Arquivo da categoria: Bola de Ouro

Esse HEXA está bem mais fácil, hein?

Leia o post original por Craque Neto

Terminou a partida entre Portugal e Marrocos e só pra variar os europeus venceram por 1 a 0 com o gol do Cristiano Ronaldo. Com mais esse gol o craque se isolou na artilharia da Copa do Mundo com 4 gols. De quebra o resultado praticamente classificou os lusitanos para a próxima fase do Mundial da Rússia. E posso falar a verdade? A cada jogo que passa fico impressionado com a bola que esse cara joga. O poder de finalização dele é inacreditável! Está muito na frente dos jogadores da sua época. Tanto que não dá nem graça analisar os […]

O post Esse HEXA está bem mais fácil, hein? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Lógica com Messi e deliciosa zebra com Wendell Lira: é o mundo aplaudindo o talento! E no ano que vem Neymar será o número 1!

Leia o post original por Milton Neves

messi e wendel

Deu a lógica no prêmio Bola de Ouro da FIFA.

Pela quinta vez, Lionel Messi foi eleito o melhor jogador do mundo, deixando para trás Cristiano Ronaldo, o segundo, e Neymar, o terceiro.

Mas o craque brasileiro pode ficar tranquilo, pois a sua presença na decisão deste prêmio foi apenas um “aquecimento”.

No ano que vem ele já chegará como favorito, podem ter certeza.

Afinal, com a idade chegando, a tendência é que Messi e Cristiano comecem a jogar em um nível mais baixo do que já apresentaram em suas carreiras.

Enquanto Neymar ainda não mostrou ao mundo nem 41.86% do talento que Deus lhe deu.

Mas o ponto alto da noite mesmo foi a entrega do Prêmio Puskas, que premia o gol mais bonito do ano.

Concorrendo nada menos do que com Messi e com o italiano Alessandro Florenzi, o desconhecido Wendell Lira acabou ficando com o troféu por conta do golaço marcado de bicicleta contra o Atlético-GO.

E o discurso do ex-jogador do Goianésia?

Simplesmente sensacional!

E essa não foi a única vitória do nosso futebol na premiação.

Quatro brasileiros foram escolhidos para a seleção de 2015: Daniel Alves, Thiago Silva, Marcelo e Neymar.

Neuer (Alemanha), Sergio Ramos (Espanha), Iniesta (Espanha), Pogba (França), Modric (Croácia), Messi (Argentina) e Cristiano Ronaldo (Portugal) completaram a equipe.

E isso que estamos em má fase, hein?

Opine!

Está chegando a hora! E aí, quem vai levar a Bola de Ouro da FIFA: Messi, Neymar ou Cristiano Ronaldo?

Leia o post original por Milton Neves

bola de ouro

É amanhã, meus amigos.

Enfim, saberemos quem receberá a Bola de Ouro da Fifa, prêmio que será dado ao melhor jogador do mundo em 2015.

Os finalistas vocês já sabem de cor, é claro: Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo.

Mas e aí, será que o brasileiro conseguirá desbancar os favoritos?

Ou pelo menos ficará com o segundo lugar?

Opine!

Deu a logica: Neymar enfrenta Cristiano Ronaldo e Messi na final da Bola de Ouro. E ele vai ganhar! Merecido!

Leia o post original por Milton Neves

finalistas

A Fifa anunciou na manhã desta segunda-feira os três finalistas para o prêmio Bola de Ouro de 2015.

E, como não poderia deixar de ser, Neymar está na decisão!

O brasileiro enfrentará neste duríssimo páreo nada menos do que Messi e Cristiano Ronaldo.

Mas, para mim, o argentino e o português não terão chances contra o craque revelado pelo Santos.

Afinal, neste ano, Cristiano não foi fantástico como em outras temporadas e não ganhou nenhum título expressivo pelo Real Madrid.

Já Messi foi muito prejudicado pelo tempo que ficou fora de combate por uma lesão no joelho.

Enquanto isso, Neymar, que não se contunde quase nunca, carregou o piano do Barça na ausência de Lionel e encantou o mundo todo com belíssimas jogadas e gols de placa.

Só ficou devendo futebol na seleção brasileira, mas seus rivais também não brilharam com as camisas de seus países.

Por isso, cravo: o menino-gênio revelado pelo Santos e “doado” ao Barcelona ganhará a Bola de Ouro deste ano.

Concordam?

Opine!

Merecido! De novo!

Leia o post original por Neto

Cristiano Ronaldo comemora mais uma Bola de Ouro da Fifa

Cristiano Ronaldo comemora mais uma Bola de Ouro da Fifa

Não dá pra discutir. Cristiano Ronaldo foi eleito pela terceira vez o Bola de Ouro da Fifa. E com um baita merecimento já que arrebentou durante toda a temporada. Com exceção feita a Copa do Mundo, onde nem o Messi jogou tão bem assim, o restante de 2014 foi primoroso para o craque português. Só não fez chover! Estraçalhou recordes de todos os lados. Afinal o que dizer de um artilheiro que tem mais gols que jogos pelo poderoso Real Madrid? São 285 gols em 274 partidas e títulos da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes como protagonista. É mole ou quer mais?

Só não deu pra fazer a Seleção de Portugal ir melhor no Mundial do Brasil porque senão o cara seria Pelé, né? Aí não dá! Êita timinho ruim tem esses lusitanos, viu! De qualquer forma CR7 vence o rival Messi pela segunda vez consecutiva – merecidamente – e escreve de vez seu nome na galeria dos melhores de todos os tempos. Três prêmios como Ronaldo Fenômeno e Zidane. Não é para qualquer um. Só tem o próprio argentino pra duelar.

Dizem que ele é mala? Pode ser. Dizem que exagera naquele no lance da metrossexualidade? Pode ser também. Fato é que trata-se de um jogador de alto nível, profissional ao extremo e com números de causar inveja a muita gente. Queria que nós tivéssemos um atleta desse quilate hoje na na Seleção Brasileira. Quanta saudade…

Questões políticas elegeram Messi o melhor da Copa?

Leia o post original por Neto

Messi foi bem na Copa do Brasil. Mas nem tanto...

Messi foi bem na Copa do Brasil. Mas nem tanto…

Já não é de hoje que a Fifa causa estranheza em algumas atitudes. O que mais me incomoda é quando as questões políticas superam o desempenho dos jogadores dentro do gramado. Vejam o caso da eleição do ‘Bola de Ouro’ desta Copa. Eles escolheram o Messi como o craque da competição. De fato o argentino esteve bem e decidiu os primeiros jogos dos hermanos. Mas na reta final não demonstrou o conhecido poder de decisão. Aliás, esteve longe de brilhar na semifinal e na final.

Só para dar alguns exemplos achei o holandês Robben muito mais atuante que o camisa 10 da Argentina. Ele foi genial do início ao fim do torneio. Outro cara que arrebentou nesta Copa foi o alemão Neuer. Que goleiro é esse? Tá louco. Ele ganhou o prêmio de melhor na posição mas merecia muito mais. Pra falar a verdade até o colombiano James Rodriguez poderia ter entrado nessa briga. Mas como ele já foi o artilheiro, preferiram ignorá-lo.

A verdade é que o Messi fechou sua terceira Copa com esse vice-campeonato. Nas outras duas ele passou batido junto com a campanha ridícula da sua Seleção. E como ele atuou razoavelmente bem nesta edição, a Fifa nunca perderia a oportunidade de marcá-lo na galeria de craques. Até para valorizar o evento. E valorizar o evento leia-se patrocinadores e afins.

Isso já havia acontecido em 2002, por exemplo, quando Ronaldo e Rivaldo arrebentaram na Coréia e Japão. Mas naquela ocasião eles deram migué com a escolha do alemão Oliver Kahn. Disseram que a eleição era feita antes da final. Brincadeira, né? Essa politicagem da entidade máxima do futebol me dá dor de barriga.

No reinado de Messi, Cristiano Ronaldo sobrou em 2013

Leia o post original por Mion

Cristiano Ronaldo recebeu a recompensa merecida.

Cristiano Ronaldo recebeu a recompensa merecida.

    Pela primeira vez a imprensa do mundo inteiro foi unânime: Cristiano Ronaldo reinou em 2013. Um ano de ouro, inesquecível para ele e seus fãs, tão leais que sequer conseguem admitir o degrau acima do argentino Lionel Messi. O português mereceu não só por ser craque, venceu todos os obstáculos com determinação e dedicação. Diferente do que falam, Cristiano não tem nada de marrento, treina barbaridade, excelente colega e simpático como poucos com os torcedores. Dentro do gramado faz tipo e muito bem, porque consegue atrair todas as atenções. Bem ou mal nunca passou despercebido, o que no mundo marqueteiro significa sucesso garantido. Messi, Cristiano Ronaldo e Ribéry disputaram a condição de craque do ano de 2013. Acho que Ribéry representou o sucesso do excelente Bayern de Munich no ano passado, mas jamais poderia disputar com os outros dois. Messi e Cristiano estão bem acima, assim como não consigo traçar um parâmetro entre os dois melhores do mundo na atualidade. Messi é craque e gênio, Ronaldo é craque e extraordinário. Messi é único e está acima de todos.

Se na escolha do craque de 2013 houve bom senso, o mesmo não ocorreu na seleção de 2013. No ano passado Daniel Alves, e Xavi não conseguiram repetir o desempenho de anos anteriores. Xavi sofreu problemas físicos e Dani esteve abaixo de Philipe Lahn do Bayern quer foi deslocado para a lateral esquerda, quando há mais de um ano não joga por ali. Em seus lugares com certeza mais dois jogadores do Bayern: o lateral-esquerdo Alaba e o volante Schwasteigger. A política fez como que tirassem mais dois do Bayern que mereciam. No restante a eleição da FIFA seguiu coerente e todos dignos de premiação, em especial o Rei Pelé, finalmente recebeu homenagem digna da FIFA. Já os outros brasileiros que participaram da solenidade não merecem citações. Foi tanta baboseira e erros que não valem comentários. Apenas resumo: uma vergonha brasileira. Aliás, seria de bom tom avisar Ronaldo Fenômeno que faz parte do Comitê Organizador(?) da Copa de que a final sonhada por ele entre Brasil e Alemanha está fora de questão. No máximo poderão fazer uma semifinal, já que o sorteio decidiu o percurso de cada seleção e é impossível Brasil e Alemanha chegarem à final. Um vai sobrar.

Bola de Ouro para o Portuga

Leia o post original por Pedro Ernesto

ZÉ ALBERTO ANDRADE – interino
ze.alberto@rdgaucha.com.br

Chegou a surpreender o percentual apertado na eleição do melhor jogador do mundo da Fifa. Cristiano Ronaldo era barbada em merecimento. O atacante do Real Madrid, mesmo sem títulos com seu clube, esbanjou futebol, foi professor na arte de fazer gols e classificou a seleção portuguesa para a Copa. Messi é melhor pelo conjunto da obra, mas 2013 foi o ano do português, que mostrou na cerimônia que pode se emocionar.

O francês Ribéry acabou em um honroso terceiro lugar na festa, que foi justíssima ao premiar o golaço do sueco Ibrahimovic com o Troféu Puskas. Acima de tudo, fez muito bem em homenagear sua majestade, o Rei Pelé, primeiro, único e inigualável. Sobraram lágrimas no grande evento em que a outra estrela brasileira a brilhar foi a apresentadora gaúcha Fernanda Lima.

He-Man

Rafael Moura tem o direito e faz bem em se defender das críticas. O problema é que números muitas vezes omitem verdades. A média de gols, por ele apresentada com certo orgulho, de um gol a cada três jogos, é muito ruim para um atacante. Especialmente, quando se pensa que ele tem vocação para artilheiro.

A comparação com seus companheiros não é boa, pois o ataque fracassou em 2013. Também não faz parte da estatística o número de gols desperdiçados, como aquele contra o Atlético-PR, que poderia classificar o time na Copa do Brasil. A reabilitação é possível em 2014, mas 2013 não tem nada demais.

Quebra-gelo

Observações de torcedores e mesmo da imprensa que está em Bento dão conta de que Edinho já figura entre os destaques do grupo. Seja pela desenvoltura no relacionamento, pela naturalidade nas atividades ou mesmo no assédio da galera.

Começa a ser assimilada a surpresa profunda pela contratação do ex-colorado, que se vale da experiência e da “cabeça feita”. Sem fantasmas e muito profissional para conquistar seu espaço, seja no time ou até no coração da torcida.

Na festa da Fifa, em Zurique, houve uma lembrança muito bacana para os brasileiros. Mesmo que tenha quebrado o protocolo e falado mais do que o previsto, Amarildo merece reverência que por vezes é esquecida. Craque no Botafogo, ídolo na Itália, foi fundamental para a conquista do Mundial na Seleção em 1962, no Chile.

Chupa Blatter???

Leia o post original por Neto

Presidente da Fifa gosta de aparecer mais que os jogadores

Presidente da Fifa gosta de aparecer mais que os jogadores

No próximo dia 13 de janeiro a Fifa anunciará a o ‘Bola de Ouro’ como melhor jogador da temporada 2013. Não sei se nesses troféus tem armação ou não. Nem quero entrar nesse mérito. Mas sinceramente já disse em outras oportunidades que pra mim o grande nome do ano foi o Cristiano Ronaldo. A bola que esse português jogou foi de encher os olhos. Dessa vez foi bem melhor que os rivais Messi, que sofreu com contusões, e o francês Ribery. Tanto é que se tudo correr bem ele deverá ser o premiado.

Pois bem, o mais interessante é que o próprio jogador já avisou que deverá estar ausente do evento. Provavelmente pelo desentendimento que teve com o Joseph Blatter, presidente da entidade. Se isso acontecer será demais! Um desprestígio imenso para a Fifa. Por sinal ele já disse que não está nem aí para esse troféu. Seria só mais um.

Está mais do que na hora desse senhor entender que sem o atleta não existe espetáculo. Aliás, esse é o grande mal do dirigente de futebol. Super dimensiona eventos e jogos e esquecem que sem o jogador não tem nada daquilo.

Respeito é bom e o Cristiano Ronaldo gosta. Quem não gosta? Nessa estou com nosso amigo lusitano: chupa Blatter!!!

Quem é melhor: Messi ou Neymar? A pergunta é recorrente, mas agora é balizada por um vídeo extremamente explicativo e contundente. Assista e opine!

Leia o post original por miltonneves

 

Opa, e não é que acharam um vídeo de “saltos ornamentais” do argentino? Veja abaixo:


Dê a sua opinião: