Arquivo da categoria: Angelique Kerber

Bia estreia com vitória no Australian Open

Leia o post original por Fernando Sampaio

Em mais uma grande atuação, a tenista paulista Beatriz Haddad Maia estreou com vitória, na madrugada desta segunda-feira, na chave principal do Australian Open.

Bia bateu a norte-americana Bernarda Pera, 68o. do mundo, em 2 sets a 1, parciais de 6/3 5/7 6/4, em 2h22min de partida. “Foi muito bom hoje. Estava muito quente e consegui me manter bem forte de cabeça e acho que isso foi o diferencial. Pra menina era primeira rodada, ela estava um pouco mais nervosa. Em alguns momentos as duas oscilaram, mas faz parte”, analisou Bia, que antes havia vencido as três rodadas do qualifying.

Pela segunda rodada, a tenista número 1 do Brasil e 195o. do mundo terá um desafio pela frente: a alemã Angelique Kerber, número 2 do mundo, que passou pela eslovena Polona Hercog, por duplo 6/2. As duas canhotas se enfrentarão pela primeira vez.

“Contra a Kerber é ficar firme, manter meu jogo. Aproveitar o ritmo, já que já joguei contra uma canhota e continuar fazendo o meu jogo, não me preocupar com a minha adversária e, principalmente, acreditar em mim!”, afirmou a brasileira que tentará o feito inédito também de chegar à terceira rodada do Australian Open (no ano passado parou na segunda rodada).

Após luta pela vida, Serena decide contra Osaka

Leia o post original por Fernando Sampaio

Um ano atrás, Serena Williams lutou por sua vida. Agora, ela está lutando pelo sétimo título do US Open. A norte americana havia tropeçado nas duas últimas semifinais que alcançou no Aberto dos Estados Unidos em 2015 e 2016. No ano passado ela não participou para dar à luz sua filha, Olympia, que acabou de fazer um ano. As complicações desse parto fizeram com que Serena sofresse de embolia pulmonar, necessitasse de cinco cirurgias e a deixasse de cama por semanas.

Aos 36 anos, Serena chegou na final dos dois últimos Grand Slams. Em Wimbledon, Angelique Kerber venceu por três sets a zero. Neste sábado, na final do US Open, a adversária será a japonesa Naomi Osaka, grande surpresa do feminino.  Se levar o título Serena igualará a recordista Margaret Court com 24 títulos de Grand Slam.

Independente do título, Serena sempre será uma grande campeã.

Campeãs Kerber, Halep e Wozniacki estão fora do US Open

Leia o post original por Fernando Sampaio

tenisbrasil.com.br – O sonho de Angelique Kerber conquistar seu quarto título de Grand Slam e o segundo no US Open foi adiado neste sábado. A ex-número 1 do mundo, e agora quarta colocada, até começou bem o duelo contra a eslovaca Dominika Cibulkova, mas permitiu a virada com parciais de 3/6, 6/3 e 6/3 em 2h13 de partida. O resultado equilibra ainda mais o retrospecto entre Kerber e Cibulkova, agora com 7 a 6 a favor da alemã de 30 anos.

Com a derrota de Kerber, aliada às eliminações de Simona Halep na estreia e de Caroline Wozniacki na segunda rodada, é certo que a temporada de 2018 terá quatro campeãs de Grand Slam diferentes. Isso porque a alemã venceu Wimbledon, a romena triunfou em Roland Garros e a dinamarquesa foi campeã na Austrália. Este é o segundo ano seguido com quatro campeãs diferentes, o que já aconteceu 13 vezes na Era Aberta e 26 vezes na história do tênis feminino. Só nesta década, isso já aconteceu quatro vezes.

Cibulkova, que já foi número 4 do mundo, aparece atualmente no 35º lugar do ranking aos 29 anos. A eslovaca foi finalista do Australian Open em 2014 e chega às oitavas de final em Nova York apenas pela segunda vez em sua carreira profissional. Ela agora desafia a norte-americana Madison Keys, 14ª colocada, para quem perdeu em todos os quatro duelos anteriores.

Kerber leva US Open e desbanca Serena

Leia o post original por Fernando Sampaio

September 10, 2016 - 2016 US Open Women's Singles Champion Angelique Kerber during the 2016 US Open at the USTA Billie Jean King National Tennis Center in Flushing, NY.

A alemã Angelique Kerber levou o título do U.S.Open 2016.

Venceu na final Karolina Pliskova por 6/3, 4/6 e 6/4.

Desde 1996 a Alemanha não conquistava o Aberto dos Estados Unidos.

O último foi com Steffi Graf.

Durante os anos 80 e 90, todo final de semana lá estavam Boris Beker, Steffi Graf ou Michael Stich disputando um título em algum lugar do planeta.  Depois os grandes títulos da Alemanha foram sumindo.

Este ano Kerber levou dois Grand Slams: Austrália e Estados Unidos.

Além disso, a alemã assumiu o primeiro lugar do ranking mundial.

Eliminada na semifinal, Serena Willians caiu para segundo.