Leste paulistana.

Encerrada nesta terça com ao anúncio da transferência do atacante para a Espanha, a aventura de Pato no Parque São Jorge começou com uma aposta milionária da diretoria. Poderia dar certo, pois potenciclal ele tem, mas ter retorno num investimento tão alto em quem havia provado tão pouco era arriscado.

Logo no começo, o atacante enfrentou o preconceito de parte da torcida, que classificava seu estilo de vida requintado e badalado como incompatível com o alvinegro de origem humilde. Parte dos colegas de time também sentia o mesmo, além de rotular o novo companheiro como alienado, pouco comprometido.

Pato teve bons momentos, até seu desleixo ao bater pênalti contra Dida, lendário catador de penais, ajudar a eliminar seu time da Copa do Brasil, contra o Grêmio, e fazer a Fiel sentir repulsa por ele.

O mesmo sentimento embalou companheiros de equipe e dirigentes.

Pato partiu temporariamente para o São Paulo, carregando a mágoa que mais tarde o levou ao desrespeito de comemorar nas redes sociais vitória de seu time provisório sobre a equipe que pagava metade de seus salários e o havia recuperado fisicamente.

O ato impensado, apagado após gerar polêmica, aumentou do lado branco e preto a repulsa e a mágoa.

Terminou no começo de 2016 a morada provisória de Pato no Morumbi, e as duas partes fugiram de um novo encontro, escolhendo Londres, casa do Chelsea como refúgio longínquo.

Pura enrolção. Em junho, mais carregados de mágoa e exalando rejeição um pelo outro, Corinthias e Pato foram forçados a se encontrar.

E tome mais desrespeito e repulsa. Pato não trocou sua foto com a camisa do Chelsea no Twitter. Nem mencionou nas redes sociais  o nome do clube para o qual voltou, o que foi visto por parte da torcida como falta de respeito e de prova de que ele repele o alvinegro com a mesma intensidade que a Fiel o rejeita.

Mas dessa vez o desrespeito atingiu quem tinha nada a ver com o divórcio: Cristóvão. Ou o técnico não parece ter feito papel de tolo ao marcar a estreia de Pato para o jogo com o Figueirense e depois ter que se explicar? Hoje não parece patética a foto do compenetrado treinador dando orientações para Pato? A diretoria deveria ter preservado seu técnico. Foi desrespeito, já que nunca parou de procurar um clube para o atacante.

Agora, depois de tantos sentimentos ruins, os dois lados saboreiam o alívio de não terem mais que se aturar.