Arquivo da categoria: Arthur Gomes

Obrigado Vanderlei!

Leia o post original por Odir Cunha

Com quatro defesas difíceis à queima-roupa, Vanderlei segurou a vitória sobre o Estudiantes, na Argentina, e colocou o Santos na liderança de seu grupo na Libertadores. Arthur Gomes marcou o único gol do jogo aos 18 minutos do primeiro tempo, após correr por 88 metros e pegar o rebote de um arremate de Sasha que bateu no pé da trave.

Com exceção do inspirado Vanderlei, não foi uma partida primorosa do Santos no aspecto técnico, já que a equipe perdeu inúmeros contra-ataques e sua defesa também não marcou tão bem o pouco criativo ataque argentino, mas o time merece nota 10 pelo espírito de luta, cujo exemplo foi, novamente, o volante Alison. Além dele, os destaques foram Lucas Veríssimo, Dodô e Sasha.

Com o resultado o Santos tem seis pontos e duas vitórias no grupo 6 e estará classificado se vencer os jogos em casa contra o próprio Estudiantes e o Real Garcilaso, do Peru. No segundo turno, sua única partida no campo do adversário será em Montevidéu, contra o Nacional.

O técnico Jair Ventura escalou o time com Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Renato (depois Gustavo Henrique) e Jean Mota; Rodrygo (Diogo Vitor), Arthur Gomes (Léo Cittadini) e Eduardo Sasha.

O Estudiantes, do técnico Lucas Bernardi, jogou Andújar, Facundo Sanchéz, Schunke, Desábato e Campi; Iván Gomez, Gastón Giménez (Pavone), Lucas Rodríguez e Lattanzio (Cascini); Melano e Otero.

Prepare-se para comemorar a 1ª Semana Santos

A partir da próxima segunda-feira, dia 9, o Santos Futebol Clube comemorará o seu aniversário de 106 anos com uma série de eventos que prosseguirão até sábado, dia 14, com a estreia do time no Campeonato Brasileiro.

Esses eventos formarão a 1ª Semana Santos, que a partir desta data deverá ser realizada todos os anos. Em 2018 o calendário da semana é o seguinte:

Segunda-feira (09)
Horário: 18 horas
Local: Memorial das Conquistas (rua Princesa Isabel, s/n – Vila Belmiro)
Evento: Vernissage – Exposição Osmar Santos.
Aberto ao público e gratuito.

Terça-feira (10)
Horário: 19 horas
Local: Câmara Municipal de Santos (Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, 1 – Vila Nova)
Evento: Entrega do título de cidadão emérito de Santos ao presidente do Santos FC José Carlos Peres.
Aberto ao público.

Quarta-feira (11)
Horário: 20 horas
Local: Restaurante Tasca do Porto (rua Quinze de Novembro, 112 – Centro de Santos)
Evento: Sabores do Mundial: comemoração do 1º título mundial do Santos FC x Benfica com jantar, estreia da ‘Resenha dos ídolos’ e exposição do acervo do jogo.
Mediante apresentação de convite. Informações sobre a venda serão divulgadas em breve.

Quinta-feira (12)
Horário: 19h30 / 20h30
Local: Business Center
Evento: Inauguração do Business Center em São Paulo e lançamento da nova coleção de uniformes Umbro.
Evento exclusivo para convidados.

Sábado (14)
Horário: 11 horas
Local: Pacaembu
Evento: Jogo Sereias da Vila x Portuguesa
Horário: 15 horas
Local: praça Charles Miller em frente ao Estádio do Pacaembu
Evento: Santos Day – Super Match Day com diversas atrações.
Horário: 21 horas
Local: Pacaembu
Evento: Jogo Santos FC x Ceará

E você, o que acha disso?


O Santos foi valente

Leia o post original por Odir Cunha

Sim, é verdade que o Palmeiras dominou a primeira meia hora de jogo, aproveitou-se da velocidade de Keno contra Daniel Guedes e abriu caminho para o único gol do jogo, marcado por Willian aos cinco minutos. Porém, não é menos verdade que a partir daí, e durante todo o segundo tempo, o Santos tomou a iniciativa, atacou mais e obrigou Jailson a umas cinco defesas difíceis e decisivas. Então, o empate seria o resultado justo? Sim, sem dúvida.

Os novos Meninos da Vila mostraram vontade, coragem e mereciam ao menos um gol para brindar os 19.500 santistas que compareceram ao Pacaembu.

Dessa vez gostei mais de Arthur Gomes, sem contar, é claro, a garra de Alison e a mobilidade de Sasha. Diogo Vitor não me parece ser um meia distribuidor de jogo, mas um atacante que deve jogar mais próximo da meta adversária, pois adora bater a gol.

Gabriel precisa ser mais solidário. No final do primeiro tempo tinha Diogo Vitor livre e, mesmo sem ângulo, resolveu chutar a gol, desperdiçando ótima chance. É o tipo de jogada difícil de se ver em um time europeu, pois lá os atacantes jogam mais para o time e menos para seus egos. Se Gabriel pretende voltar por cima para a Europa, tem de começar desde já a praticar um futebol menos individualista.

Quanto ao Palmeiras, para um time formado com a força da grana da Crefisa, seu futebol deixa muito a desejar. Parece que joga só o suficiente para abrir uma vantagem, mesmo pequena, e depois usa de todos os recursos, até a abominável cera, para retardar o jogo e fazer o tempo passar. Aliás, se o árbitro Flávio Rodrigues de Souza fosse mais rigoroso contra a cera e contra as faltas seguidas dos palmeirenses, a sorte santista talvez fosse outra.

Jogar-se ao gramado pedindo atendimento médico foi um artifício usado algumas vezes pelos palmeirenses, principalmente pelo goleiro Jailson, sem o árbitro demonstrasse a mínima intenção de fazer o jogo correr. Houve um lance claro de lei de vantagem em que ele parou o ataque do Santos, mas por outro lado, permitiu que o Palmeiras batesse uma falta sem sua autorização que pegou a defesa santista totalmente desprevenida. Enfim, não fez uma arbitragem imparcial o senhor Flávio, que também permitiu ao trombador Felipe Melo distribuir trompaços a torto e a direito.

De qualquer forma, o jogo foi bom e mesmo com uma folha de pagamentos que é um quarto da do rival, o Santos merecia melhor sorte. Agora, o jeito é ganhar o jogo de volta, terça-feira, às 20h30, no mesmo Pacaembu. Nossos Meninos jogarão diante de um público só de palmeirenses, mas agora já sabem que o adversário não é um bicho tão feio quanto parecia.

O goleiro Jailson, suspenso por três jogos, não deveria enfrentar o Santos, mas o departamento jurídico do Palmeiras conseguiu um efeito suspensivo. O que é isso? Como o nome diz, trata-se de uma suspensão da pena. É mais ou menos como o habeas corpus para um réu condenado.

E você, o que achou do Santos contra o Palmeiras?


O lado cheio do copo

Leia o post original por Odir Cunha

Veja que não fosse o erro clamoroso do árbitro Flávio de Oliveira, não marcando o pênalti a favor do Santos aos 45 minutos do segundo tempo do clássico alvinegro, e hoje uma equipe improvisada, um time de meninos orientado por um técnico ainda muito criticado por alguns santistas, seria o líder do Campeonato Paulista, à frente de um clube que joga dinheiro pela janela, como o Palmeiras. Isso só para ver como às vezes podemos ser precipitados em nossas críticas.

Perceba que mesmo sem dinheiro para contratar, já que encontrou o cofre vazio e furado, a nova gestão trouxe Sasha, Fabigol e Dodô, três jogadores potencialmente titulares, ao contrário do que ocorreu em 2017, quando jogadores foram contratados às baciadas e apenas Bruno Henrique se tornou titular.

Note que as despesas mensais estão sendo drasticamente reduzidas, pois havia empregados demais e trabalho de menos. Se um clube moderno e eficiente como o Bayern de Munique tem menos de 400 funcionários, é óbvio que o nosso Santos não precisava de tanta gente para faturar um décimo do clube alemão. Alguém teria de ter coragem para desgazer o cabidaço de empregos.

Enfim, o tempo mostrará que os 11 compromissos de campanha da chapa Somos todos Santos serão cumpridos, entre eles a tão esperada – e temida, por alguns – auditoria, que passará o clube a limpo nos seus últimos anos. A partir desta gestão o Santos será mais eficaz e transparente. Quem viver, verá.

Fique sócio. Já!

Nessa corrida para levar o Santos novamente ao lugar que ele merece, sabemos que só podemos contar com o nosso torcedor. Por isso, independentemente da situação do time, vá aos jogos e se torne sócio, associando também mulher e filhos. Juntos, tornaremos o nosso time e o nosso clube poderosos, a ponto de lutar por todas as vitórias e títulos possíveis.

Somos todos santistas e por isso somos diferentes e predestinados. Qualquer garoto que veste esta camisa se torna imenso. Mas não somos apenas grandes. Somos os maiores que já pisaram um campo de futebol e, como a história é cíclica, um dia voltaremos a ser. Acredite nisso e jogue com a gente!

Clique aqui para ficar sócio do Santos

Faço um convite para você:

Em homenagem as mulheres, Memorial das Conquistas realizará “Uma Noite Memorável”

Vamos lotar a Vila: venda de ingressos para a partida contra o São Bento

E você, o que acha disso?


Um passo a mais

Leia o post original por Odir Cunha

A derrota no clássico foi normal. 2 a 1, com gols no início dos dois tempos, poderia ter ocorrido com qualquer Santos. O que importa é em que ponto do caminho o Santos está para se tornar um grande time.

Não podemos esquecer que o time estava sem os titulares Bruno Henrique, Gabigol, Vitor Bueno e ainda faltam outros jogadores a serem contratados.

Dos que jogaram, gostei da atitude de quase todos. Daniel Guedes, taticamente, compromete menos do que Victor Ferraz. E ainda deu a assistência para o gol de um mais participativo Renato.

Gostei do garoto Robson Bambu e dos também garotos Arthur Gomes e Rodrygo. Tudo indica que se tornarão bons profissionais.

Acho que Vecchio fez o máximo que pôde, assim como Alison e Renato. Enfim, o meio de campo conseguiu, em alguns momentos, equilibrar a partida.

Copete foi melhor na lateral do que Caju, David Braz e Vanderlei não foram tão felizes como em outras jornadas. Sasha estava bem até cabecearem a sua nuca. Rodrigão nada fez. Luiz Felipe saiu machucado e já estou fazendo figa para que não seja nada grave.

A situação financeira do clube continua caótica e não haverá outro remédio a não ser vender o passe de Lucas Veríssimo, um dos melhores zagueiros do Brasil em 2017. Antes de alguém culpar esta gestão, que se pergunte onde foi parar o superávit de 85 milhões anunciado pelo presidente que está de férias na Europa.

Pois eu saio deste domingo mais confiante. Não falta mais atitude a esta equipe. Faltam alguns jogadores, que logo se incorporarão ao time. Acreditemos!


Início de uma era feliz

Leia o post original por Odir Cunha

Peres e Rollo no palanque No palanque, a oportunidade de anunciar, com energia, o que deve ser feito.

Peres a caminha da Vila No caminho para a Vila, o carinho dos santistas.

torcedor do Peres na Vila No Urbano Caldeira, a presença da esperança dentro e fora do campo.

INÍCIO DE UMA ERA FELIZ

Nesse sábado o Santos viveu mais do que um dia alegre. Com a festiva inauguração do segundo comitê da chapa Somos todos Santos em Santos, um bonito sobrado na avenida Pinheiro Machado, 301, ao lado do estádio, e depois com a bela vitória sobre o Atlético Mineiro, por 3 a 1, em uma Vila Belmiro contente e esperançosa, todos ali sentimos que o Santos está iniciando uma era bastante feliz.

Do comitê fomos caminhando até O estádio e no caminho só ouvimos e votos de incentivo. O pessoal da Torcida Jovem veio nos cumprimentar, assim como santistas da velha guarda e até conselheiros que antes defendiam a administração atual. Cresce o consenso de que apenas a chapa Somos todos Santos, que tem José Carlos Peres como candidato a presidente, pode impedir a continuidade de Modesto Roma e sua gestão temerária no poder. Até as outras chapas de oposição perceberam isso e logo deverá haver a união esperada que levará o Santos a uma era de maiores possibilidades e da universalidade que queremos.

No estádio, tomado por cerca de 11.500 pessoas, vimos um Santos valente, ofensivo, como esse surpreendente Elano prometeu. Vimos a ótima exibição do garoto Arthur Gomes, autor do primeiro gol; testemunhamos, incrédulos, Alison dar uma caneta em Robinho; Caju e Lucas Lima jogarem bem; Ricardo Oliveira com fome de gol novamente e apreciamos a grande exibição de Bruno Henrique, hoje um dos melhores atacantes brasileiros. A vitória por 3 a 1 foi justíssima e agora o Santos parte mais animado em busca de um título que parecia impossível.

Na comemoração do gol de Arthur Gomes a TV Globo mostrou um jovem torcedor agitando a camisa azul com o nome de José Carlos Peres. A satisfação pela vitória em campo se unia à esperança de que também fora dele o Santos viva momentos mais gratificantes, marcados pela transparência, competência, trabalho e ousadia.

Importante: envie este e-mail para votar em São Paulo

Fiquei surpreso ao constatar que alguns sócios acham que não precisam pedir a mudança de domicílio eleitoral para votar em São Paulo pois já fizeram isso na última eleição. NÃO É ASSIM. É PRECISO PEDIR A MUDANÇA DE DOMICÍLIO ELEITORAL NOVAMENTE. A boa notícia é que agora isso ta mbém pode ser feito por e-mail.

O prazo para pedir a mudança de domicílio vai até 24 de novembro, mas não deixem para depois. Peçam logo nessa segunda-feira ou o mais breve possível. O e-mail é domicilioeleitoral@santosfc.com.br Nele é preciso colocar seu nome completo, número da sua matrícula de sócio e número do CPF. Pode ser assim, por exemplo:

Venho por meio deste e-mail pedir a mudança de domicílio eleitoral para votar para presidente do Santos FC em São Paulo.

Nome completo: nnnnnnnnnn
Matrícula de sócio: 11111
CPF: 0000000000

É só isso. Não requer prática nem perfeição. O clube ficará de enviar a resposta, confirmando a mudança de seu domicílio eleitoral. Depois, é só comparecer à Federação Paulista de Futebol no dia 9 de dezembro, com a carteirinha e um documento com o número do CPF, e votar.

A Federação Paulista fica na rua Federação Paulista de Futebol, 55 – Várzea da Barra Funda, São Paulo – SP, 01141-040, tel.: 2189-7000. Estarei lá o dia todo esperando por você.

O pedido para mudança de domicílio eleitoral também pode ser feito pessoalmente na secretaria social do clube, no estádio Urbano Caldeira, ou na subsede do Santos na capital, situada à avenida Indianópolis, 1772, telefone (11) 3181-5188.

Para votar só é preciso ter ao menos 1 (um) ano completo de permanência ininterrupta no quadro associativo do Santos e não estar em débito com o clube. Os sócios inadimplentes poderão quitar as suas contribuições atrasadas e garantir o seu direito de voto até o dia 4 de dezembro. O clube promete manter a secretaria social e a tesouraria de plantão de 29 de novembro a 4 de dezembro, das 10 às 21 horas, para atender aos sócios.

E você, o que acha disso?