Arquivo da categoria: Arena Grêmio

Diário de viagem – O Penta

Leia o post original por Rica Perrone

Fui! Depois da trágica experiência de ser meio ignorado por uma agência, recebi um telefonema meia noite de terça-feira dizendo que o Hotel Urbano queria me dar a viagem ao Sul para ver a decisão. Dormi pouco, mal, acordando a cada 2 horas. Eu queria que chegasse logo. Nunca fui a Arena nova, e por …

A síntese do futebol brasileiro

Leia o post original por Rica Perrone

Não há melhor forma de tentar entender o que está acontecendo no futebol brasileiro hoje do que assistindo a Grêmio 1×1 Atlético MG. O jogo é exatamente o espelho do que estamos caminhando pra ser contra o que éramos e não queremos mais.  Vou explicar. O Grêmio aceita as limitações impostas por um jogo coletivo …

Grêmio 1 x Fla 0. Ganhou o menos ruim

Leia o post original por Antero Greco

Quando se fala em Grêmio x Flamengo, impossível não associar a história e considerar um dos maiores clássicos do futebol brasileiro. E é. Mas não honrou a tradição. Na tarde deste domingo, ambos fizeram duelo feio, em Porto Alegre, e ganhou o menos ruim, no caso o tricolor gaúcho, 1 a 0, primeira vitória em duas rodadas. O rubro-negro perdeu a primeira, após estreia com vitória sobre o Sport.

Partida decepcionante de lado a lado. O Grêmio ainda não acertou rumo, desde a saída da Libertadores. O grupo sob comando de Roger Machado não é fraco, tem jogadores de qualidade. Ou, no mínimo, pode apresentar-se melhor. Porém, se complica na armação de jogadas, abusa de erros de passe, finaliza mal. Carece de uma boa revisão.

O Fla, então, é um horror. Impressionante como desandou nos últimos tempos. Não estava grande coisa com Muricy. Com o afastamento do treinador, por problemas de saúde, piorou. Não teve nada que prestasse para ressaltar na Arena do Grêmio. Ninguém se destacou, não houve um que assumisse a responsabilidade de fazer o time jogar.

O meio-campo não existe, Cuellar ainda não disse a que veio (e ainda saiu machucado), Gabriel, Alan Patrick, William Arão, Cirino, Everton, Ederson foram mais do mesmo. Paolo Guerrero esqueceu o futebol. O peruano levado para o Fla a peso de ouro está hoje mais para peso morto. Não criou um lance de perigo, não é sombra do goleador que chamava a atenção no Corinthians.

Grêmio e Flamengo ensaiam proporcionar calafrios nas respectivas torcidas. No momento, não é difícil arriscar que o time carioca sai na frente, nesse quesito negativo. Será outro ano de contas para não cair? Desse jeito…

A adorável incerteza do resultado

Leia o post original por Rica Perrone

Caros tricolores, eu não sei se vamos ganhar da Chapecoense na quinta-feira.  Não fazia idéia do que esperar na Vila, menos ainda da vitória hoje no Sul. Sei que cansei de saber o que iria acontecer. Que nunca concordei em ver o nosso São Paulo pragmático, idolatrando zaga, vivendo de bola parada e comemorando regularidade […]

São Paulo surpreende e complica o Grêmio

Leia o post original por Antero Greco

Não se aborreça, torcedor do São Paulo, com o título acima. Não há demérito para seu clube; apenas, constatação. O tricolor tem sido tão imprevisível que é capaz de ir do céu (2 a 0 no Inter), ao inferno (0 a 3 para o Santos) e voltar novamente às alturas. Como ocorreu na tarde deste domingo, com os 2 a 1 sobre o Grêmio, em Porto Alegre.

A equipe de Juan Carlos Osorio é fonte constante de emoção – e não há monotonia com ela. Ao menos, não se pode dizer que não mexe com a adrenalina. Pois repetiu a dose diante de um adversário que vinha numa ascensão forte na competição e que, por isso mesmo, tinha favoritismo. Em vez disso, foi o time paulista que se impôs, venceu e agora disputa vaga no G-4 e, se houver novos vacilos, pode até ficar entre as primeiras colocadas. Vai entender…

Vai entender, por exemplo, como o tricolor gaúcho esteve aquém do que tem apresentado, sobretudo quando atua diante do próprio público. O futebol envolvente, abusado e seguro deu lugar, nesta rodada, para timidez e falhas, em especial no meio e nas poucas oportunidades que teve para finalizar. A rapaziada de Roger Mahcado até procurou dar as cartas, porém caiu na marcação eficiente do São Paulo e ainda oferecer o contragolpe.

Foi com essa estratégia que surgiu o primeiro gol, aos 34 minutos. Os são-paulinos saíram de um lance de pressão do Grêmio até chegarem ao chute certeiro de Alexandre Pato. Panorama que se repetiu na etapa final e que teve desfecho semelhante, no gol de Rogério, o “Neymar do Sertão”, numa bonita jogada individual.

A vida dos tricolores não mudou muito, na teoria. Mas pode sofrer alterações na prática, e nas 13 rodadas restantes até o encerramento da temporada. O Grêmio viu o Corinthians abrir novamente 9 pontos na liderança, e anular essa vantagem já não depende de si, porque ambos se encontraram na semana passada (1 a 1 no Itaquerão). O São Paulo toma fôlego com o placar e vê abrir-se perspectiva de se firmar entre os quatro, embora o Flamengo também emplaque sequência extraordinária.

Essa briga promete – e o Grêmio deve abrir o olho para não ser passado para trás.

Os macacos e a árvore

Leia o post original por Rica Perrone

Embora não seja mais tão incomum olhar pra cima e ver um “Tatu” pendurado numa árvore, sabemos que ele vai cair dali assim como sabemos que alguma situação incomum o colocou lá. Soa temporário.  Incomoda, mas não assusta. Uma hora a árvore estará lá sem ele. Quando olhamos pra cima e vemos um macaco na […]

Não será um ano fácil

Leia o post original por Rica Perrone

Se por um lado o Grêmio é um dos clubes que menos precisa de grandes nomes para ser protagonista, por outro lado é preciso inteligência pra piorar as coisas. O time do Grêmio tem entre seus titulares um garoto de 16 anos, outros 3 de 20 anos. Um treinador absolutamente incontestável em sua carreira, mas […]