Arquivo da categoria: Branco

Por que brigas como a entre CBF e Fla por joia da base devem continuar?

Leia o post original por Perrone

Com Danilo Lavieri, do UOL, em São Paulo

Pouco antes de o Flamengo conseguir no STJD a liberação de Reinier para jogar (e arrebentar) contra o Avaí, Branco, coordenador das categorias de base da CBF, e André Jardine, técnico da seleção sub-20, afirmaram que a entidade continuará sendo firme para negar pedidos de clubes para liberar de convocações seus jovens talentos.

As declarações foram dadas durante palestra na “Brasil Expo Futebol”, mesmo evento em São Paulo no qual sessão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva deu aval para o rubro-negro escalar sua revelação, que não atendeu à convocação do time nacional sub-17.

“Sempre fazemos questão de convocar os jogadores que consideramos os melhores no momento. Quem não se apresentar, não é um problema meu, é jurídico”, declarou Branco. O coordenador sustenta que recentes vexames dados pelas seleções de base do Brasil aconteceram porque alguns dos melhores jogadores não puderam ser convocados.

Jardine completa o raciocínio afirmando que a ideia é que nos Mundiais de 2026 e 2030 a maioria dos convocados tenha construído carreira nas seleções de jovens. Ele atribui o fracasso de alguns atletas que se destacaram em clubes mas não na equipe pentacampeã mundial ao fato de terem pouca rodagem com a camisa amarela. Essa experiência, segundo ele, deveria ter sido adquirida na base.

“O jogador pensa em si, o clube pensa em si. Está na hora de todos pensarem no melhor para o futebol brasileiro”, disse Jardine em sua apresentação. Após o evento, o blog perguntou ao técnico se há um estudo sobre como acomodar interesses de jogadores, clubes e seleções de base. “Quebramos a cabeça pensando nisso. É muito difícil, o calendário está muito cheio, são muitas competições”. Indagado se o caminho seria o diálogo, ele respondeu: “diálogo e bom senso”.

Por que brigas como a entre CBF e Fla por joia da base devem continuar?

Leia o post original por Perrone

Com Danilo Lavieri, do UOL, em São Paulo

Pouco antes de o Flamengo conseguir no STJD a liberação de Reinier para jogar (e arrebentar) contra o Avaí, Branco, coordenador das categorias de base da CBF, e André Jardine, técnico da seleção sub-20, afirmaram que a entidade continuará sendo firme para negar pedidos de clubes para liberar de convocações seus jovens talentos.

As declarações foram dadas durante palestra na “Brasil Expo Futebol”, mesmo evento em São Paulo no qual sessão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva deu aval para o rubro-negro escalar sua revelação, que não atendeu à convocação do time nacional sub-17.

“Sempre fazemos questão de convocar os jogadores que consideramos os melhores no momento. Quem não se apresentar, não é um problema meu, é jurídico”, declarou Branco. O coordenador sustenta que recentes vexames dados pelas seleções de base do Brasil aconteceram porque alguns dos melhores jogadores não puderam ser convocados.

Jardine completa o raciocínio afirmando que a ideia é que nos Mundiais de 2026 e 2030 a maioria dos convocados tenha construído carreira nas seleções de jovens. Ele atribui o fracasso de alguns atletas que se destacaram em clubes mas não na equipe pentacampeã mundial ao fato de terem pouca rodagem com a camisa amarela. Essa experiência, segundo ele, deveria ter sido adquirida na base.

“O jogador pensa em si, o clube pensa em si. Está na hora de todos pensarem no melhor para o futebol brasileiro”, disse Jardine em sua apresentação. Após o evento, o blog perguntou ao técnico se há um estudo sobre como acomodar interesses de jogadores, clubes e seleções de base. “Quebramos a cabeça pensando nisso. É muito difícil, o calendário está muito cheio, são muitas competições”. Indagado se o caminho seria o diálogo, ele respondeu: “diálogo e bom senso”.

Ganhar do Vasco da Gama no domingo é obrigação.

Leia o post original por Nilson Cesar

Nada de desculpas para o próximo domingo. Ganhar do Vasco da Gama em Itaquera no próximo domingo passou a ser obrigação. Se o Corinthians perder o jogo para o Vasco uma luz enorme vermelha sera acesa. Acho normal essa oscilação dois últimos jogos, mas toda atenção é pouca a partir de agora. O professor Carille está atento. Alguns jogadores importantes estão rendendo bem abaixo do que podem. Romero caiu bastante de produção. Vamos aguardar o jogo do próximo domingo esperando uma reação e uma vitória diante do Vasco. Tomara que o Corinthians jamais entre em campo com aquela ridícula camisa cor de chumbo. O Corinthians é preto e branco. Pode mudar o desenho. As cores jamais! Da azar.

 

No grupo da morte quem “matou” foi a Costa Rica. Inglaterra “morreu” e Itália e Uruguai jogam a vida na última rodada

Leia o post original por Quartarollo

A Costa Rica é a grata revelação dessa Copa do Mundo. Depois dos surpreendentes 3 x 1 sobre o Uruguai, bateu a Itália, 1 x 0, com autoridade e ainda teve um pênalti claro de Chiellini em Campbell pouco antes … Continuar lendo

O carnaval do futebol: do goleiro ao ponta-esquerda, aqueles que sambaram com várias camisas!

Leia o post original por Milton Neves

Por Ednilson Valia, Kaique Lopreto e Roberto Gozzi

Quem não tem um amor de carnaval para guardar em suas memórias?

E no futebol não é diferente.

Criamos uma lista do goleiro ao ponta-esquerda que fizeram a folia com várias camisas em diversos carnavais.

Lembra de algum amor de carnaval, conte aqui no blog do Terceiro Tempo:

Clique nos nomes coloridos e confira as páginas dos jogadores no Que Fim Levou.

Manga

Manga

Oh, tanto  riso, quanta alegria, o Arlequim está chorando pelo amor da Colombina

No meio da multidão. Acredito que não existi um goleiro com semblante tão triste quanto o de Manga.  O arqueiro, por muitas vezes inexpugnável, passou pelo Botafogo, Inter e Grêmio alguns carnavais.

 

Paulo-Roberto

Paulo Roberto

Recordar é viver, eu ontem sonhei com você. Não é que o Paulo Roberto, o ala que gastou a bola no Grêmio, São Paulo e Cruzeiro e com folias menos alegres no Corinthians e Fluminense.

Junior-Baiano

Júnior Baiano

Eu passo a mão na saca rolha e bebo até me afogar. Ah, Júnior Baiano, feliz no Palmeiras,  no São Paulo e  também no Flamengo, mas sem a mesma alegria no Vasco.

 

Antonio-Carlos

 

Antonio Carlos Zago

Triste madrugada foi aquela, que eu perdi meu violão. O Zago, que dançou nos bailes de São Paulo, Palmeiras, Corinthians e Santos, se aposentou  e virou dirigente e depois treinador.

Branco

Branco

O dia já vem raiando, meu bem, eu tenho que ir embora. Branco foi ídolo nos tricolores do Sul e do Rio de Janeiro, respectivos Grêmio e Fluminense, chegou cheio de marra no Timão e foi embora sem levantar a taça e com a felicidade em vão…

Rincon

Ríncon

Quero de novo cantar, tristeza, por favor vá embora…. e o Ríncon, ídolo colombiano, feliz no Palmeiras, mito no Corinthians, não conseguiu  o milagre da ubiqüidade no Santos e Cruzeiro.

bobo

Bobô

Chegou a turma do funil, todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto e o bom baiano Bobô, liderou aquele espetacular Bahia campeão de 1988, mas não fez jus a boa terra no São Paulo, Corinthians, Fluminense, Flamengo e Internacional.

Neto

Neto

Será que ele é bossa nova? Será que ele é Maomé?  Ele é José Ferreira Neto, imortal no Parque São Jorge, feliz no Guarani e São Paulo, mas triste no Palmeiras, Santos e Galo.

Renato-Gaucho

Renato Gaúcho

Cidade maravilhosa, cheia de encantos mil, cidade maravilhosa, coração do meu Brasil. E se tem um gaúcho grato pelos encantos cariocas é o Renato Portaluppi, que jogou no Grêmio, Flamengo e Fluminense, sambando com grande qualidade. Já, no Fogão, Cruzeiro e Atlético Mineiro não repetiu o gingado.

 luizao

Luizão

A canoa virou, deixa virar, por causa da menina, que não soube remar, mas Luizão remou com seus gols em quase todos os times que jogou. Mas afundou no Botafogo, Grêmio e Santos.

ederaleixo

Éder Aleixo

Ó abre alas, que eu quero passar, ó abre alas, que eu quero passar, as bombas de Éder abriu os caminhos principalmente no Grêmio e no Galo. Já no Palmeiras…

leao

Leão

Se você fosse sincera, Ô ô ô ô Aurora. Veja só que bom que era, Ô ô ô ô Aurora. Leão passou por quase todos os grandes clubes de São Paulo , Minas e Rio Grande do Sul. Preteriu o Rio. Como diria o jornalista Fernando Calazans: azar do Leão.

Menor presta queixa em DP contra técnico Branco e presidente do Guarani; clube nega acusações

Leia o post original por Perrone

O menor E.H.S, 17 anos, jogador do Guarani, registrou boletim de ocorrência com acusações contra o presidente do clube, Álvaro Negrão, e o técnico Branco.  No 5º DP de Campinas, ele alegou que a dupla tentou forçar a assinatura de contrato com o empresário Nenê Zini.

Por sua vez, Filipe de Souza, advogado do Bugre, nega as acusações e afirma que o ex-presidente do clube Marcelo Mingone está por trás das atitudes do garoto, tentando uma transferência gratuita.

Em seu depoimento, o atleta diz que Branco falou para ele: “Você quer jogar no Guarani? Então entra lá na sala e conversa com o Nenê Zini e o Alvaro Negrão”.  Afirmou também que o presidente do clube disse que se ele não assinasse com o empresário ficaria um ano e meio sem jogar, até o fim de seu contrato.

O advogado do Guarani nega que essas afirmações tenham sido feitas por dirigente e técnico.  Ele também desmente que o garoto tenha sido “arrancado” da concentração e forçado a ir ao escritório de Nenê, como dizem os advogados do atleta.

“No fim de janeiro, terminou o empréstimo dele para o São Paulo. Ele chegou a vir ao clube, mas o empresário dele, Hugo Ardison, começou a falar que tinha propostas. O jogador sumiu. No dia oito de fevereiro esperamos o atleta aqui, mas um homem dizendo que era tio dele ligou dizendo que não viria. Descobrimos que esse homem era o Marcelo Mingone, ex-presidente do Guarani. O próprio confirmou isso durante a conversa. O empresário do garoto disse que entraria na Justiça se a gente não assinasse a liberação”, declarou o advogado. O blog não localizou o ex-presidente para falar sobre o assunto. Ainda segundo Souza, a família do menor teve um pedido de liminar para se desligar do clube negado.

Em nota enviada ao blog pelo advogado Fábio Luiz de Oliveira, o escritório de advocacia Gislaine Nunes afirma que o jogador está aterrorizado após ser “arrancado” da concentração e “forçado” a ir ao escritório de Zini.

Abaixo, trecho do boletim de ocorrência em que o empresário Hugo Ardison atesta declarações do menor.

 

Reprodução de declaração de empresário à polícia

Ué, por que o campeão mundial Corinthians só empatou com o humilde São Caetano? Ceni falha e salva o Tricolor, que venceu o Bugre! E o Ganso ainda não corre, não voa, não marca e não joga!

Leia o post original por miltonneves

 

Corinthians 2 x 2 São Caetano

*Guerrero e Paulinho (Cor)

* Rivaldo e Danielzinho (SC)

Ué, o Corinthians não é o atual campeão mundial?

Então, por que só empatou com o São Caetano, recheado de “refugos” e decadente?

E nem vou citar um pênalti absurdo a favor do Azulão, cometido pelo Paulinho.

Levou gol do “quarentão” Rivaldo.

Ih…. Não sei não, viu?

Olha corintiano, eu não quero desanimá-lo, mas este 2013, vai ser uma grande decepção para você, viu?

Hoje, empatou com Paulinho na “bacia das almas”.

A sorte é que na semana que vem, o adversário será o combalido Palmeiras.

Guarani 1 x 2 São Paulo

* Thiago Gentil (Guarani)

*Aloísio e Rogério Ceni (SPFC)

O eterno Rogério Ceni deu uma “falhadinha” no gol bugrino.

Mas fez um “golaço” de falta no time campineiro.

A grande decepção foi o Ganso.

Novamente o ex-meia santista não jogou nada.

O que está acontecendo com ex-craque, que um dia jogou na Seleção Brasileira?

Cañete foi expulso.  Em duas jogadas inocentes!

O São Paulo jogou com time reserva, mas não vai adiantar por que vai levar uma tunda do Galo na próxima quarta-feira.

Já, o Guarani, tadinho! Nem o Branco vai dar um jeito nele.

 Corintiano, você acha que o seu time pode repetir o ano mágico de 2012?  E aí, são-paulino, quando o Ganso vai comandar o meio-de-campo tricolor?