Arquivo da categoria: Canoas

Lógica

Leia o post original por Pedro Ernesto

Deu a lógica. O Internacional, no sábado, passou o carro no Cerâmica. O Grêmio, ontem, fez o mesmo com o Ypiranga.
A diferença do futebol da dupla Gre-Nal se mostra um abismo. No início do ano, os clubes do Interior já tendo treinado por mais de dois meses encaram a Dupla que ainda está numa fase de pré-temporada e conseguem algum sucesso. Esta pode ser a explicação para a conquista do primeiro turno do Caxias.
Mas no segundo turno, quando gremistas e colorados estão na plenitude da forma física, passam por cima dos outros. O Inter ainda teve alguma dificuldade no primeiro tempo, mas com a entrada de D’Alessandro a vitória veio com muita facilidade. A diferença é cada vez maior.

Regionais

Cabe a CBF e as federações voltarem a discutir as questões dos estaduais. Todos estão dando prejuízo para os grandes clubes. Mais ainda: esta diferença que se acentua ano para ano determina a necessidade de estaduais mais curtos, aumento do Brasileirão no calendário, jogos de maior equilíbrio e competições que possam atrair maior público.
Aqui no Rio Grande do Sul uma competição com dez clubes está de bom tamanho. Não há formulismo que salve um campeonato tão longo e com times fracos.

Carpete

A direção do Inter está preocupada com o carpete do estádio do Juan Aurich e vai levar o grupo de jogadores para treinar no gramado sintético da PUC. Acho que vai adiantar pouco. Este é um gramado sintético de qualidade, bastante alto e onde se pode jogar futebol e não encontrar algo muito diferente.
Lá no Peru é sacanagem. Me admiro que que a Confederação Sul-Americana deixe jogar uma competição importante como a Libertadores nestas condições.

Você sabia?

Que o Canoas escapou do rebaixamento e vai para a semifinal contra o Grêmio?

Que apesar da boa reação do Ypiranga com o treinador Leocir Dall’Astra o time está rebaixado?

Que o Cerâmica saiu da Segunda Divisão ano passado e cumpriu bom trabalho na Primeira?

Que Beto Almeida também conseguiu boa recuperação no Pelotas mas parou no Canoas?

Derrota

Leia o post original por Pedro Ernesto

Terminou a série de jogos invictos com Vanderlei Luxemburgo comandando o time do Grêmio. Estas vitórias, de alguma forma, mascaravam as dificuldade da equipe em campo. Falta um armador. Nas vezes em que o Tricolor foi bem esta posição foi preenchida por Marco Antônio, o jogador que mais se aproxima desta necessidade.
Os zagueiros também não estão conseguindo dar tranquilidade. Agora, o Grêmio vai para um jogo importante da Copa do Brasil, contra o Ipatinga, que é um clube da Segunda Divisão do futebol mineiro. Um adversário, portanto, de baixa qualidade. Mas a qualidade do Grêmio não está indicando facilidades.

Vitória

O jogo foi sonolento no Beira-Rio. Só um time quis jogar. O Canoas só se defendeu e não teve nenhum ataque importante ao longo do jogo.
Mas a atividade do Inter esteve longe do ideal. Time lento, sem lances de qualidade, onde poucos se salvaram. Elton foi um bom jogador, Leandro Damião foi um centroavante com presença e Tinga, enquanto esteve em campo, mostrou toda sua categoria. Mas o Inter precisa jogar mais.

Quarta-feira

Já no jogo contra o Santos pode-se esperar muito mais. Por ser um jogo decisivo, a determinação é completamente diferente. Até a derrota da Vila Belmiro vai ajudar o Inter.
Nesta hora os jogadores se enchem de brio e vão com tudo. O Colorado será um poço de superação, a torcida vai ajudar o time e as chances de vitória crescem bastante diante destas circunstâncias.
Vai ser outro Inter, forte, competitivo e competente.

Você sabia?

Que Dorival Júnior deve colocar Bolatti em campo adiantando Tinga?

Que seriam dois volantes (Bolatti e Elton), dois meias (Tinga e Dátolo) e dois atacantes (Dagoberto e Damião)?

Que Marco Antônio ainda não tem condições de jogo contra o Ipatinga?