Todos os posts de Milton Neves

Bolão do Miltão: Fla tropeça, Verdão ganha e Peixe leva a melhor no San-São

Leia o post original por Milton Neves

Bolao-GIF-600

CAMPEONATO BRASILEIRO – 33ª RODADA

Santos 1 x 0 São Paulo. Convenhamos, o Peixe não fará nada mais que sua obrigação diante do desanimado Tricolor na Vila Belmiro.

Fluminense 0 x 1 Atlético-MG. O Tricolor das Laranjeiras sempre treme quando enfrenta o Maior de Minas. Vitória tranquila!

Grêmio 2 x 1 Flamengo. Abalado pelo nó tático de Luxa, o Fla tropeçará também contra o Grêmio. Falando no confronto… Um ótimo e pé quente meia conseguiu vencer a Libertadores da América com as camisas do Flamengo, em 1981, e do Grêmio, em 1983. Sabe de quem estou falando? Clique aqui e conheça a sua página na seção “Que Fim Levou?”

Bahia 0 x 1 Palmeiras. O Tricolor de Aço faz ótimo Brasileirão, mas o Verdão de Mano dará sorte lá na Fonte Nova.

Corinthians 2 x 1 Internacional. O Timão, com nova postura sob o comando técnico de Coelho, levará a melhor diante do Colorado.

Chapecoense 1 x 1 Ceará. A já rebaixada Chape atrapalhará a vida do Vozão…

Athletico Paranaense 2 x 0 Botafogo. O Glorioso seguirá muito ameaçado pelo rebaixamento.

Fortaleza 2 x 0 CSA. O duelo praticamente definirá a permanência do Fortaleza na Série A e a queda do CSA para a Série B.

Vasco 2 x 1 Goiás. Mais um excelente resultado do Cruzmaltino do ótimo Vanderlei Luxemburgo.

Cruzeiro 2 x 0 Avaí. A Raposa respirará após o duelo contra o já rebaixado time catarinense.

COLOQUE SEU E-MAIL NA MENSAGEM PARA CONTATO, OK? SOMENTE SERÃO VÁLIDOS PALPITES COM O E-MAIL, POIS DO CONTRÁRIO NÃO TEREMOS COMO NOS COMUNICAR COM O VENCEDOR.

Os palpites postados serão válidos até 17h00 (horário de Brasília) deste sábado (16.11.2019).

ATENÇÃO: Apenas um prognóstico (com os respectivos placares completos) por participante, um único IP, ok? Aqueles que enviarem mais de um prognóstico não serão considerados. Os palpites que não tiverem e-mail para contato também não serão considerados. Favor escrever os nomes dos times da mesma forma que no post. Do contrário, não poderão ser validados. Portanto, não valerão palpites com abreviaturas, apelidos e sem acentos. Também só serão considerados palpites em uma única mensagem, ou seja, não valem palpites em duas mensagens (uma com alguns jogos e outra com outros). Vencerá aquele (a) que acertar mais jogos. Em caso de empate, será considerado (a) vencedor (a) aquele (a) que tiver feito sua postagem há mais tempo (dia e horário) para o post em questão.

E o felizardo (ou felizarda) vai receber em casa um par de calçado Rafarillo de acordo com a disponibilidade que o fabricante tem em estoque, não necessariamente igual aos exemplificados abaixo.

CLIQUE AQUI E ACESSE O SITE DA RAFARILLO

Este é o João Batista Costa, de Guará (Brasília-DF), vencedor do Bolão na 23ª rodada do Campeonato Brasileiro

Calçado Rafarillo que chegou para o MasterChef Érick Jacquin

ABAIXO, O GOLEIRO EVERSON, DO SANTOS FUTEBOL CLUBE, MOSTRANDO OS PRESENTES QUE RECEBEU DA RAFARILLO

O jornalista Ademir Quintino recebeu um par de sapatos Rafarillo com uma placa personalizada em julho de 2019. “Surpresa mais que agradável. Obrigado Rafarillo Calçados pelo presente. Agradeço ao querido Milton Neves, ícone do radio-jornalismo esportivo deste país, pois foi através deles que pude conhecê-los. Adorei a placa personalizada e o conteúdo da mensagem. Mandarem bem demais”, escreveu Ademir Quintino em postagem feita em seu Facebook

ABAIXO, MENSAGEM DO VELLOSO, QUE RECEBEU UM LINDO RAFARILLO

Estes são Alex e Luciano, do Rancho 53, com seus sapatos Rafarillo. À direita, foto do calçado Rafarillo da Camila, da Band

Os calçados Rafarillo recebidos pelo Alemão do Rancho Português

Milton Rafarillo red

4 x 4: Vasco e Luxa gigantes calam Fla e Jesus!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Flamengo 4 x 4 Vasco da Gama

Falar que esse foi o jogo do ano é chover no molhado.

Além de tudo, foi a maior partida do Vasco da Gama e de Vanderlei Luxemburgo nos últimos tempos.

Dois gigantes do futebol brasileiro que, contrariando todos os prognósticos, calaram os empavonados Flamengo e Jorge Jesus.

Sim, o Rubro-Negro se portou em campo como se pudesse vencer a partida a qualquer momento.

Principalmente após o gol-relâmpago de Everton Ribeiro, aos 38 segundos de bola rolando.

Mas a imprevisível virada-relâmpago do Vasco foi o que apimentou o clássico no Maracanã.

Depois disso, o duelo ficou franco, com as duas equipes atacando como se não precisassem defender.

Foi bonito de ver.

Lembrou as deliciosas e saudosas partidas do nosso futebol nos anos 50, 60 e 70.

E por falar nas décadas de ouro do nosso futebol, o rubro-negro Bruno Henrique parece ter nascido naquela época, não é verdade?

Nenhum jogador brasileiro em atividade tem encantado mais do que ele.

O atacante não deve apenas ser convocado por Tite, como merece também ser titular da equipe e ter as mesmas regalias de Neymar, não é mesmo?

Bom, no fim das contas, o modorrento Brasileirão dos pontozzzzz corridozzzzz já está mesmo decidido, é verdade.

Mas, com esse ótimo Flamengo x Vasco, até que deu para matar um pouco a saudade do nosso querido e amado mata-mata.

Concordam?

Opine!

Sem mata-mata, emoção mesmo apenas na luta contra o Z-4!

Leia o post original por Milton Neves

Mais um Brasileirão chegando ao fim e, novamente, emoção, mas emoção MESMO, apenas na parte de baixo da tabela de classificação.

Muito pouco para um campeonato tão importante, não é mesmo?

Por isso que temos que voltar urgentemente com o mata-mata no Nacional.

Caso contrário, o Campeonato Brasileiro corre sério risco de morrer ou de desaparecer.

Bom, mas a briga contra o Z-4 está realmente empolgante.

Chapecoense e Avaí, infelizmente, já estão com os dois pés na Série B de 2020.

O CSA, por sua vez, está com um pé e nove dedos na segundona do ano que vem.

Logo, sobra praticamente uma vaga para Fluminense, Cruzeiro, Ceará ou Botafogo.

E aí, quem será o “premiado”?

De acordo com o site “Chance de Gol”, quem tem a maior chance de cair é o Fluminense (32.5%).

Na sequência, ainda de acordo com o “Chance de Gol”, vem o Cruzeiro (30,7%), o Botafogo (21,5%) e o Ceará (14,7%).

Veja abaixo a tabela formulada pelo site “Chance de Gol”:

E então, amigo internauta, analisando os números, quem você acha que vai disputar a Série B no ano que vem?

E reze muito, mas muito mesmo, pela volta do mata-mata!

E urgente!

Opine!

Como você avalia o primeiro ano do VAR no Brasileirão?

Leia o post original por Milton Neves

Foto: CBF

Com “atraso secular”, o VAR fez a sua estreia no Campeonato Brasileiro neste ano.

Mas, claro, o recurso tecnológico definitivamente não encerrou as discussões pós-rodada sobre as decisões da arbitragem.

Pelo contrário, parece até que o debate se intensificou.

Bom, mas no frigir dos ovos, apesar de todas as polêmicas, vejo com bons olhos esta temporada de estreia do árbitro de vídeo em nosso campeonato nacional.

É claro que os “homens de preto” ainda estão em processo de adaptação.

Mas creio que logo eles vão conseguir “pegar a embocadura” do novo instrumento.

No entanto, claro, muita gente é contra o recurso.

Incluindo Arnaldo David Cezar Coelho, um dos maiores nomes dentre os comentaristas de arbitragem do Brasil.

Acompanhe abaixo o que Arnaldo publicou na última segunda-feira (11) em seu Twitter:

“Devem estar ‘enVARgonhados’ os defensores do ‘negócio VAR’. O segundo gol do Inter contra o Flu foi usado o cotovelo antes do gol, cinco minutos revisando e não viram nada”, disparou o ex-comentarista da Globo.

Dias antes, o ex-árbitro tinha publicado outras críticas ao VAR em seu Twitter:

“Só os interessados no ‘negócio VAR’ não aceitam que está tudo errado na sua aplicação. Para e começa tudo de novo. Os iniciais defensores do VAR estão envergonhados pois achavam que acabariam as polêmicas, pelo contrário, elas aumentaram”, desabafou.

Bom, mas e você, amigo internauta, o que tem achado da temporada de estreia do VAR no Brasileirão?

Tem sido uma experiência positiva?

Ou você não aprova o recurso?

Opine!

Cirúrgico Abel por Jesus e atrasado Felipão por Mano!

Leia o post original por Milton Neves

Fotos: Alexandre Vidal/Flamengo e Cesar Greco/Palmeiras

Foi uma troca muito questionada na época.

Inclusive por mim.

Verdadeiramente, não achei justa a demissão de Abel Braga em maio deste ano.

E também não botava muita fé no treinador português que flertou com Vasco da Gama e Atlético-MG no primeiro semestre de 2019.

Mas, claro, agora não é possível negar o óbvio.

O Flamengo realmente acertou em cheio na contratação de Jorge Jesus, que tem números “assustadores” no comando técnico do Rubro-Negro.

Mas saibam que, além de tudo, o clube da Gávea contou com certa dose de sorte no Brasileirão deste ano.

É que, se o Palmeiras não tivesse esperado tanto para promover a troca de Luiz Felipe Scolari, de números pífios, por Mano Menezes, o título certamente ainda estaria indefinido.

Mano, no tempo disponível, fez o que pôde e, com ele, o Verdão teve “campanha de campeão”.

Ou seja, venceu o Brasileiro deste ano o clube que percebeu mais rapidamente a necessidade de mudança em seu comando técnico.

Mais um golaço da nova e ótima diretoria do Flamengo.

E uma excelente lição para os lentíssimos cartolas do Palmeiras.

Opine!

Contagem regressiva para o hexa do Mengão!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Flamengo 3 x 1 Bahia

Ah, coitadinho do Bahia…

Merecia melhor sorte no Maracanã diante do embaladíssimo líder Flamengo.

Encheu tricolores e palmeirenses de esperança após chegar ao intervalo vencendo por 1 a 0.

Mas não tem jeito, o time comandado por Jorge Jesus vive mesmo fase iluminada.

Na etapa final, só deu Flamengo, que balançou as redes do bom goleiro Douglas por três vezes, com o trio Reinier, Bruno Henrique (melhor jogador brasileiro em atividade no mundo) e Gabigol.

Bom, agora realmente só resta esperar.

Já começou a contagem regressiva para o hexa do Mengão.

Sim, hexa, já que 1987 é do Sport e de mais ninguém!

Certo?

Opine!

SP está igual criança birrenta: vive apanhando em casa!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Rubens Chiri/São Paulo Futebol Clube

São Paulo 0 x 1 Athletico Paranaense

Responda com sinceridade.

O que tem sido mais chato ultimamente:

1 – Dormir em um quarto abafado lotado de pernilongos?

2 – Fila de supermercado em cidade praiana em véspera de Ano Novo?

3 – Topar com o dedinho na quina?

4 – Ou assistir aos jogos do São Paulo Futebol Clube?

Olha, meus amigos, as três primeiras opções são realmente insuportáveis.

Mas a quarta está tirando do sério até mesmo o mais sereno monge budista.

É impressionante como o Tricolor, mesmo no Morumbi, joga como se estivesse em uma pelada de fim de ano, com uma lata de cerveja em uma mão e um cigarrinho na outra.

E a patética atuação diante do esperto Athletico Paranaense causou a segunda derrota consecutiva do São Paulo em seu estádio.

Uma vergonha para quem está buscando uma das concorridíssimas vagas no G-4 do Brasileirão.

E, quando da derrota para o Flu, falei aqui que Fernando Diniz já estava “balançando” no cargo e fui criticado por muitos torcedores.

E agora, será que o treinador segue “prestigiado” pelos cartolas tricolores?

Duvido muito, apesar de gostar do trabalho do jovem treinador.

E o Tiago Volpi, hein?

Ótimo goleiro, mas não se toma um gol como esse, não é verdade?

Bom, mas são coisas que acontecem…

E você, amigo internauta, o que achou da nova derrota são-paulina no Morumbi?

E Fernando Diniz, balança?

Opine!

Verdão, que talvez seja vice, se livra de vexame maior contra o Timão…

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Facebook do Corinthians

Palmeiras 1 x 1 Corinthians.

E o Verdão se livrou, no apagar das luzes, de um vexame maior contra o Timão, jogando empurrado por sua torcida no Pacaembu.

Depois de um primeiro tempo melhor do Palmeiras, embora com a pontaria pra lá de furada, e com o Corinthians inclusive levando perigo em dois lances, a etapa final reservou fortes emoções.

Aos 28 minutos foi marcado pênalti para o Palmeiras.

O VAR enxergou toque bola na mão de Manoel.

Isso mesmo, bola na mão, não havia meio do defensor alvinegro estar com o braço em outro lugar.

Mas, se o VAR aprontou, Walter também quis mostrar serviço e acertou o canto na cobrança de Scarpa.

E, quando tudo se encaminhava para um 0 a 0, Michel fez o gol alvinegro, para desespero da torcida alviverde no Pacaembu que, no final das contas, sempre foi a casa corintiana! Isso, aos 47 minutos…

Então, para dar aquela emoção, Bruno Henrique deixou tudo igual e impediu o vexame maior, dois minutos depois…

É fato que, embora a campanha numérica do Alviverde seja muito boa, a diferença de futebol apresentada em relação ao campeão Flamengo é abissal.

Palmeiras vai fechar a rodada com 10 pontos atrás do Mengo, porque neste domingo o time de Jorge Jesus ganha do Bahia.

Aí, é só o Rubro-Negro botar na “banguela” para logo garantir o título matematicamente.

Ao Verdão resta lutar para ser vice, o que não será fácil se o Peixe continuar jogando bem como está!

Aliás, falando no Peixe, clique aqui e veja o post sobre a vitória santista sobre o Goiás por 3 a 0.

E o Timão, hein?

Estava mesmo “empacado” com Carille, não é mesmo?

Já melhorou com Coelho e vai melhorar ainda mais com Tiago Nunes no ano que vem!

OPINE!

Sampaoli, fique, por favor! O Peixe é muito forte com você!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Ivan Storti/Santos F.C

Goiás 0 x 3 Santos.

No Serra Dourada, passeio do Santos.

O time de Sampaoli foi muito superior ao Esmeraldino neste sábado (9) para chegar aos 64 pontos, ainda sonhando com o vice-campeonato, que é o que resta, pois o Fla já levou esse Brasileirão, claro, e a luta pelo honroso segundo lugar está entre o Santos e o Palmeiras.

Será bem complicado para o Peixe uma eventual e provável saída do treinador argentino, cobiçado por aqui e também fora do Brasil.

Fica, Sampaoli, o Santos está muito bem com você no comando!

O primeiro gol aconteceu aos 25 minutos do primeiro tempo. Depois de cruzamento de Marinho pela direita, Jean Mota desviou e Yago Felipe afastou. Soteldo surgiu pela esquerda da grande área e arrematou no ângulo, um golaço.

O segundo foi de Marinho, que dominou após receber de Soteldo, aos 15 do segundo tempo. Soteldo marcou o terceiro aos 28, após cruzamento de Marinho.

Tadeu, ou “Tadeus”, como já ficou conhecido, o goleiro do Goiás novamente se destacou, evitando um placar ainda maior…

Sobre Sampaoli…

Você acha que ele deve ficar no Santos?

Se sair, qual o seu palpite?

OPINE!

Ué, técnico que só ataca não era Cacique Apache?

Leia o post original por Milton Neves

Estou na área do futebol há quase 60 anos, desde Muzambinho-MG.

Como ouvinte de rádio, leitor de jornal emprestado, telespectador na casa do vizinho ou como jornalista-jornalista mesmo de tantas mídias e veículos, de 1970 para cá.

E lá, desde minha tenra idade, em Minas, passei a ser santista graças ao Pagão (1934 – 1991), o primeiro grande 9 de Pelé.

É que o saudoso frei holandês Rafael Zevenkoven, vigário da Igreja de São José de Muzambinho, dizia sempre no seu “sermão para a juventude”, aos domingos, 8h, que ninguém podia morrer pagão.

O Frei Rafael Zevenkoven, que por muitos anos foi vigário da Igreja de São José de Muzambinho

E como eu morria de medo de ir morar naquele condomínio tão quente, resolvi “me proteger” no time do Pagão, o Santos FC.

E descobri o Pagão e o futebol por acaso, quando meu primo Humberto e um primo dele, Milton Vânius, estavam ouvindo Santos x Palmeiras na decisão do Super-Campeonato Paulista de 1959, já no início de 1960.

Não gostei do jogo e dos estalos da irradiação da Tupi na salinha do rádio-gaiola de minha avó Beatriz e fui chupar jabuticaba no fundo da horta.

Detalhe: jabuticaba no pé, direto, porque jabuticaba de feira é igual camisinha: até resolve, mas não é a mesma coisa.

Uns 30 minutos depois voltei para a salinha e encontrei o Humberto e o Milton tristes.

Perguntei o motivo e eles disseram: “O Santos perdeu”.

Havia sido 2 a 1 para o campeão Palmeiras, de virada.

E quis saber, de curioso, de quem era o Pagão, cujo nome me chamou a atenção.

Quando disseram que Pagão era do Santos, disse então que daquele dia em diante eu seria do Santos e ficaria livre de morrer desprotegido pelo Frei Rafael Zevenkoven.

Pagão ensinou muito aos garotos Coutinho (esq.) e Pelé (dir.)

Então aí o por quê de ter descoberto esse troço chamado futebol e todos os seus atores como rádio, TV, jornal, “A Gazeta Esportiva”, locutores, repórteres e comentaristas.

Não jogava nada, mas virei um dos mais obsessivos torcedores de minha terra.

Comia e dormia com o meu radinho GE de plástico creme e capa de couro marrom que ganhei de minha tia Antonia em longas prestações.

Ele foi minha universidade, companheiro inseparável.

E nele tanto ouvi Fiori Gigliotti, Flávio Araújo, Haroldo Fernandes, Jorge Curi, Alfredo Orlando, Ávila Machado, Juarez Soares, Ethel Rodrigues, Roberto Silva, Mário Moraes (o maior), Geraldo Bretas, Lucas Neto, Vitor Moran, Ênnio Rodrigues, Mauro Pinheiro e tanta gente boa.

Anos e anos ouvindo e aprendendo.

E todos eles, eu disse TODOS, criticavam os “técnicos românticos” que só pensavam em atacar.

“O único que pode só atacar é o Santos, porque só tem gênios, mas o resto tem que abandonar o ‘sistema de jogo’ dos índios que atacam a cavalaria americana com flechas e peito aberto contra rifles e metralhadoras do carroção”, bradavam meus ídolos.

Pois o tempo passou, muitas táticas foram inventadas, como em 1974 pela Holanda, acabou o 4-2-4 bem antes e atualmente nossos analistas só elogiam os dois “apaches” Jorge Jesus e Jorge Sampaoli.

São os queridinhos da imprensa “porque são destemidos e não medrosos como Fábio Carille e outros menos votados”.

Afinal, minha gente, precisamos entrar em um acordo.

O Carille, o Felipão, o Parreira, o Mano e o Milton Buzetto, lá atrás, sempre foram retranqueiros e burros, ao contrário dos técnicos “apaches” Jesus e Sampaoli, atacantes ousados?

E aí, dona imprensa de ontem e de hoje, quem escala melhor: time fechado que contra-ataca ou time flutuante que só ataca como o Flamengo e o Santos?

Urge coerência até para os gênios do microfone que estão no céu.

Opine!