Todos os posts de Milton Neves

Telê é o único brasileiro entre os 50 melhores técnicos da história!

Leia o post original por Milton Neves

Do Blog do Marcondes Brito (CLIQUE AQUI E CONHEÇA)

Responsável por premiar o melhor jogador de futebol da temporada com a “Bola de Ouro”, a revista “France Football” resolveu fazer uma lista dos 50 técnicos mais relevantes da história do futebol.

Bicampeão da Libertadores e do Mundial pelo São Paulo, Telê Santana é o único brasileiro na relação.

Também comandante do Brasil nas Copas de 82 e 86, o treinador está na 35ª posição, atrás de nomes como Zinedine Zidane (22) e Jurgën Klopp (27) e na frente de Marcelo Bielsa (48) e Antonio Conte (49), por exemplo.

Confira o ranking completo:

1. Rinus Michels (Holanda)
2. Alex Ferguson (Escócia)
3. Arrigo Sacchi (Itália)
4. Johan Cruyff (Holanda)
5. Pep Guardiola (Espanha)
6. Valeriy Lobanovskiy (Ucrãnia)
7. Helenio Herrera (França/Argentina)
8. Carlo Ancelotti (Itália)
9. Ernst Happel (Áustria)
10. Bill Shankly (Escócia)
11. Matt Busby (Escócia)
12. Giovanni Trapattoni (Itália)
13. José Mourinho (Portugal)
14. Miguel Muñoz (Espanha)
15. Brian Clough (Inglaterra)
16. Marcello Lippi (Itália)
17. Nereo Rocco (Itália)
18. Louis Van Gaal (Holanda)
19. Ottmar Hitzfeld (Alemanha)
20. Béla Guttmann (Hungria)
21. Fábio Capello (Itália)
22. Zinedine Zidane (França)
23. Viktor Maslov (Rússia)
24. Herbert Chapman (Inglaterra)
25. Jupp Heynckes (Alemanha)
26. Bob Paisley (Inglaterra)
27. Jürgen Klopp (Alemanha)
28. Albert Batteux (França)
29. Guus Hiddink (Holanda)
30. Udo Lattek (Alemanha)
31. Diego Simeone (Argentina)
32. Arséne Wenger (França)
33. Vicente Del Bosque (Espanha)
34. Jock Stein (Escócia)
35. Telê Santana (Brasil)
36. Vic Buckingham (Inglaterra)
37. Rafa Benítez (Espanha)
38. Hennes Weisweiler (Alemanha)
39. Bobby Robson (Inglaterra)
40. Dettmar Cramer (Alemanha)
41. Mircea Lucescu (Romênia)
42. Tomislav Ivic (Croácia)
43. Stefan Kovacs (Romênia)
44. Luís Aragonés (Espanha)
45. Frank Rijkaard (Holanda)
46. Otto Rehhagel (Alemanha)
47. Raymond Goethals (Bélgica)
48. Marcelo Bielsa (Argentina)
49. Antonio Conte (Itália)
50. Jean-Claude Suaudeau (França)

E aí, concorda com a lista?

Ou acha que faltou algum nome?

Opine!

São-paulinos vibram com a vitória do Timão!

Leia o post original por Milton Neves

Reprodução/TV UOL

Corinthians 1 x 0 Oeste.

O jogo foi bem ruim no primeiro tempo.

Na etapa final, com Jadson no lugar de Ralf, a criação melhorou muito e saiu o gol, obra de Danilo Avelar, de cabeça, após a bola ficar “pererecando” de um lado para o outro da grande área do Oeste, cruzada por Pedrinho.

E, vejam só…

Já que o São Paulo não se garante por suas próprias pernas, a vitória do seu rival ajudou, pois é o Oeste que concorre diretamente pela segunda vaga do Grupo D com o Tricolor.

Imagino os torcedores são-paulinos festejando o gol do Timão…

Mas, mesmo perdendo, o Oeste ainda pode deixar o Tricolor fora das quartas de final.

Tudo será definido na próxima e última rodada.

Algo incomum…

A zaga corintiana, desta vez, passou incólume em Itaquera.

Quase um milagre!

Com o Oeste decidindo jogar somente na etapa final, Henrique e Manoel não tiveram os habituais problemas, e assim não entram para a indigesta disputa de “bola murcha” da rodada…

Mesmo ganhando, é notória a falta que o contundido Gustagol faz ao Timão.

Gustagol está para o Timão de 2019 como Jô esteve em 2017.

Cabofriense 2 x 0 Vasco.

Que gelada para o Vascão contra a Cabofriense, hein?

Após boa jogada pela direita, Rincon (nome de craque) finalizou e abriu o placar para o time de Cabo Frio logo aos 11 minutos de bola rolando.

E mesmo com todo o tempo disponível, para ao menos empatar, foi o time comandado pelo ex-vascaíno Valdir Bigode que ampliou o placar, com Bruno Lima, e ficou com os três pontos, quebrando longa série invicta do cruzmaltino.

Atlético-MG 3 x 2 América-MG.

Os dois primeiros gols saíram na primeira etapa, ambos após escanteios, Réver abriu o placar para o Galo e Felipe Azevedo igualou para o Coelho.

Depois, nos 45 minutos finais, o Galo voltou a ficar na frente, com Alerrandro (isso mesmo, com dois erres), mas o América voltou a empatar, com Paulão.

Alerrandro deu números finais ao bom jogo mineiro, no finalzinho.

OPINE!

Clássico chato… até aparecer a bomba improvável de Carlos Eduardo

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Flickr/Palmeiras

São Paulo 0 x 1 Palmeiras

Já me preparava para lamentar o fraco clássico da tarde deste sábado, no Pacaembu, quando Carlos Eduardo disparou um torpedo, aos 34 minutos do segundo tempo e deu ao Palmeiras, não só a vitória, mas também a classificação para a próxima fase do Campeonato Estadual.

É o chamado imponderável do futebol. Vamos falar sério, não seria possível imaginar que o atacante faria diferença num Choque Rei. Carlos Eduardo foi sacado do time porque estava mal, criticado pelo fraco desempenho.

Entrou no intervalo do clássico substituindo Borja, outro que vive má fase neste estrelado time alviverde.

O São Paulo, com todos seus problemas, técnicos e táticos, até que foi bem no primeiro tempo. Criou as principais oportunidades e fez o goleiro Weverton trabalhar bastante.

Mas não repetiu o desempenho na segunda etapa. Foi castigado pela qualidade do adversário.

O Palmeiras, que foi inoperante na primeira parte do jogo, melhorou e chegou ao gol em bela jogada iniciada pelo criticado Carlos Eduardo. Ele fintou o marcador, tabelou com Dudu, recebeu de volta e soltou uma bomba. Golaço e Palmeiras classificado para as quartas de final.

Já a situação pro São Paulo se complicou. Deixou pra resolver a classificação na última rodada e vai enfrentar o desesperado São Caetano, que luta contra o rebaixamento, no meio de semana.

O torcedor do São Paulo está pistola. E com razão. Time muito feio. Cuca pode não ser o salvador. Não parece ser esse o único problema no Morumbi.

Tupi 0 x 3 Cruzeiro

Raposa teve muita tranquilidade para vencer o time de Juiz de Fora. Deixa Atlético e América pressionados para o clássico deste domingo. Os três disputam as primeiras posições da fase de classificação.

 

 

2019 deveria ter sido pulado

Leia o post original por Milton Neves

Mas que ano, hein?

O tal batido e tradicional “Próspero Ano Novo” repetido, falado e escrito bilhões de vezes durante dezembro, pelo jeito, não fez efeito desta vez.

Mas ainda dá tempo, espero.

Credo, não deu nem três meses e só pinta notícia trágica neste “Ano Novo”.

E bota trágica nisso.

Começou com Brumadinho e seguiu com o dilúvio nas encostas do Rio.

Morte e mais mortes, como também as de Boechat, Avallone e, sim, de Eurico Miranda, meu melhor entrevistado.

Depois com a tragédia do Ninho do Urubu com 10 vítimas “esportivas” de garotos que sonhavam com gols, Copas, aplausos e consagração.

E agora veio Suzano, terra do papel e da paz, escrevendo seu nome na lista macabra de mais inocentes tão jovens sendo mortos por dois “gamers” imbecis com titica de galinha na cabeça.

Queriam ser heróis e foram para o inferno, onde nadarão por séculos no “Tacho do Capeta”.

Neste ano, já choramos por Brumadinho, por Boechat, por Avallone, por Eurico, pelos garotos do Ninho e pelo Massacre de Suzano-SP

Mas para o céu foi Coutinho, com certeza.

Chegou na Vila só com 14 anos e parou de jogar aos 27.

Só aos 27!

Um pecado.

Ele e o zagueirão Calvet pararam muito cedo por lesões no joelho e no tendão de Aquiles.

Contusões sempre preocupantes, mas, hoje, com tamanha evolução da medicina e de suas técnicas, não passam de “um resfriado”, exagerando um pouquinho.

Não é, Ronaldo?

Com aquela “destruição” de seu joelho em 1999, jogando pela Inter de Milão, você nos anos 60 mal poderia voltar a andar.

Mas médicos gênios o recuperaram – e nisso só o Doutor Osmar de Oliveira, no Brasil, acreditou ser possível – e o Fenômeno nos deu o Mundial de 2002.

Ronaldo e Rivaldo, o melhor da Copa.

Rivaldo, o gênio calado.

Como Ademir da Guia e… Coutinho!

Ademir jogou mais que Cruyff, mas esqueceu de avisar.

Coutinho não foi Pelé, por impossível, e nunca esquentou a cabeça com isso.

Era tão sossegado que mal comemorou seus quase 400 gols que os fez “por obrigação contratual” e por ser “o seu serviço”.

Um grande abraço e obrigado por tudo, Coutinho!

Pelé e Coutinho: a melhor dupla da história do futebol. Disparado! 

Mais uma emblemática foto da maior dupla da história do futebol. E a camisa desbotada de Pelé? Outros tempos… 

E parabéns a toda a imprensa esportiva pelas homenagens algo que hipócritas prestadas a ele e a tantos outros que nos deixaram.

Aliás, por que a grande maioria de vocês só se lembra do craque de ontem quando ele… morre?

Deveria ser lei para os veículos um obrigatório pequeno espaço que seja aos que fizeram a história do esporte no Brasil.

Assistam ao monumental “Classics Sports” da TV americana e copiem.

Lá, são 24 horas diárias dos grandes momentos dos heróis esportivos do país em todas as modalidades.

O ótimo “Museu do Futebol” de São Paulo, em que Roberto Avallone e eu – justo nós! – fomos excluídos, a princípio, por alguma figura ordinária a “coordenar” e colher os depoimentos dos jornalistas, foi um grande avanço.

Mas “os de ontem” precisam de mais exposição e “respeito físico”.

Ou seja, que em cada rara entrevista em vida, em qualquer espaço da mídia, que nosso personagem da história receba algo em dinheiro, em produtos, em serviços médicos ou educacionais para filhos e netos.

Eles precisam, minha gente!

E merecem!

“Querem me entrevistar? Pois não, o cachê é de 15 mil dólares”, ouvi do rico argentino Carlos Bilardo, então jornalista na Copa de 98 em Paris, quando saudoso Alberto Léo e eu o convidamos para nossa “Mesa Redonda” em Lésigny, pela TV Manchete.

Imaginem vocês a já então cambaleante TV Manchete pagando cachê de US$ 15 mil a alguém por duas horas de bate-papo!

Ora, nem meus 15 mil reais “contratuais” pagaram.

“Mesa Redonda” em Lésigny, na França: Carlos Bilardo (em destaque na foto), não compareceu. É que queria um cachê “só” de US$ 15 mil por uma hora de programa. Oldemário Touguinhó é o último à direita, seguido por Édson Mauro, Paulo Stein e Milton Neves. Alberto Léo era o comandante da TV Manchete no Mundial, mas não aparece na imagem

Lésigny, em 1998: Oldemário Touguinhó, narrador Édson Mauro, Paulo Stein, Washington Rodrigues (o Apolinho) e Milton Neves

Mas Bilardo estava certo.

Quer história e audiência, então pague, remunere!

E chega de pagarmos em tristeza as notícias trágicas deste início de 2019.

Chega, já deu!

Opine!

Bolão do Miltão: São Paulo vence o Verdão e o Timão tropeça em casa…

Leia o post original por Milton Neves

Bolao-GIF-600

São Paulo 2 x 0 Palmeiras. O Tricolor, que não está jogando nada, pega outro time (que tem um elenco bem mais qualificado, mas que ainda não está jogando nem 50% do que pode), e ganha!

Ponte Preta 1 x 1 Guarani. Primeiro, que haja paz nos arredores do Moisés Lucarelli, isso é o mais importante. E, para não fugir à regra, o clássico de Campinas quase sempre empata. Então… E, falando no dérbi campineiro, um dos grandes meias do futebol brasileiro, já falecido, vestiu as camisas de ambos, após passar por diversos clubes, entre eles o Náutico, o Palmeiras e o Vasco. Clique aqui e veja sua página na seção “Que Fim Levou?”

Corinthians 1 x 1 Oeste. O Timão, em tese é favorito, principalmente depois da boa vitória contra o Vozão pela Copa do Brasil. Mas, sabem como é… Um tropeço em casa que me deixará muito triste…

Grêmio 0 x 2 Internacional. Em que pese o fato de o Gre-Nal ser na Arena do Tricolor, será o Inter o vitorioso do clássico que mexe com os corações dos gaúchos de Porto Alegre, da Serra e dos Pampas!

Fluminense 1 x 0 Botafogo-RJ. Só um golzinho, mas o time das Laranjeiras fatura!

Cabofriense 0 x 1 Vasco. De luto pela morte de Eurico Miranda, o Vasco soma mais três pontos no Carioca.

Flamengo 3 x 0 Volta Redonda. A zebra passará longe do Maracanã!

Tupi 1 x 2 Cruzeiro. A Raposa levará um susto mas consegue virar o placar, na “bacia das almas”…

Atlético-MG 2 x 0 América-MG. O maior clássico de Minas termina com vitória do Galo Mais Lindo do Mundo, óbvio!

Náutico 2 x 3 Santa Cruz. Clássico de arrepiar nos Aflitos!

Ceará 1 x 0 Fortaleza. Pela Copa do Nordeste, mesmo juntando os cacos da derrota para o Timão, o Vozão ganha do Fortaleza!

COLOQUE SEU E-MAIL NA MENSAGEM PARA CONTATO, OK? SOMENTE SERÃO VÁLIDOS PALPITES COM O E-MAIL, POIS DO CONTRÁRIO NÃO TEREMOS COMO NOS COMUNICAR COM O VENCEDOR.

Os palpites postados serão válidos até às 16h00 (horário de Brasília) deste sábado (16/03/2019)

ATENÇÃO: Apenas um prognóstico (com os respectivos placares completos) por participante, um único IP, ok? Aqueles que enviarem mais de um prognóstico não serão considerados. Os palpites que não tiverem e-mail para contato também não serão considerados. Favor escrever os nomes dos times da mesma forma que no post. Do contrário, não poderão ser validados. Portanto, não valerão palpites com abreviaturas, apelidos e sem acentos. Também só serão considerados palpites em uma única mensagem, ou seja, não valem palpites em duas mensagens (uma com alguns jogos e outra com outros). Vencerá aquele (a) que acertar mais jogos, mas em caso de empate, o ganhador será definido por sorteio.

E o felizardo (ou felizarda) vai receber em casa um par de calçado Rafarillo de acordo com a disponibilidade que o fabricante tem em estoque, não necessariamente igual aos exemplificados abaixo.

CLIQUE AQUI E ACESSE O SITE DA RAFARILLO

Sandra Cristina, ouvinte de Milton Neves há muitos anos, do time de “teletrinzistas”, com seu Rafarillo novinho em folha!

O Silas Lima, de Mesquita-RJ, venceu o Bolão na 31ª rodada do Campeonato Brasileiro e nos mandou a seguinte mensagem, com a foto acima: “Ontem recebi meu sapato Rafarillo (muito lindo, por sinal) em minha casa. Ficamos muito felizes com o brinde. Minha filha vai casar em janeiro/2019 e vou usá-lo nesta data super especial. Muito obrigado, meu e da minha família pela atenção,  respeito e honestidade do processo do bolão Milton Neves!! Abraços, Silas Lima.”

Milton Rafarillo red

As hilárias revelações de Elano sobre Barcelona 4 x 0 Santos

Leia o post original por Milton Neves

Foto: YOSHIKAZU TSUNO/AFP (via UOL)

Sete anos após o massacre do Barcelona para cima do Santos, na final do Mundial de Clubes de 2011, Elano, meia do Peixe naquela partida, decidiu quebrar o silêncio e revelar ao site Yellow and Green Football alguns detalhes daquela fatídica noite em Yokohama.

Elano disse que, quando o placar já estava decidido, ele mesmo chegou bem perto de Messi e pediu:

Pelo amor de Deus, deem uma aliviada para a gente.

E o craque argentino respondeu:

Vamos ficar com a bola. Se vocês não jogarem, nós vamos.

Imaginem só o desespero…

Mas o pior mesmo foi a “intuição” de Pará.

Logo após um ataque santista, no início do jogo, o lateral, que também estava no banco de reservas, olhou para Elano e previu:

Irmão, será o nosso dia!

Na jogada seguinte, o Barcelona abriu o placar e o final desta história todo mundo já conhece.

Gente, ler isso tudo hoje em dia até que é engraçado.

Mas jamais esquecerei da raiva que passei lá no belíssimo Yokohama Stadium.

Por causa daquele “chocolate”, tenho birra do Barcelona até hoje…

Milton “Neymar” Neves no Yokohama Stadium, em 18 de dezembro de 2011

Opine!

Apito ajuda, Manoel atrapalha e Timão vence o Ceará…

Leia o post original por Milton Neves

Foto: UOL

Ceará 1 x 3 Corinthians.

A peleja começou atrasada em 20 minutos, pois choveu a cântaros na capital cearense, e o árbitro aguardou um pouco para dar o sinal verde para o início do confronto de ida na Copa do Brasil ente o Vozão e o Timão.

Logo aos 9 minutos de bola rolando na grama molhada, Clayson cruzou da esquerda e o argentino Boseili, em impedimento (milimétrico, é verdade), tocou de bandeja de cabeça para Júnior Urso, que também de cabeça, abriu o placar no Castelão.

Mas, a justiça foi feita logo depois, aos 21, quando o Vozão empatou, de pênalti, com Juninho.

O pênalti, e não um PÊNALTI de letras garrafais, aliás, infantilíssimo, foi cometido por Manoel, que tem tudo para entrar para a história como um dos piores zagueiros da história corintiana.

Carille está sendo paciente ou teimoso com Manoel?

Ou é falta de opção melhor?

E, vejam só…

Vagner Love (foto) sofreu um pênalti e o juizão não marcou, ainda no primeiro tempo…

Ah, o apito que ajuda às vezes atrapalha…

Mas, o mesmo Vagner Love aproveitou ótimo passe de Sornoza para fazer o segundo gol corintiano, aos 19 minutos do segundo tempo.

E não acabou nisso, pois Jadson, que entrou no lugar de Sornoza, fechou a conta pró-Timão.

Agora, só uma zebraça pode impedir o avanço corintiano na Copa do Brasil, pois pode perder até por um gol de diferença no joga de volta, em Itaquera.

PELA LIBERTADORES…

Flamengo 3 x 1 LDU

Segundo jogo e segunda vitória rubro-negra na Libertadores, após triunfar sobre o San José na Bolívia por 1 a 0.

Diego recebeu passe de Renê pela esquerda e tocou para Éverton Ribeiro, que mandou rasteirinho no canto direito da meta equatoriana.

A LDU poderia ter empatado no primeiro tempo, mas Diego Alves defendeu uma cobrança de pênalti.

No segundo tempo, Gabigol e Uribe fizeram mais dois e no “apagar das luzes” a LDU descontou com o seu Borja, um Borja que marca gol…

Vai bem o Mengo, por enquanto…

Internacional 2 x 0 Alianza Lima.

E o Colorado, hein?

Com o tradicional “mar vermelho” no Beira-Rio, ótima vitória sobre o time peruano, dois gols de Nico López, ambos na primeira etapa, aos 7 e aos 19 minutos. O primeiro, um golaço, de fora da área e o segundo contando com desvio de adversário.

É bom de bola esse uruguaio.

Segunda vitória em dois jogos do Inter na Libertadores.  Venceu fora o Palestino.

Ainda bem que a diretoria colorada não se precipitou com o começo titubeante do time de Odair Hellmann no Gauchão!

O Inter vai todo “pimpão” para o Gre-Nal no próximo domingo, afinal o Grêmio deu vexame em casa contra o Libertad, por 1 a 0, também pela Libertadores, no jogo disputado na terça-feira.

OPINE!

CR7, nunca mais tente imitar R10! Jogue bola com seu talento nato!

Leia o post original por Milton Neves

Cristiano Ronaldo assombrou o mundo na última terça-feira (12), ao “destroçar” o Atlético de Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões.

Mas, no vídeo abaixo, confira o mico que o português pagou ao tentar imitar Ronaldinho Gaúcho, quando ainda jogava pelo Real Madrid:

Não relembro este lance para desmerecer o genial CR7, é claro.

Mas só para lembrar que os craques também pisam na bola, têm suas limitações e seus dias ruins!

Em tempo, apenas dois jogadores conseguiam, com maestria, olhar para um lado e tocar para o outro: Ronaldinho Gaúcho, é claro, e o grande Mário Sérgio Pontes de Paiva.

Mas, falando sobre os craques atuais, faço a você, amigo internauta, uma pergunta completamente INÉDITA!

Você prefere Cristiano Ronaldo ou Messi?

Opine!

Goulart, Scarpa e apito comandam goleada alviverde!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: NELSON ALMEIDA / AFP (via UOL)

Palmeiras 3 x 0 Melgar

No belíssimo Allianz Parque, absolutamente nenhuma surpresa: goleada do milionário Palmeiras para cima do modestíssimo Melgar, do Peru.

Pelo andar da carruagem, o Palmeiras será “campeão” da primeira fase da Libertadores, como no ano passado.

Aí, se não der bobeira como contra o Boca, levará o bi com um pé nas costas.

E, quem sabe, o tão sonhado Mundial…

E os grandes destaques do Palmeiras na partida foram Goulart e Scarpa, que, com muita classe, dominaram o setor ofensivo alviverde.

Mas preciso destacar também a interferência do apito no duelo.

Afinal de contas, com 1 a 0 no placar, Felipe Melo deu um carrinho por trás completamente desnecessário, que merecia – e muito – cartão vermelho!

O Verdão, é claro, venceria mesmo assim.

Só que teria mais dificuldade, não é mesmo?

Enfim, difícil imaginar que algum clube possa parar o Alviverde nesta Liberta!

Você apontaria algum?

Concorda?

Opine!