Arquivo da categoria: Boselli

Opinião: T. Nunes precisa errar menos em escalações para seu estilo vingar

Leia o post original por Perrone

É verdade que torcida e diretoria do Corinthians precisam ter paciência e dar tempo para Tiago Nunes implantar a profunda modificação proposta no estilo de jogo do time.

Porém, quem mais precisa colaborar com o projeto é o próprio treinador. Ele deve fazer isso deixando de errar tanto nas escalações.

Nunes faz um trabalho promissor, pois já desenhou um esquema interessante de jogo. Só que quanto mais ele errar ao escalar os titulares mais tempo levará para os resultados aparecerem.

O erro mais recente foi começar a partida com o Santo André, na última quarta, com Boselli na reserva.

Um dos principais problemas corintianos neste momento é acertar as finalizações. Contraditoriamente a isso, o técnico deixou o artilheiro alvinegro no banco. 

O argentino saiu do empate com o time do ABC em um gol, após entrar na etapa final e balançar as redes, como um dos artilheiros do Paulistão com cinco gols.

Antes do início da rodada deste final de semana, Boselli também divide com Daniel Alves a terceira posição no ranking dos jogadores que mais acertam finalizações em média por jogo no Estadual, segundo o site Footstats. A marca é de 1,6 arremate certo por apresentação.

Nunes preferiu começar a partida com Vágner Love no ataque. Sua média é de apenas 0,6 finalização certa por jogo. Yony González e Pedrinho, também escolhidos como titulares, ainda não acertaram conclusões nas três partidas que cada um fez no Paulista. Luan, outro titular diante do Santo André, tem média de 0,8 finalização certa por jogo.

Como sugeriam as estatísticas, não deu outra. O técnico precisou mexer na equipe, e o gol salvador foi marcado por Boselli.

Ao explicar sua escolha, Nunes disse que optou por uma formação com mais mobilidade, o que daria maior trabalho para os marcadores do Santo André.

Yony González é outro exemplo de erro do treinador corintiano ao escalar o time. Nunes admitiu isso ao dizer que atropelou a preparação do atacante antecipando sua estreia. Ele disse que o jogador precisava de mais tempo para se preparar, e assumiu a responsabilidade pelo fraco desempenho do comandado até aqui.

Na opinião deste blogueiro, o técnico já havia cometido erros nas escolhas de seus titulares antes. Principalmente nos dois confrontos contra o Guaraní do Paraguai pela fase classificatória na Libertadores.

Uma das falhas foi começar os jogos com Sidcley, visivelmente fora de forma, no lugar de Piton, que vinha sendo claramente superior.

Outra mancada foi escalar Pedrinho no jogo de volta sendo que ele não teve descanso depois de participar do Sul-americano sub-23 com a seleção brasileira. Além disso, o meia-atacante nunca havia jogado sob o comando de Nunes. Ele acabou expulso e prejudicou o Corinthians, eliminado pelo Guaraní.

No mesmo jogo, na opinião deste blogueiro, o comandante alvinegro errou ao demorar para colocar Janderson em campo.

Nesse cenário, Nunes desponta como o principal inimigo do tempo que ele precisa para fazer o time decolar.

Falhas em escalações tendem a provocar maus resultados e eliminações, o que gera descontentamento por parte de torcedores e diretores, além de críticas disparadas pela imprensa. No cruel futebol brasileiro essa é a receita perfeita para fazer o relógio andar mais rápido e tirar o fôlego de treinadores.

Estatísticas apontam Boselli como trunfo corintiano na ‘pré-Libertadores’

Leia o post original por Perrone

Sem medo de errar, o torcedor do Corinthians pode dizer que Boselli é uma das principais armas de seu time para tentar derrotar o Guaraní, nesta quarta (5), no Paraguai, pela segunda fase preliminar da Libertadores. Números do site especializado em estatísticas “Footstats” mostram a evolução do argentino em relação ao ano passado.

O crescimento do atacante vai além da quantidade de gols marcados. Boselli é um dos artilheiros do atual Campeonato Paulista com quatro gols em quatro jogos.

A média de um tento por partida contrasta com a marca ostentada por ele no Brasileirão do ano passado: 0,3. Foram 7 gols anotados em 22 jogos. Essa quantidade foi suficiente para o argentino terminar a competição nacional como artilheiro do Corinthians.

No Paulistão de 2020 Boselli tem se destacado também nas assistências.

O atacante é o corintiano que deu mais passes para gols até agora. Foram dois, mesmo número que registrou em 22 apresentações no último Campeonato Brasileiro. No Estadual deste ano, apenas Chico do Mirassol tem média melhor em relação ao corintiano com uma assistência por partida.

A finalização tem sido outro ponto forte de Boselli em 2020. O argentino é o jogador que mais acerta finalizações em média no Paulista ao lado de Júnior Todinho, do Guarani. Cada um faz em média dois arremates com perfeição por partida.

A evolução do argentino acontece no momento em que o Corinthians opta por ser mais ofensivo graças a seu novo treinador (Tiago Nunes). O alvinegro tem o melhor índice de acerto de finalizações do Paulista: 53%. Os corintianos estão empatados com os são-paulinos com a melhor média de conclusões certas por partida. Cada um arremata 7,3 vezes com perfeição por jogo.

No último Brasileirão, com Carille e depois Coelho no comando, o Corinthians registrou média de 4,3 conclusões corretas. Seu índice de acerto foi de 35,8%.

 

Corinthians precisa de mais um camisa 9??? Sério?

Leia o post original por Craque Neto

A imprensa toda está noticiando que o diretoria corintiana está bem próxima de acertar com o atacante Vágner Love como novo reforço do clube para 2019. Segundo consta o jogador de 34 anos está conversando com os cartolas do clube turco que ele atua, o Besiktas, para conseguir a liberação. Nesse quase acordo com ele, que foi campeão como um dos artilheiros da equipe campeã do Brasileirão de 2015, fico pensando se realmente existe a necessidade de mais um camisa 9. Vejam bem, o Carille já vem escalando o Gustagol – que por sinal começou a temporada ARREBENTANDO – e […]

O post Corinthians precisa de mais um camisa 9??? Sério? apareceu primeiro em Craque Neto 10.