Arquivo da categoria: campeonato brasileiro 2014

Com enorme ajuda do apito, Cruzeiro bate o Goiás e garante o título Brasileiro; no San-São, Tricolor vence mesmo atuando com reservas; empate com o Fla decreta a queda do Criciúma; Flu fica ainda mais longe da Libertadores-2015; Figueirense fica na Série A, e Vitória se complica!

Leia o post original por Milton Neves

Everton ribeiro ttt

Foto retirada do portal UOL

Cruzeiro 2 x 1 Goiás

O título do Cruzeiro é incontestável!

Dominou o campeonato inteiro e há meses sabemos que a taça iria mesmo para a equipe celeste.

Mas, honestamente, precisar de uma ajudinha do apito para bater o Goiás e garantir o caneco do Brasileirão-2014 foi vergonhoso, não é mesmo?

Afinal, o que dizer do lance em que Henrique, dentro da área, usou a MÃO para desarmar o ataque dos visitantes?

A partida, naquele momento, estava empatada em 1 a 1, e mais um gol do Esmeraldino mudaria completamente o jogo.

Mesmo assim, parabenizo a equipe celeste e principalmente Marcelo Oliveira, o verdadeiro responsável pelo tetra da Raposa.

E mando um recado aos cruzeirenses: aproveitem o momento e comemorem muito este título do Brasileirão.

Pois na quarta-feira o “golpe” será duríssimo…

Ah, e só para não perder o costume: VOLTA, MATA-MATA!!!

Santos 0 x 1 São Paulo

No San-São, o Tricolor levou a melhor sobre o Peixe, mesmo escalando praticamente seu time reserva.

E isso serve para vermos como a coisa anda feia para o lado da equipe da Vila Belmiro, não é verdade?

No entanto, o triunfo tricolor não serviu para muita coisa, já que o Cruzeiro garantiu a taça do Brasileirão em BH.

Mas, ao menos, dá ao SPFC moral para seguir buscando o título da Sul-Americana.

E Rogério Ceni merece muito encerrar a carreira erguendo um troféu, não é mesmo?

Flamengo 1 x 1 Criciúma

Jogando no estádio Castelão, em São Luís-MA, Flamengo e Criciúma ficaram no empate por 1 a 1.

A igualdade decretou o rebaixamento da equipe catarinense, que segue como lanterna do Brasileirão.

Para o Flamengo, que já projeta 2015, nada mudou.

Sport 2 x 2 Fluminense

Outro empate da rodada aconteceu na Arena Pernambuco, entre Sport e Fluminense.

E o resultado complicou a vida do Tricolor, que agora depende de um milagre para garantir uma vaga na Libertadores-2015.

Já o Sport segue exatamente no meio da tabela, em 10º lugar.

Figueirense 2 x 0 Vitória

Enquanto alguns catarinenses choram, outros estão rindo à toa.

Afinal, com o triunfo sobre o Vitória, o Figueirense garantiu a permanência na Série A.

Já o time baiano se complicou e é bem provável que dispute a segunda divisão no ano que vem.

Opine!

Mesmo fora de casa, Fluminense bate Goiás e entra no G-4. Grêmio também vence, continua colado no Galo e ainda permanece na briga pela Libertadores. Os Tricolores vão conseguir ficar entre os líderes?

Leia o post original por Milton Neves

Goiás x Fluminense

Jogando apenas para ficar distante da zona de rebaixamento, o Goiás recebeu o Fluminense no Serra Dourada e acabou derrotado por 2 a 0.

O time do paraíso verde e plano poderia ter saído do duelo ao menos com um empate. Porém, os gols perdidos e as boas defesas de Diego Cavalieri asseguraram a vitória do Tricolor carioca.

Fred, que já ameaça o posto do palmeirense Henrique de artilheiro do Campeonato Brasileiro, e o argentino Conca, que ainda está jogando em alto nível, marcaram os gols do jogo.

Assim, com este triunfo, o Fluminense assumiu a terceira colocação do Brasileirão. Enquanto isso, o Goiás continua como nono colocado.

Grêmio x Vitória

Tentando não desgarrar do G4, o Grêmio contou com a força de sua torcida na Arena para bater o Vitória pelo magro placar de 1 a 0.

Mesmo fora de casa, o Rubro-negro começou melhor o confronto. Edno, aquele mesmo que brilhou na Portuguesa e teve uma passagem pelo Corinthians, carimbou uma bola na trave logo de início.

Entretanto, como sempre, Felipão decidiu retrancar o Tricolor e não deu mais espaço para o adversário criar.

Nos minutos finais do primeiro tempo, Richarlyson foi tentar cortar o cruzamento e acabou marcando um gol contra, que decidiu o resultado do duelo.

Deste modo, o Grêmio conseguiu chegar à quinta posição e continuar sonhando com a classificação para a Libertadores. Por outro lado, o Vitória continuou na 16ª colocação e pode acabar a rodada dentro da zona de rebaixamento.

OPINE!

Só o mata-mata ressuscita o Brasileiro!

Leia o post original por Milton Neves

blog

Vou torcer muito neste domingo pelo Galo e pelo São Paulo.

Dando Corinthians e Cruzeiro teremos um segundo Campeonato Brasileiro modorrento.

“Culpa” do mérito do Cruzeiro, o melhor faz dois anos.

Com 10 pontos quilométricos de “gordura para queimar” adiante do São Paulo, nossa principal competição nacional de futebol voltará a adormecer.

É o Brasileiro dos “pontozzzzzzzz corridozzzzzzzzz”, by Vitor “Vitão” Guedes, fanático palmeirense da imprensa esportiva.

E aí todo mundo que orbita em torno do futebol irá penar mais uma vez.

Só o mata-mata ressuscita o futebol brasileiro dos 7 a 1.

E quero, não um, mas três mata-matas.

Um para os oito melhores para se definir o campeão e os classificados para a Libertadores.

Outro, um Ovo de Colombo, para os oito piores para se saber quais os quatro que efetivamente cairão.

Assim, os quatro piores já no segundo turno nunca mais jogarão a toalha antes da hora por confiança ainda na repescagem.

E mais um “mata-matinha” para os quatro intermediários para se apontar quem irá para a Sul-Americana.

Minha “Tese Miltista” já fiz chegar aos dois Marcelos que pagam régia e imerecidamente os antigos times grandes do Brasil.

O Marcelo Campos Pinto da Rede Globo e o Marcelo Meira da Band.

Globo e Band hoje pagam muito mais do que valem, merecem e custam os clubes para a televisão.

Flamengo e Corinthians, mais um pouco, vão receber quase o que são remunerados Barcelona e Real Madrid lá na Espanha.

Pode isso?

E com esses timecos aqui no Brasil?

E o retorno que os campeonatos europeus dão à TV é descomunal ou proporcional, e não desigual como aqui.

E com “meus” três mata-matas acaba a tese dos contristas que batem o pé na ladainha de que o mata-mata assassina os 12 clubes não posicionados entre os oito melhores finda a etapa de classificação em dois turnos.

Ora, “do meu jeito”, todos também jogarão partidas emocionantes após a fase de classificação que pode ser melhor programada e esparsada em datas com o encurtamento dos moribundos regionais.

Com o mata-mata todos ganham!

Os clubes com grandes rendas, a torcida com a emoção garantida, a publicidade, hoje ressabiada com os 7 a 1 e com a recessão, a mídia de rádio, TV, jornal, internet e o emprego do jornalista esportivo.

Todo mundo dará “mais ibope”.

E não é que o botafoguense Montenegro vendeu o Ibope?

Ibope que é marca muito forte e sinônimo de pesquisa de opinião pública, assim como o Viagra, Xerox e Gillette, em seus segmentos.

E modestamente, “Terceiro Tempo”, o referencial maior e único de pós-jogo esportivo no rádio e TV desde 1982.

Eu já fiz muito programa bom de TV que deu bom ibope.

E já fiz muito programa ruim de TV que deu péssimo ibope.

Programa de rádio, não, todos deram ibope e enorme faturamento porque sempre foram e são bons e até ótimos, desde 1978.

Mas, creiam, o ponto de ibope na TV é tão difícil de conseguir quanto o voto que o candidato tanto almeja e implora.

E no voto, milhões de vezes mais importante do que o nosso mundinho do futebol, Ibope e Datafolha não erram nunca.

Se acertam na mosca quem vai ser presidente, governador ou prefeito, por que errariam na quantificação de telespectadores de simples programas de TV?

Mas que o novo Ibope-WPP abra o olho porque, enquanto o timaço do Datafolha FC se mostra imbatível em seus múltiplos segmentos, o alemão GFK chega em 2015 com muita bala na agulha.

Ibope-WPP x GFK será o maior mata-mata da história da televisão brasileira desde 1951.

Certo, Assis Chateaubriand?

FOTO: UOL

Em casa, Corinthians tropeça, empata com Bahia e perde a chance de colar nos líderes. Com gol contra, Inter vence e dorme na primeira colocação. O Cruzeiro vai conseguir voltar ao topo da tabela amanhã???

Leia o post original por Milton Neves

insonia

 

placar

Corinthians 1 x 1 Bahia

Não foi fácil. Normalmente, esses jogos de sábado às 21 horas já são difíceis de assistir. Hoje, foi ainda mais complicado.

Os jogadores de Corinthians e Bahia estavam pouco inspirados. Erros de passes e os famosos “chutões” foram a cara da partida.

Os gols saíram ainda na primeira etapa. Kieza abriu o placar para o Tricolor, mas a vantagem não durou muito. Poucos minutos depois, Gil, que também salvou o Timão contra o Santos, balançou as redes na Arena Corinthians.

O segundo tempo contou com poucas jogadas boas. Assim, Gilson Kleina, que fazia sua estreia como técnico do Bahia, complicou mais uma vez o Corinthians.

O empate foi amargo para Alvinegro, já que poderia ter entrado de vez na briga pela liderança se tivesse vencido. O time baiano ficou mais contente com o ponto conseguido fora de casa, já que ele o tirou da zona de rebaixamento temporariamente.

Goiás 0 x 1 Internacional

O Esmeraldino recebeu o Colorado no Serra Dourada e aproveitou para homenagear Fernandão, que foi ídolo em ambas as equipes e morreu antes do início da Copa do Mundo.

O Goiás utilizou uma camiseta com a frase “Ô ô ô o Fernandão brilhou”, mas parece que ela não trouxe sorte aos comandados de Ricardo Drubscky.

Grande parte do duelo foi travado no meio campo, os jogadores estavam pouco inspirados e não conseguiram criar lances de perigo.

Somente no final da segunda etapa, após cruzamento do lateral Fabrício, Pedro Henrique acabou marcando contra.

O gol colocou o Colorado na liderança provisória do Brasileirão e jogando toda a pressão em cima do Cruzeiro.

OPINE!!!

Em rodada dos visitantes, São Paulo perde em pleno Morumbi e fica longe da liderança. Galo, ainda pesando na Recopa, empata com o Bahia e para na tabela. Grêmio ganha e entra no G4. O time gaúcho ainda tem chances de título???

Leia o post original por Milton Neves

charge

 

placar

São Paulo x Chapecoense

Mais de 40 mil torcedores foram ao Morumbi nesta noite de sábado. Porém, os tricolores não viram o São Paulo jogar como Alemanha igual fez contra o Bahia.

Muito pelo contrário. Durante a primeira etapa, a Chapecoense marcou tão bem os donos da casa que os comandados de Muricy Ramalho não conseguiram ameaçar o gol do adversário.

Após o intervalo, o São Paulo até voltou melhor. Antes dos 10 minutos, a equipe já tinha finalizado quatro vezes com perigo. Entretanto, com o time todo para o ataque, a Chapecoense encontrou um buraco na defesa Tricolor e abriu o placar com Ricardo Conceição.

Depois do gol, os anfitriões não conseguiram mais armar boas jogadas. Com apenas bolas alçadas da área, o Tricolor não conseguiu empatar o duelo e acabou perdendo, pela primeira vez no Brasileirão, jogando no Morumbi.

E agora, Muricy? Onde está o bom futebol apresentado contra o Bahia?

Atlético-MG x Bahia

Poupando alguns titulares para o jogo da próxima quarta-feira contra o Lanús, o Altético-MG não conseguiu vencer o Bahia, mesmo jogando no Independência.

Ainda no primeiro tempo, o Tricolor conseguiu sair na frente do marcador. Rhayner cruzou e o zagueiro Titi cabeceou com estilo, balançando as redes de Victor.

Com o resultado adverso, Levir Culpi foi obrigado a mexer no time durante o intervalo. Alex Silva e Maicosuel saíram para as entradas de Pedro Botelho e Luan.

Deste modo, o Galo pressionou e conseguiu empatar aos 20 minutos da segunda etapa. Com papéis inversos, Jô cruzou para o baixinho Luan, também de cabeça, devolver a igualdade ao placar.

Mesmo com muita pressão dos donos da casa, o confronto permaneceu empatado, o que não ajudou nenhuma das equipes na tabela.

Figueirense x Grêmio

O Grêmio, que não marcava um gol no Brasileirão desde o dia 21 de maio, finalmente desencantou.

Logo nos minutos iniciais, após bom passe de Alan Ruiz, Giuliano, em seu segundo jogo com a camisa do Tricolor, deu um belo chute e fez 1 a 0 para os gaúchos.

Com a vantagem, o Imortal começou a segurar o resultado, não deixando o Figueirense se animar na partida.

O que estava difícil complicou ainda mais. Thiago Heleno chutou Alan Ruiz e acabou sendo expulso, deixando o Figueira com apenas 10 jogadores em campo.

Deste modo, o Alvinegro de Santa Catarina não conseguiu reverter o placar e saiu de campo derrotado mais uma vez. Com o triunfo, o Grêmio entrou no G4 e se aproximou dos líderes.

Botafogo x Coritiba

O “jogo da balda” foi tão chato que menos de duas mil pessoas foram ao estádio assistir ao confronto entre Botafogo e Coritiba, ambos na parte de baixo da tabela.

No início do duelo, após cobrança de escanteio, o argentino Bolatti arrematou com força e abriu o placar para o Fogão.

A partir deste momento, as equipes se acomodaram e não criaram grandes jogadas. O veterano craque Alex foi o único quem tentou mostrar um bom futebol, mas não deu conta sozinho.

Os cariocas até tiveram a chance de matar o jogo no segundo tempo, quando o árbitro marcou um pênalti inexistente para o Botafogo. Contudo, Zeballos bateu e o goleiro Vanderlei fez grande defesa.

Com o resultado o time da estrela solitária conseguiu se afastar da zona de rebaixamento, enquanto o Coxa permanece na vice-lanterna.

OPINE!!!

No Morumbi, goleiro do Galo falha no final e São Paulo vence o Atlético-MG por 2 a 1. Assim, o Tricolor vai dormir na vice-liderança e pode passar a Copa dentro do G4!!! Em Curitiba, no duelo dos alviverdes, o Coxa conseguiu sua primeira vitória no campeonato. Com o triunfo, o time do veterano Alex vai dormir fora da zona de rebaixamento. Vai começar a reação do Coritiba no Brasileirão???

Leia o post original por Milton Neves

charge

placar_31_05 (1)

São Paulo 2 x 1 Atlético Mineiro

Desde o começo da partida, o São Paulo controlou as ações do jogo. Assim, não demorou muito para o Tricolor abrir o placar. Osvaldo fez a jogada no lado esquerdo e cruzou para Luis Fabiano, desta vez de cabeça, balançar as redes.

Após o gol, o Galo cresceu. Antes do final do primeiro tempo, o Atlético-MG criou boas chances para empatar o duelo, mas Rogério Ceni tratou de salvar o time do Morumbi.

Depois do intervalo, o Galo continuou melhor e pressionando os donos da casa. Até que Neto Berola, que entrou no lugar de Marion, cruzou para Josué, que ganhou tudo com a camisa Tricolor, completou para o gol e empatou o placar.

A igualdade no marcador já estava quase definida, quando Pabón, que está para ser mandado embora, bateu uma falta de longe e, inacreditavelmente, o goleiro do Atlético, Giovanni, falhou e deixou a bola entrar.

O árbitro encerrou a partida logo em seguida. Com o triunfo, o Tricolor dorme na vice-liderança com 16 pontos. O Galo fica na sétima posição com 14 pontos.

Alexandre Pato foi, mais uma vez, o ponto negativo do São Paulo. Na quarta-feira, ele saiu no intervalo. Hoje, saiu logo após seu time tomar o empate. Será que o Pato do Timão voltou?

Coritiba 3 x 0 Goiás

Lutando pela primeira vitória no Brasileirão, o Coxa foi para cima do Goiás. O experiente Alex marcou de cabeça logo aos quatro minutos.

10 minutos depois, o meia apareceu outra vez. O craque fez grande jogada e passou para Keirrison, aquele mesmo, o K9, só empurrar para o gol. Antes do intervalo, o time da casa ainda fez mais um com Dener Assunção.

No segundo tempo, o Coritiba só controlou o jogo e garantiu a primeira conquista no Campeonato Brasileiro.

Vitória 0 x 1 Sport

No duelo nordestino, os times queriam a vitória que daria o sossego durante o período da Copa do Mundo. Entretanto, o na primeira etapa, as equipes não empolgaram e pouco criaram.

No segundo tempo, após uma bomba de Neto Baiano, o Sport abriu o placar. Após o gol, o Leão da Ilha soube segurar o resultado e levou a melhor sobre o rival rubro-negro.

OPINE!!!