Todos os posts de Milton Neves

Falhas do São Paulo deixam a torcida com a “pulga atrás da orelha”…

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Divulgação

Eintracht Frankfurt 2 x 1 São Paulo

Não foi  boa a estreia do Tricolor na Florida Cup.

Ainda que tenha sido apenas a primeira das muitas partidas que o time de André Jardine disputará em 2019, alguns erros deixaram a torcida com a “pulga atrás da orelha”.

Na etapa inicial, logo aos 9 minutos, o estreante goleiro Tiago Volpi jogou na fogueira para Bruno Peres, e este se atrapalhou mais ainda, perdeu o domínio da bola e acabou derrubando o adversário na grande área. Pênalti indiscutível para o time alemão.

Rabic fuzilou no meio do gol são-paulino e abriu o placar para o Eintracht Frankfurt.

O Tricolor até criou algumas chances, mas abriu espaço e os alemães quase ampliaram.

Aí, no 2º tempo, aos 10 minutos, Nenê, que entrou após o intervalo, empatou o placar, após boa jogada de Liziero.

Porém, aos 19, lambança entre o goleiro Jean (que entrou no lugar de Tiago Volpi) e Igor Vinicius, que fez contra…

Culpa maior de Jean, que saiu afoito demais após cruzamento da esquerda.

Mau entrosamento da defesa, típico de começo de temporada.

E, no final, o Eintracht ainda poderia ampliar, caso o árbitro tivesse assinalado um outro pênalti.

PÊNALTI, aliás, com letras garrafais mesmo, claríssimo!

Saldo positivo nesta avant-prèmiere do São Paulo: Hernanes, que obviamente vai colocar qualidade no meio-campo, e o garoto Helinho, muito bom de bola, que emplacará, podem estar certos.

E Nenê, que terminou mal o ano de 2018, parece que começou a temporada com bastante ânimo.

Porém, as falhas deixaram claro que o treinador são-paulino terá bastante trabalho para fazer este bom elenco engrenar.

Resta saber se a cúpula tricolor terá paciência com ele, caso isso não aconteça rapidamente…

Ajax 2 x 2 Flamengo (4 a 3 nos pênaltis)

O Mengo, que ainda não está com sua “plêiade” de estrelas, precisou buscar a igualdade no placar por duas vezes.

Aos 15 minutos do primeiro tempo, o veterano Huntelaar tabelou com Cerny pela esquerda e bateu rasteiro, no canto direito de Diego Alves, que nada pôde fazer.

Mas a alegria dos holandeses durou pouco, exatos três minutos…

Uribe recebeu a bola de Everton Ribeiro e tocou por cobertura, deixando tudo igual no Orlando City Stadium.

Mas o Ajax voltou a comandar o placar aos 31, quando Zacaria Labyad (que não é trapalhão) fez o segundo gol, belo tento aliás, após uma bem tramada troca de passes.

O Mengo não esmoreceu e foi atrás do empate aos 42, novamente com o colombiano Uribe, que aproveitou o rebote do goleiro Lamprou, após arremate de Diego.

O Ajax teve uma chance de ouro nos acréscimos, quando a trave salvou a meta rubro-negra.

A partida foi para os pênaltis, pois o regulamento prevê este recurso para que um ponto de bonificação aconteça.

Nas cobranças, melhor para o Flamengo, que levou dois pontinhos (um pelo empate e outro pela vitória nos pênaltis).

Quando Abel Braga tiver todos os seus estrelados jogadores, claro, este time tem tudo para “nadar de braçadas”.

Aguardemos, pois…

OPINE!

Qual ídolo você gostaria que seu clube trouxesse de volta?

Leia o post original por Milton Neves

Fotos: UOL

Em um período de tantas negociações e também boataria no mercado da bola, vale a pergunta:

Qual ídolo, seja jogador ou treinador, que já defendeu seu clube de coração, você gostaria de ver novamente para um bom “remake”?

O São Paulo tem longa tradição em vender e depois comprar novamente…

Há, pelos lados do Morumbi, uma dificuldade danada em se “desapegar” dos seus ídolos…

Raí, Kaká, Luis Fabiano, Lugano e Hernanes são alguns exemplos… A lista é enorme…

O Corinthians também já utilizou a tática do “vale a pena ver de novo” com Marcelinho Carioca e Neto, isso  sem falar nos técnicos, Oswaldo Brandão, Tite e Carille…

O Palmeiras também teve a história do “bom filho a casa torna”, como Luis Pereira, Leão. Edmundo, Valdívia e o técnico Felipão.

Os cariocas também têm histórias assim, com grandes nomes.

Zico retornou ao Flamengo depois de jogar na Udinese e Júnior também, após vestir as camisas do Torino e do Pescara. Roberto Dinamite voltou rápido do Barcelona para o Vasco (e na sua reestreia marcou “só” cinco gols contra o Corinthians, no Maracanã).

A relação de “idas e vindas” é extensa, como Robinho no Santos,  Dunga no Inter, Paulo Nunes no Grêmio, Sorín no Cruzeiro, Éder Aleixo no Galo e Bobô no Bahia, e certamente você tem algum nome para lembrar.

Bom, mas e hoje?

Será que os corintianos ainda sonham com Carlitos Tévez?

Os são-paulinos aguardam ansiosamente por uma nova temporada de Rogério Ceni como treinador e Alexandre Pato para o comando do ataque?

Os palmeirenses ainda dariam uma chance ao chileno Valdívia e os santistas se encantariam novamente com as pedaladas de Robinho?

OPINE!

Flamengo está pondo medo até no Palmeiras!

Leia o post original por Milton Neves

É, pessoal, parece que a nova diretoria do Flamengo está mesmo disposta a acabar com a tal piada do “cheirinho”, que tanto divertiu seus rivais nos últimos anos.

O Mengão, que já tinha um elenco muito bom – afinal, é o atual vice-campeão do Brasileiro -, está agora ainda mais “vitaminado”.

Afinal, as chegadas de Arrascaeta e de Gabigol mudam o patamar de qualquer time do futebol brasileiro, não é mesmo?

E se o Dedé acertar como clube da Gávea, então?

Aí, minhas amigas e meus amigos, é para botar medo até mesmo no poderoso Palmeiras!

Certo?

Opine!

Superioridade financeira dos brasileiros não garante sucesso na Liberta!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Thanassis Stavrakis AP/Photo (via UOL)

DO BLOG DO MARCONDES BRITO (CLIQUE AQUI E CONHEÇA)

Com raras exceções, poucos clubes brasileiros têm dinheiro em caixa para reforçar seus elencos.

O Fluminense, por exemplo, adotou teto salarial de R$ 150 mil para as novas contratações e isso tem dificultado negociações.

E, dentre as exceções, estão Flamengo e Palmeiras.

O Verdão fechou 2018 com receitas acima de R$ 650 milhões.

O Flamengo prevê faturar R$ 680 milhões em 2019.

Os dois aparecem nas listas das 1.000 maiores empresas do Brasil.

O curioso é que, aqui no Brasil, gasta-se muito mais do que em outros países da América do Sul.

De acordo com a Pluri Consultoria, os 20 clubes que disputam a 1ª divisão colombiana, juntos, faturam o mesmo que o Flamengo.

Os 18 chilenos, menos que o São Paulo; os 12 do Equador são iguais ao Santos; e os 16 do Uruguai estão ali, equivalentes a um Vasco da Gama.

A pergunta que não quer calar é: por que nós, brasileiros, com tanta superioridade financeira, não conseguimos ganhar a Libertadores todos os anos?

Opine!

O Palmeiras já perdoou a Federação Paulista?

Leia o post original por Milton Neves

Foto: THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO (via UOL)

O dia 8 de abril de 2018 durou muito mais do que 24h.

Afinal, toda polêmica envolvendo a decisão do Paulista entre Palmeiras e Corinthians rendeu assunto pelo menos até o dia 19 de setembro do mesmo ano, quando o Alviverde desistiu de recorrer da decisão do STJD, que manteve o Timão como campeão do polêmico Estadual.

Mas, claro, todo mundo se lembra dos discursos dos cartolas palestrinos após o ocorrido.

Mauricio Galiotte, por exemplo, pediu para o palmeirense “esquecer o Paulistinha”: “Nós vamos esquecer Campeonato Paulista, esquecer Federação Paulista e vamos treinar. Estamos na Libertadores, temos um grande elenco, uma condição financeira equilibrada. Vamos lutar por coisas maiores”, esbravejou à época.

Depois disso, todos esperavam que o Palmeiras não desse a mínima para o Estadual desse ano, já que seu presidente afirmou que o clube tem que “lutar por coisas maiores”.

Mas, para a surpresa geral, Alexandre Mattos garantiu recentemente que o Verdão jogará o Paulista “com o que tem de melhor”.

Ué, será que o Palmeiras já perdoou a Federação Paulista de Futebol?

Por todo discurso do ano passado, o Verdão não tinha “obrigação” de jogar o Paulistão com o time reserva?

Opine!

Os Reis do futebol!

Leia o post original por Milton Neves

Hoje, 6 de janeiro, é comemorado o Dia de Reis.

Segundo o relato bíblico, foi nesta data que o Menino Jesus recebeu presentes simbólicos de Belchior, Gaspar e Baltazar.

É uma data repleta de tradições e simpatias diferentes pelo mundo.

Mas, como o assunto aqui é o futebol, eu quero saber de você, amigo internauta: quem são os três Reis Magos do esporte bretão?

Ou seja, qual é o seu “top 3” do futebol mundial em todos os tempos?

Bom, a minha lista todo mundo já conhece: Pelé, Pelé e… Pelé!

E a sua, qual é?

Opine!

Os golaços da semana!

Leia o post original por Milton Neves

Sim, meus amigos, continuamos sem bola rolando para valer nos gramados do Brasil.

Copinha já temos, é verdade.

Mas, por enquanto, nada de Estaduais…

E não é que, mesmo assim, tivemos alguns golaços acontecendo no país nos últimos dias?

Para quem estava tão mal acostumado com primeira-dama simplória, desantenada, decorativa ou até com a ausência de uma, no dia 1º de janeiro o Brasil conheceu Michelle Bolsonaro, que quase empatou com o presidente.

Um golaço!

Assim como um golaço foi a volta de Hernanes ao São Paulo, oficializada no último sábado (29).

E esse não foi o único dos cartolas são-paulinos nesta janela de transferências.

As chegadas de Pablo e de Tiago Volpi também já tinham sido verdadeiras pinturas.

Aposto que, nesse ano, o jejum tricolor acaba!

O SPFC levará pelo menos o Paulista, ou a Copa do Brasil ou, quem sabe, até mesmo o Brasileirão.

Dependerá do interesse do Palmeiras nessas competições.

Verdão que não marcou ainda nenhum golaço na janela de transferência atual.

E nem precisa…

Mas, segue sonhando com Ricardo Goulart, que seria um gol de bicicleta no último minuto da final da Libertadores.

A contratação do ótimo Rodrigo Caio pelo Flamengo também foi um golaço.

O problema é que, no mercado da bola 2018-2019, o Rubro-Negro está levando uma senhora goleada: 7 a 1.

Mas, se contratar Arrascaeta e Dedé, o placar vira para… 7 a 14!

E o argentino Boselli no Timão?

Bom, esse não foi um golaço, mas certamente o veterano ex-Boca balançará mais as redes que Roger e Jonathas, que não conseguiram substituir o ótimo Jô à altura na temporada passada.

E sabem quem, em campo, está marcando golaços e mais golaços?

Roberto Firmino, do Liverpool, melhor time do mundo na atualidade.

O camisa 9 dos Reds está brilhando tanto que tem eclipsado até Mohamed Salah, o “Faraó da Bola”.

E não sei se vocês têm memória boa, mas eu tenho que lembrar um pequeno detalhe da Copa do Mundo de 2018.

Sabem de quem Firmino era reserva no Mundial da Rússia?

Do “atacante-marcador”… GABRIEL JESUS!

Ou seria “Gabriel Jejum”, já que ele não marcou nenhum gol no torneio?

Enfim, essa escolha de Tite passou longe de ser um golaço.

Foi, na verdade, o maior gol contra da vitoriosa carreira de Adenor Leonardo Bachi!

Opine!

Contratações frustradas: qual foi o maior mico da história?

Leia o post original por Milton Neves

– São Paulo apresentando Renato Gaúcho (1997)?

– Corinthians divulgando carta de agradecimento a Didier Drogba (2017)?

– Alexandre Kalil anunciando Anelka no Atlético-MG (2014)?

– Grêmio preparando festa para a apresentação de Ronaldinho Gaúcho (2011)?

– Palmeiras e o pré-contrato com Thiago Neves (2007)?

– Fluminense anunciando o lendário goleiro Preud’Homme (1999)?

– Ou o Flamengo levando “chapéu” do Corinthians, que acabou contratando Ronaldo (2008)?

Opine!

O ano começou bem para o imortal Rádio Esportivo do Brasil!

Leia o post original por Milton Neves

Juarez Soares, Osmar Garraffa, Marcelinho Carioca e Anderson Cheni, da Rádio Capital; Luciano Faccioli, Basílio, Zetti, Weber Lima e César Sampaio, da TOP FM; e Alex Muller, Ademir Quintino, Rodrigo Fragoso, Eduardo Affonso e Rodrigo Vessoni, da Rádio 9 de Julho

Ufaaaa!

Enfim, boas notícias para o Rádio Esportivo do Brasil.

As gigantes Bandeirantes, Globo, CBN, Transamérica e Jovem Pan terão agora três novas companheiras na cidade de São Paulo: a Capital (equipe formada com Juarez Soares, Osmar Garraffa, Marcelinho Carioca e Anderson Cheni), a Top FM (com Luciano Faccioli, Basílio, Zetti, Weber Lima e César Sampaio) e a 9 de Julho (com Alex Muller, Ademir Quintino, Rodrigo Fragoso, Eduardo Affonso e Rodrigo Vessoni).

Sejam muito bem-vindos, meus amigos!

E viva o imortal Rádio Esportivo do Brasil!

Opine!