Arquivo da categoria: Bragantino

Federação adverte empresa por problemas com catracas na estreia do SPFC

Leia o post original por Perrone

A Federação Paulista advertiu por meio de notificação a empresa responsável pelo sistema de ingressos do São Paulo por conta de problemas na estreia do time no Campeonato Paulista. Em seu comunicado para a Total Acesso, com cópia ao clube do Morumbi, a entidade lista as falhas que detectou no último sábado no Pacaembu, pede explicações até a próxima quarta (23) e ainda diz que a companhia será descredenciada em caso de reincidência. O descredenciamento impede a participação em jogos que tenham a FPF como organizadora.

Notificações semelhantes foram enviadas para Omni, por falhas em Bragantino x Guarani, e Acesso Mais, devido a falhas em Red Bull x Palmeiras, ambos pela primeira rodada do Estadual de 2019. As três advertências foram confirmadas ao blog pela federação.

Antes da vitória são-paulina por 4 a 1 sobre o Mirassol, torcedores tiveram dificuldades para entrar no Pacaembu. Na notificação, a federação afirma constar no relatório do jogo que catracas não funcionaram adequadamente. Aponta também erros e atraso no momento da manobra de transferência de energia para o gerador, catracas que pararam de funcionar, falta de configuração nas antenas de comunicação e outros problemas com ingressos.

De acordo com o documento feito pela FPF, centenas de torcedores foram afetados por conta dos problemas na entrada do estádio. “Iremos responder ao ofício da Federação Paulista na data estipulada. Na ocasião abordaremos as causas dos problemas ocorridos no Pacaembu e apresentaremos quais as medidas preventivas a serem adotadas para os próximos jogos, visando mitigar problemas futuros”, disse ao blog David Jesus, da Total Acesso. Por sua vez, o São Paulo repetiu que está apurando o ocorrido, como havia dito em nota oficial.

A respeito dos problemas na partida do Bragantino, Alex Marques, gerente da Omni, declarou que foram disponibilizados pelo time de Bragança Paulista poucos bilheteiros e que já houve uma conversa para que o fato não se repita. Ele disse também que a notificação foi cancelada pela FPF. Porém, o blog apurou que o cancelamento ocorreu por causa de um nome escrito de maneira errada e que em seguida outro comunicado com o mesmo teor foi enviado.

O blog não conseguiu ouvir a Acesso Mais sobre as ocorrências registradas no duelo entre Red Bull e Palmeiras, em Campinas. A notificação emitida pela FPF alega que dois portões foram abertos com 30 minutos de atrasos provocando filas e tumultos. Relata também que crianças acabaram entrando no jogo sem os ingressos de gratuidade que servem para ajudar no controle de público.

 

Tá resolvido o problema???

Leia o post original por Craque Neto

Quando vi a escalação para o jogo do Corinthians desta quinta-feira diante do Bragantino fiquei com uma pulga atrás da orelha. O técnico Fábio Carille havia feito quatro substituições. Com exceção do Fágner, convocado para a Seleção Brasileira, o restante saiu do time titular por avaliação técnica. Só que o mais esquisito foi a explicação: o treinador quis melhorar a estatura da equipe. É brincadeira? Ele justificou que tirou Gabriel, Romero e Sheik porque queria tornar o time mais alto. É sério isso?!? Vendo depois do jogo, com a vitória de 2 a 0 e a classificação para as semifinais […]

O post Tá resolvido o problema??? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O que está em jogo para o Corinthians diante do Bragantino

Leia o post original por Perrone

1 – Tranquilidade de Fábio Carille

Com as conquistas do Paulista e do Brasileiro no ano passado, o treinador ganhou fôlego no clube. Não se fala em demissão no caso de eliminação diante do Bragantino, nesta quinta, pelas quartas de final do Estadual. Porém, a queda precoce faria ele começar a ser pressionado. A decisão dele de fazer mudanças radicais no time aumenta sua responsabilidade no resultado da partida. Está em jogo sua tese de que vale tirar Gabriel, um dos mais regulares da equipe, para colocar Ralf, ainda uma incógnita em seu retorno ao clube, para ganhar altura. Será colocada à prova a aposta de que centímetros a mais podem estancar os gols sofridos em jogadas pelo alto. Isso mesmo sendo a maioria deles causada por falhas de marcação.

2 – Dinheiro

A eliminação representaria o adeus à chance de obter a arrecadação de até dois clássicos decisivos em Itaquera. Pelo menos uma, na semifinal, estaria garantida com a classificação diante do Bragantino. A receita é importante para o alvinegro em termos de pagar parcelas do financiamento de R$ 400 milhões para a construção de seu estádio.

3 – Caldeirão

Está em jogo também a fama da arena corintiana sustentada pelo slogan “caiu em Itaquera já era”. A pressão da torcida em seu estádio é uma das armas alvinegras para alcançar a vitória por dois gols de diferença e a classificação sem precisar dos pênaltis. O fracasso na missão abalaria a reputação da Arena Corinthians.

4 – Recuperação de Cássio

O camisa 12 entra pressionado a ter uma atuação fundamental para a classificação. Ele falhou pelo menos em um dos gols do Bragantino na derrota por 3 a 2 e faz uma temporada irregular até aqui. O goleiro precisa reverter a situação para não deixar escapar a chance de disputar a Copa da Rússia. Além disso, ele tem a sombra de Walter na reserva.

Neto: Sabe quantos pênaltis eu já cavei?

Leia o post original por Craque Neto

Discutindo sobre o lance do primeiro gol do Corinthians, no qual os jogadores do Bragantino pediram falta no goleiro, o apresentador disse que às vezes o atleta deve usar a regra ao seu favor para poder ser beneficiado durante a partida.

O post Neto: Sabe quantos pênaltis eu já cavei? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: derrota do SPFC no ABC ressalta benefício injusto ao Corinthians

Leia o post original por Perrone

Não foi por jogar fora de casa que o São Paulo perdeu neste sábado (17) por 1 a 0 para o São Caetano. O time da capital até tinha a maioria dos cerca de 5 mil torcedores no Anacleto Campanella. Mesmo assim, o resultado ajuda a entender como foi injusta a decisão da Federação Paulista de permitir ao Bragantino mandar sua partida desta tarde contra o Corinthians no Pacaembu. O fracasso são-paulino reforça também a bagunça no Estadual.

Mesmo jogando na segunda casa alvinegra, a equipe do interior pode vencer. Mas o jogo seria muito mais complicado para os corintianos em Bragança. Assim como seria mais difícil para o Azulão bater o São Paulo com um confronto no Morumbi e outro no Paulo Machado de Carvalho. Se o primeiro duelo das quartas de final do Paulista tivesse acontecido na capital, apesar do mando do São Caetano, a presença da torcida tricolor seria maior. Consequentemente, a pressão sobre o adversário também aumentaria.

Claro que o teórico desequilíbrio na competição provocado pelo benefício ao Corinthians não tem nada a ver com a falha de Jean no gol do São Caetano e a fraca exibição são-paulina. Porém, não há como negar que essa falta de igualdade existe, não só em relação à equipe de Diego Aguirre e ao próprio Azulão, mas também em referência aos demais participantes desta fase.

Por outro lado, também não dá pra ter pena do São Paulo, que no ano passado jogou duas vezes contra o Linense pela mesma fase e avançou às semifinais com dois triunfos. E nem do Palmeiras, que 2015, na etapa de grupos, viu o Audax ser mandante no Allianz Parque e venceu por 3 a 1.

 

FPF vai rever regra sobre mandos de jogos em 2019 após queixa do Palmeiras

Leia o post original por Perrone

Depois de o Palmeiras reclamar da mudança de mando favorecendo o Corinthians contra o Bragantino nas quartas de final do Paulista, Reinaldo Carneiro Bastos combinou com os clubes de rever a regra sobre alteração de locais das partidas para o próximo Campeonato Paulista.

Maurício Galiotte, presidente palmeirense, protestou durante o encontro que definiu a tabela dos mata-matas, o que gerou discussão com o corintiano Andrés Sanchez. Bastos, mandatário da federação estadual, precisou intervir.

Procurado, o departamento de comunicação da FPF confirmou ao blog que a entidade e os clubes acordaram rever esse ponto do regulamento para a próxima temporada.

Apesar de ter se queixado do fato de o Corinthians jogar como visitante com o Bragantino no Pacaembu, sua segunda casa, o Palmeiras não reclamou quando foi beneficiado por situação semelhante. Em 2015, na primeira fase da competição, o Audax mandou seu jogo no Allianz Parque, território alviverde.

Galiotte, na ocasião, era vice-presidente do clube. Nessa condição ele teve atuação destacada no departamento de futebol. Pelo menos publicamente, o dirigente não se posicionou contra a medida na ocasião.

Em sua defesa, o cartola tem o fato de que não representou o clube nas reuniões para discutir o regulamento em 2015. E que como não era presidente, não cabia a ele se posicionar oficialmente sobre o tema. O alviverde era presidido por Paulo Nobre.

Galiotte se diz contra inversões de mando ou situações que se aproximam disso tanto nos mata-matas como na primeira fase. Sua alegação é de que há quebra do equilíbrio técnico da competição. Com esse argumento, ele tentou já na reunião que discutiu o regulamento de 2018 que fossem vetadas atitudes como a do Bragantino nas quartas de final. O time do interior pediu para mandar sua partida diante do Corinthians no Pacaembu em busca de renda melhor. Vencido, o palmeirense voltou a se manifestar no encontro que discutiu as quartas de final.

Na primeira tentativa de barrar a mudança de mando, o Galiotte ouviu da federação que se clubes fossem impedidos de mandar partidas fora de suas cidades, o Santos não poderia atuar na capital, onde tem jogado, além da Vila Belmiro.

Em 2017, o beneficiado foi o São Paulo, que enfrentou o Linense duas vezes no Morumbi pelas quartas-de-final. Galiotte já era presidente do Palmeiras e falou em desequilíbrio, mas foi menos enfático do que no caso corintiano. “Eu enxergo que tem um desequilíbrio, mas a escolha é deles. O Palmeiras tem que pensar no Novorizontino, não tem que opinar sobre outros jogos”, disse ele na ocasião.

Procurada, a assessoria de imprensa do clube informou que o presidente palmeirense não comentaria sobre seu posicionamento nesses episódios.

Quem conseguirá parar o Trem-Bala de Itaquera? Sansão às avessas, Vagner Love desencanta e garante mais uma vitória do Timão; Rogério Ceni se redime de falha no Choque-Rei e marca no triunfo do São Paulo sobre o Linense; Palmeiras surpreende e é derrotado pelo Red Bull; e Santos apenas empata com São Bento!

Leia o post original por Milton Neves

charge titititititi

Bragantino 0 x 1 Corinthians

O “Trem-Bala de Itaquera” segue com tudo no Paulistão.

Neste final de semana, a “parada” foi na cidade de Bragança, e acabou sobrando para o time da casa.

Mais uma vitória para o Corinthians, que ainda não perdeu em jogos oficiais neste ano, com gol de Vagner Love.

Love que ainda não tinha balançado as redes pelo Timão, e que desencantou justamente após cortar a longa cabeleira.

Seria ele o Sansão às avessas?

Essa foi a quarta vitória do incansável Timão em apenas oito dias.

E, para mim, o segredo do “Trem-Bala de Itaquera” é o seu “maquinista”, disparado o melhor do Brasil.

Será que alguém discorda?

São Paulo 3 x 0 Linense

E Rogério Ceni não demorou a se redimir da falha cometida no Choque-Rei, no meio de semana.

O M1to foi quem abriu o placar da boa vitória são-paulina sobre o Linense, no Morumbi.

Os outros gols foram marcados por Alan Kardec, que também estava precisando recuperar o moral após um início de temporada regular.

E, claro, o triunfo tricolor faz muito bem também a Muricy Ramalho, que por pouco não deixou o Morumbi nesta semana.

Vejamos se, enfim, o São Paulo consegue embalar neste ano de 2015!

Vasco 1 x 1 Botafogo

No Rio, o clássico entre Botafogo e Vasco terminou empatado em 1 a 1.

Gilberto marcou para o Cruzmaltino, e Roger Carvalho empatou para o Fogão!

O duro é que com o empate, os rivais deixaram que o Flamengo se isolasse na liderança do Carioca.

Red Bull 2 x 0 Palmeiras

Ninguém esperava que o Palmeiras pudesse vencer o São Paulo com tanta facilidade no meio de semana.

Mas também ninguém poderia imaginar que o Verdão fosse perder para o frágil Red Bull, na noite deste domingo.

E com direito a gol de Lulinha, a eterna promessa do Timão.

Mas nenhum motivo para preocupação para o time de Oswaldo de Oliveira.

Afinal, a classificação já veio e agora resta esperar a fase de mata-mata.

Será que o Verdão fará bonito?

Aguardemos…

Santos 2 x 2 São Bento

Mesmo jogando na Vila, o Santos não conseguiu vencer o time do São Bento: empate em 2 a 2.

Será que o Alvinegro Praiano, após um bom início de temporada, já está perdendo o gás?

Opine!

São Paulo se diverte no sábado de carnaval

Leia o post original por Antero Greco

O São Paulo começou o carnaval com tudo. O que poderia ser um desafio virou diversão, no começo da noite deste sábado. Muricy Ramalho levou todos os reservas para o jogo com o Bragantino e voltou de Bragança Paulista com 5 a 0 na bagagem, sem fazer esforço. O time precisou do primeiro tempo para liquidar a incumbência (com três gols). Os outros vieram na maciota, sem desgaste e em ritmo de treino.

O técnico tricolor resolveu dar descanso geral para a trupe. No meio da semana, após o empate com o Santos, ainda deixava no ar a possibilidade de não poupar muito. Conversa fiada. Ele sabe que o importante é o clássico da quarta-feira com o Corinthians, pela Libertadores. Não seria tonto de arriscar e foi de mistão mesmo.

E o a formação “alternativa”, como alguns gostam de falar, deu conta do recado com um pé nas costas. Com toque de bola rápido, deslocações, passes certos, envolveu o Bragantino desde o início e os gols saíram naturalmente. Boschilia aos 21, Alan Kardec aos 28 e Pato aos 35 decidiram a partida com os respectivos gols. No segundo tempo, no gingado de escola de samba, Boschilia aos 2 e Centurion aos 46 completaram a surra.

Gostei do gringo Centurion. Estreou com personalidade, tirou rivais para dançar, levou pancadas, fez tabelas e ainda fechou a conta no placar. Pode crescer muito. Dória também fez a primeira aparição. Discreto, seguro, sem trabalho com os atacantes do Bragantino. Kardec e Pato continuam firmes na disputa por vaga ao lado de Luis Fabiano.

Enfim, um São Paulo reserva que proporcionou a Muricy observar alguns jogadores para a quarta-feira e também para a consolidação do São Paulo para 2015.